segunda-feira, 13 de junho de 2011

OS PATETAS ESTÃO "ROUBANDO"?????

O GOVERNADOE Sergio Cabral e sua “turma” ainda não caíram na realidade na análise dos últimos acontecimentos envolvendo os Militares do Estado do Rio de Janeiro. Esses trabalhadores recebem o pior salário do Pais, sendo impossível para esses profissionais manterem suas finanças em dia se sacrificar as horas de folga, que deveriam servir para recomporem-se para nova jornada, como também os incontáveis “serviços extras” que aparecem de surpresa.

As manifestações começaram em março, sendo chamados pelo governador de “meia dúzia de gatos pingados”. Se avolumou, crescendo a cada dia e a cada mobilização, e o governo os ignorando com a mídia a seu lado. Chegou ao auge quando cerca de 5.000 manifestantes marcharam livremente pelas ruas do Centro do Rio de Janeiro, sob o olhar do ínfimo efetivo da PMERJ comandado por Coronel, seguiram para o Quartel Central do CBMERJ, onde após divulgar suas intenções, adentraram no aquartelamento sem sofrer por parte da PMERJ nenhuma ação preventiva ou repressiva. O Quartel foi violentamente invadido por força policial especializada do BOPE, onde arbitrariamente foram presos sob acusação de crime militar. Sendo preso do lado de fora o Cel. PM REF Paul, que como cidadão assistia o acontecimento. Na “Invasão” haviam Parlamentares do Estado que junto com os manifestantes adentraram no aquartelamento, por qual motivo também não feita nenhuma ação contra eles, já que cometeram o mesmo “ilícito”? Medo?

Diante da farsa desmascarada, o governo envia para a ALERJ proposta de aumento de 5,58 %, demonstrando ainda não estar levando a sério a mobilização dos Militares Estaduais.

No dia 12 de junho, domingo, reúnem-se em Copacabana, 30.000 manifestantes, sem contar os que estavam nas ruas adjacentes do bairro, que a meu ver seriam mais 10.000 pessoas que de camisas vermelhas demonstravam estar em prol dos Bombeiros.

Agora, parecendo ainda tratar o assunto com deboche, o governo aparece com uma solução digna dos “ladrões” ante o perigo de serem pegos. O uso de 30% FUSBOM para pagar “gratificação” aos Bombeiros Militares. Mesmo com o aumento reivindicado, o salário dos Militares Estaduais continua a ser um dos piores do País, embora o Es5tado do Rio de Janeiro seja o 2º colocado em arrecadação. Uma proposta dessas acirra mais os mobilizados contra o governo que ao enviar a proposta à ALERJ, também debocha do Legislativo, que, em maioria, está simpático ao movimento.

Se o Estado do Rio de Janeiro é o segundo em arrecadação do País, é certo que tem condições de pagar melhor sem prejuízo financeiro para o Estado. Porque tanta relutância em atender as reivindicações? Acho que todo o dinheiro já está comprometido nos “desvios” da política, estando o governo, vivendo somente de repasses do Governo Federal.

Vamos raciocinar e entender onde foi para o dinheiro público.........Algo estranho está acontecendo..........


Vamos esperar o desenrolar dos acontecimento, para mim será pior que o escândalo ocorrido no governo de Brasilia.

Um comentário: