segunda-feira, 31 de outubro de 2011

FAP - Uma faca de dois gumes na prevenção de acidentes

26/10/2011

O FAP - Fator Acidentário Previdenciário, em vigor desde janeiro de 2010, tem como principal objetivo incentivar a melhoria das condições de trabalho e da saúde do trabalhador estimulando as empresas a implementarem políticas mais efetivas de saúde e segurança no trabalho para reduzir os acidentes.
 
O FAP permitirá, através de cálculos periódicos, individualizar a alíquota de 1%, 2% ou 3% prevista no Anexo V do Regulamento da Previdência Social-RPS, majorando ou reduzindo o valor da alíquota conforme a quantidade, a gravidade e o custo das ocorrências acidentárias em cada empresa. Dessa forma, as empresas com mais acidentes e acidentes mais graves em uma subclasse CNAE passarão a contribuir com um valor maior (uma espécie de punição para quem não investe em segurança), enquanto as empresas com menor número de acidentes terão uma redução no valor de contribuição.
 
Até aqui tudo parece lindo e maravilhoso para algumas empresas e terrível outras.
Em meio a toda a discussão que o FAP trouxe na esfera preventiva e econômica, alguns fatores devem ser levados em conta:

  • Base de dados para cálculo do FAP;

  • Credibilidade nas informações recebidas das empresas


  •  
    Os cálculos só podem ser feitos em cima de números que as próprias empresas enviam para a previdência através das CAT's. Outra fonte de dados são os benefícios das espécies B91 e B93 sem registro de CAT, ou seja, aqueles que foram estabelecidos por nexos técnicos, inclusive por NTEP. Podem ocorrer casos de concessão de B92 e B94 sem a precedência de um B91 e sem a existência de CAT e FAP - Fator Acidentário de Prevenção nestes casos serão contabilizados como registros de acidentes ou doenças do trabalho.Nesse sentido, temos que levar em conta que todos os acidentes e doenças estão sendo informados. Caso contrário, o cálculo será enganoso. Não é de todo descartada , a hipótese de que as empresas, visando a redução de sua alíquota, "escondam" acidentes deixando de emitir algumas CAT's.
     
    No primeiro cálculo que foi realizado, mais de 90% das empresas tiveram suas alíquotas reduzidas. Isso nos leva a pensar que o número de acidentes tambem reduziram. Seria essa uma verdade absoluta? É difícil saber. A previdência terá que confiar na honestidade ou não das empresas.
     
    O fato é que, uma redução de 1% no pagamento da alíquota, pode significar uma economia de milhões para uma grande empresa. É nesse ponto que o FAP se torna uma arma de dois gumes - por um lado é realmente possível que empresas sérias e que prezam pela saúde e segurança de seus funcionários estejam investindo mais em segurança, mas por outro lado, também é possível que empresas mal intencionadas estejam "escondendo" seus acidentes e informando apenas os mais graves.

    Para saber mais sobre o FAP consulte:
     
     
     
     
     
     
     
     

    SUS: relator propõe dobrar investimento anual por habitante

    Câmara dos Deputados - 10/10/2011

    O relator da subcomissão especial sobre reestruturação do Sistema Único de Saúde (SUS), deputado Rogério Carvalho (PT-SE), afirmou, durante seminário nesta segunda-feira na Câmara, que é preciso dobrar o gasto público com saúde. Atualmente, o investimento por habitantes ao ano é de R$ 800.
    De acordo com o parlamentar, esse valor poderá ser aumentado, entre outros itens, a partir da criação da Contribuição Social para a Saúde (CSS) prevista na proposta que normatiza a Emenda 29 e que está agora em análise no Senado; criação de impostos sobre grandes movimentações financeiras; e tributação de patrimônio sobre jatinhos, helicópteros, iates e lanchas.

    Carvalho apresentou relatório sobre o assunto durante o seminário Reforma Sanitária - Caminhos para o SUS da Universalidade e da Integralidade. A ideia principal da proposta é assegurar um acesso universal e integral ao sistema.

    Apesar de elogiar o relatório de Carvalho, o coordenador da Frente Parlamentar da Saúde, deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS), ressaltou que já existe dinheiro para financiar o setor, pois a arrecadação de impostos no País é excepcional.


    A presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Beatriz Dobashi, afirmou durante o seminário que o maior problema do sistema é a falta de recursos. Opinião com a qual concorda o representante dos usuários no Conselho Nacional de Saúde, Fernando Luiz Eliotério. Segundo ele, também existe problema de gestão no setor, que também poderá ser resolvido com a destinação de mais recursos. Não se pode melhorar a gestão com poucos recursos, observou.

    A promotora Isabel Porto, representante do Conselho Nacional do Ministério Público, defendeu um sistema eficaz de auditoria. Para ela, além da má gestão, há a corrupção. O cidadão precisa ter o seu direito constitucional garantido, afirmou.

    Democratização
    O presidente da subcomissão, deputado João Ananias (PCdoB-CE), ressaltou que a proposta em análise no colegiado tem como objetivo democratizar o SUS. Com essa preocupação, a subcomissão passou 180 dias ouvindo sugestões da sociedade, informou. Além de debates em audiências, o colegiado abriu uma comunidade virtual no portal e-Democracia para participação dos usuários do SUS em fóruns específicos.

    Para o presidente da Comissão de Seguridade Social e Família, deputado Saraiva Felipe (PMDB-MG), o SUS precisa ser reestruturado, caso contrário, deixará de existir. Já o presidente da Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (Abrasco), Luiz Augusto Facchini, defendeu um SUS que atenda a todos, e não apenas os pobres. O evento foi promovido pela Comissão de Seguridade Social e Família e pela Subcomissão Especial do SUS.


    Reportagem - Oscar Telles
    Edição - Maria Clarice Dias

    Existem mais COMANDANTES com qualidades de COMANDANTE?

    UM POUCO DA VERDADEIRA HISTÓRIA.
    Palavra do Comandante!

     

    ORDEM DO DIA DO Cmt INTERINO DA 3ª Bda CMec - Bagé-RS
    Cel Mário Luiz de Oliveira, Ch EM da 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada!
    REVOLUÇÃO DEMOCRÁTICA DE 31 DE MARÇO DE 1964
    Soldados da 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada !
    Há 46 anos atrás, o presidente da República, João Goulart, era deposto.
    Uns chamam esse acontecimento de golpe militar, outros, de tomada do poder. Para nós, brasileiros, ocorreu a Revolução Democrática de 1964, que afastou nosso querido país de uma ditadura comunista, cruel e sanguinária, que só os irresponsáveis, por opção ou por descuido, não querem enxergar.
    A grande maioria de vocês, principalmente os mais jovens, foram cansativamente expostos à idéia transmitida pela propaganda política, inserida nas salas de aula, nos ditos livros didáticos, nos jornais, programas de rádio e de TV, que os militares tomaram o poder dos civis para impedir que reformas moralizantes fossem feitas; que para combater os "generais que usurparam o poder" os jovens da época uniram-se e lutaram contra a ditadura militar e que muitos deles morreram, foram mutilados, presos e torturados na luta pela redemocratização do país; que jovens estudantes, idealistas, embrenharam-se nas matas do Araguaia para lutar contra a ditadura.
    Mas qual é a verdade sobre o Movimento de 31 de março ?
    Para responder a esta pergunta, basta tão simplesmente voltarmos nossas vistas para aquela conturbada época da vida nacional. O país vivia no caos. Greves políticas paralisavam os transportes, as escolas, os bancos etc. Filas eram feitas para comprar alimentos. A indisciplina nas Forças Armadas era incentivada pelo governo. João Goulart queria implantar suas reformas de base à revelia do Congresso Nacional. Os principais jornais da época exigiam a saída do presidente, em nome da manutenção da democracia. Pediam para que os militares entrassem em ação, a fim de evitar que o Brasil se tornasse mais uma país dominado pelos comunistas. O povo foi às ruas pedindo o fim daquele desgoverno, antes que fosse tarde demais.
    E, assim, aconteceu o 31 de março! Naqueles dias seguintes, editoriais e mais editoriais exaltando a atitude patriótica dos militares eram publicados, nos mesmos jornais que, hoje, caluniam a Revolução...Os comunistas que pleiteavam a tomada do poder não desanimaram e passaram a insuflar os jovens, para que entrassem numa luta contra seus irmãos, pensando que estariam lutando contra a ditadura. E mentiram tão bem que muitos acreditam nisso até hoje.
    E foi com essa propaganda mentirosa que eles iludiram muitos jovens e os cooptaram para as suas organizações terroristas. A luta armada havia começado. Foram vários atos terroristas: atentados a bomba no aeroporto de Recife, em quartéis do Exército, em instalações diplomáticas de outros países; seqüestros e assassinatos de civis, militares e autoridades estrangeiras em solo brasileiro. A violência revolucionária havia se instalado. Naquela época, os terroristas introduziram no Brasil a maneira de roubar dinheiro com assaltos a bancos, a carros fortes e a estabelecimentos comerciais.
    Foram eles os mestres que ensinaram tais táticas aos bandidos de hoje. Tudo treinado nos cursos de guerrilha em Cuba e na China. As polícias civil e militar sofriam pesadas baixas e não conseguiam, sozinhas, impor a lei e a ordem. Para não perder o controle da situação, o governo decretou medidas de exceção, pelas quais várias liberdades individuais foram suspensas. Foi um ato arbitrário, mas necessário.
    A frágil democracia que vivíamos não se podia deixar destruir. Graças ao Bom Deus e Senhor dos Exércitos, vencemos a besta-fera! Os senhores sabiam disso ? Com quantas inverdades fizeram "a cabeça de vocês"! Foi a maneira que os comunistas encontraram para tentar justificar a sua luta para implantar um regime do modelo soviético, cubano ou chinês no Brasil. Por intermédio da mentira, eles deturparam a História e conseguiram o seu intento. Alguns de vocês que não nasceram naquela época, chegam mesmo a acreditar no que eles dizem... E por que essas mentiras são repetidas até hoje? Por que passado quase meio século, ainda continuam a nos caluniar? Qual será o motivo desse medo e dessa inveja?
    Esta resposta também é simples:É porque eles sabem que nós, militares, não nos deixamos abater pelas acusações contra as Forças Armadas, porque, na verdade, apenas cumprimos o dever, atendendo ao apelo popular para impedir a transformação do Brasil em uma ditadura comunista, perigo esse que já anda ao derredor do nosso Brasil, só que com outra maquiagem. É porque eles sabem que nós, militares, levamos uma vida austera e cultivamos valores completamente apartados dos prazeres contidos nas grandes grifes, nas mansões de luxo ou nas contas bancárias no exterior, pois temos consciência de que é mais importante viver dignamente com o próprio salário do que realizar orgias com o dinheiro público.
    É porque eles sabem que nós, militares, temos como norma a grandeza do patriotismo e o respeito sincero aos símbolos nacionais, principalmente a nossa bandeira, invicta nos campos de batalha, e o nosso hino, jamais imaginando acrescentar-lhes cores ideológico-partidárias ou adulterar-lhes a forma e o conteúdo. É porque eles sabem que nós, militares, temos orgulho dos heróis nacionais que, com a própria vida, mantiveram íntegra e respeitada a terra brasileira e que esses heróis não foram fabricados a partir de interesses ideológicos. É porque eles sabem que se alguma corrupção existiu nos governos militares, ela foi pontual e episódica, mas jamais uma estratégia política para a manutenção do poder ou o reflexo de um desvio de caráter a contaminar por inteiro um ideal. É porque eles sabem que nós, militares, somos disciplinados e respeitamos a hierarquia, ainda que tenhamos divergências com nossos chefes, pois entendemos que eles são responsáveis e dignos de nossa confiança e que não se movem por motivos torpes ou por razões mesquinhas. É porque eles sabem que nós, militares, não nos dobramos à mesquinha ação da distorção de fatos que há mais de 40 anos os maus brasileiros vem impondo à sociedade, com a clara intenção de impor-lhe a idéia de que os guerrilheiros de ontem (hoje corruptos e ladrões do dinheiro público) lutaram pela democracia, quando agora já está mais do que evidente que o desejo por eles perseguido há anos, 'sempre foi - e continua sendo` o de implantar no país um regime totalitário, uma ditadura mil vezes pior do que aquela que eles afirmam ter combatido. É porque eles sabem, enfim, que todo o mal que se atribui a nós, militares, e às Forças Armadas - por maiores que sejam os nossos defeitos e limitações - não tem respaldo na Verdade histórica que um dia há de aflorar.
    Soldados da Brigada Patrício Corrêa da Câmara! Pertencemos ao Exército Brasileiro, brasileiro igual a todos nós e com muito orgulho no coração. Exército invicto nos campos de batalha, onde derrotamos comunistas, nazi-fascistas, baderneiros, guerrilheiros, sabotadores, traidores da Pátria, conspiradores, predadores do patrimônio público, bandidos e terroristas. Mas retornemos agora nossas vistas para o presente... O momento é decisivo para o Brasil, e por conseguinte, para todos nós, brasileiros.
    Mas será que estamos realmente conscientes disso? Parece que não! O País vive em um clima de oba-oba, tipo "deixa a vida me levar, vida leva eu"... O dinheiro público é distribuído em alguns tipos de bolsas, umas de indisfarçável cunho ideológico revanchista e, outras, voltadas ao assistencialismo, nunca na história desse País visto em tão larga escala... A mídia satura a grande massa, "coincidentemente" o grande colégio eleitoral, com programas televisivos de baixíssima qualidade cultural, de cunho nitidamente apelativo, fabricando falsos heróis, que corroem os valores cristãos do nosso povo... como que distraindo-o, a fim de impedi-lo de enxergar o que anda acontecendo por aqui e ao nosso redor: situações idênticas ocorridas no Brasil e em outros países são tratadas de formas diferenciadas, conforme a simpatia ideológica; a palavra empenhada, as posições firmadas e documentos estratégicos são trocados ou modificados conforme a intensidade da reação da opinião pública, tornando transparente a falta de seriedade no trato dos destinos do Brasil, ou pior, revelando as verdadeiras intenções, ocultas e hediondas. Se não bastasse, serviçais de plantão vem à mídia tentar explicar o inexplicável, isso quando não jogam a culpa na opinião pública, dizendo que foi ela quem entendeu de forma errada ou procuram fazer-se de vítimas face à suposta campanha difamatória, quando na verdade os fatos estão aí, as claras? No entanto, parece que as pessoas encontram-se anestesiadas, apenas "vivendo a vida", discutindo qual a melhor cerveja, ou quem deve ser eliminado da casa, se tal jogador deve ser convocado...
    O que vemos hoje já era utilizado nos tempos do antigo Império Romano, a estratégia do "pão e circo: dê ao povo comida e diversão de graça e ele esquecerá seus problemas...". Porém, ao longo da História da civilização, diversas personalidades já apontavam para os perigos desses momentos de desesperança, destacamos:
    Martin Luther King - "O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons..." ;
    Burke - "Para o mal triunfar, basta os homens de bem não fazerem nada..." ;
    Mario Quintana - "O que mata um jardim não é o abandono ! O que mata um jardim é esse olhar vazio de quem passa indiferente por ele" ; e
    Rui Barbosa - "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto" .
    Não! Não deixaremos que os inimigos da Pátria venham manchar sua honra ou deturpar seus valores cristãos. Não envergonharemos nossos antecessores, os quais nos legaram esse Brasil-Continente, livre e soberano! Soldados da 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, estaremos sempre atentos e, se o Bom Deus e Senhor dos Exércitos assim o desejar, cumpriremos nossa sagrada missão de defender a Pátria. Que seja isso, ou que o sol, sem eflúvio, sem luz e sem calor, nos encontre no chão a morrer do que vivo sem te defender...
    ASSINA, MARIO LUIZ DE OLIVEIRA Cmt INTERINO DA 3ª BDA CMEC

    UM MILHÃO de pessoas na Avenida Paulista, SP (dirigido, também, para outras cidades do país)

    O clima lembra o período que antecedeu a revolução francesa. O terceiro estado clama por justiça.
    Só Deus poderá nos ajudar a evitar um agravamento da questão político-social.

    Um milhão de pessoas na Avenida Paulista(ainda sem data marcada) pela demissão de toda a classe política... quando um empregado não atende aos requisitos do seu emprego, ele é demitido !

    Este e-mail que começa a circular hoje e será lido por centenas de milhares de pessoas, milhões.

    A guerra contra o mau político, e contra a degradação da nação está começando.
    Em qualquer organização ou empresa, você trabalhador, sabe que seu salário, seu emprego, depende do seu esforço, do seu desempenho. Porque não pode ser assim também com os empregados públicos ? Porque nossos políticos e funcionários públicos agem como "patrões públicos" e não como servidores públicos que é a função para qual foram eleitos ou escolhidos?
    Não subestimem o povo que começa a ter conhecimento do que nos tem acontecido, do porquê de chegar ao ponto de ter de cortar na comida dos próprios filhos! Estamos de olhos bem abertos e dispostos a fazer tudo o que for preciso, para mudar o rumo destes abusos.

    Todos os ''governantes'' do Brasil até aqui, falaram em cortes de despesas - mas não das suas despesas. Querem o aumento dos impostos como se já não fôssemos o campeão mundial em impostos.

    Nenhum governante fala em:

    1. Reduzir as mordomias (gabinetes, secretárias, assessores, suportes burocráticos, carros, motoristas, 14º e 15º salários etc.) ;

    2. Redução do número de deputados da Câmara Federal, e seus gabinetes, profissionalizando-os como nos países sérios. Acabar com as mordomias na Câmara, Senado e Ministérios, como almoços regados a vinho e outras libações, tudo à custa do povo;

    3. Acabar com centenas de Institutos Públicos e Fundações Públicas que não servem para nada e, têm funcionários e administradores com 2º e 3º emprego;

    4. Acabar com autarquias Municipais, com Administradores auferindo milhares de reais/mês e que não servem para nada, antes, acumulam funções nos municípios, para aumentarem o bolo salarial respectivo.


    5. Acabar com o Senado e com as Câmara Estaduais, que só servem aos seus membros e aos seus familiares. O que é que faz mesmo uma Assembleia Legislativa (Câmara Estadual) ?

    6. Por exemplo as empresas de estacionamento não são verificadas porquê?

    7. Redução drástica das Câmaras Municipais e das Assembléias Estaduais, se não for possível acabar com elas.

    8. Acabar com o financiamento aos partidos, que devem viver da quotização dos seus associados; Aliás, 2 partidos apenas como os EUA e outros países adiantados, seria mais que suficiente.

    9. Acabar com a distribuição de carros a presidentes, assessores, etc.., das Câmaras, Juntas, etc., que se deslocam em viagens particulares pelo País;

    10. Acabar com os motoristas particulares que servem suas excelências, filhos e famílias e até, as ex-famílias...


    11. Acabar com a renovação automática de frotas de carros do Estado;

    12. Colocar chapas de identificação em todos os carros do Estado. Não permitir de modo algum que carros oficiais façam serviço particular tal como levar e trazer familiares e filhos, às escolas, ir ao mercado a compras, etc.;

    13. Acabar com o vaivém semanal dos deputados e respectivas estadias em em hotéis de cinco estrelas pagos pelos contribuintes;

    14. Controlar o pessoal da Função Pública (todos os funcionários pagos por nós que nunca estão no local de trabalho).
    HÁ QUADROS QUE, EM VEZ DE ESTAREM NO SERVIÇO PÚBLICO, PASSAM O TEMPO NOS SEUS ESCRITÓRIOS, EM SUAS CASAS, A CUIDAR DOS SEUS INTERESSES....;

    15. Regularizar as administrações de hospitais públicos que estão servindo para garantir apadrinhados do poder - há hospitais de cidades com mais administradores que profissionais de saúde... pertencentes às oligarquias locais do partido no poder...

    16. Acabar com os milhares de pareceres jurídicos, caríssimos, pagos sempre aos mesmos escritórios que têm canais de comunicação fáceis com o Governo;

    17. Acabar com as aposentadorias múltiplas por pessoa, que passaram fugazmente pelo LEGISLATIVO.

    18. Exigir a devolução dos milhões dos empréstimos compulsórios confiscados dos contribuintes, e pagamento IMEDIATO DOS PRECATÓRIOS judiciais;

    19. Criminalizar, imediatamente, o enriquecimento ilícito, perseguindo, confiscando e punindo os ladrões que fizeram fortunas e adquiriram patrimônios de forma indevida e à custa do contribuinte;

    20. Não deixar um único malfeitor de colarinho branco impune, fazendo com que paguem efetivamente pelos seus crimes, adaptando o nosso sistema de justiça a padrões civilizados, onde as escutas VALEM e os crimes não prescrevem com leis feitas sob medida;

    21. Impedir os que foram ministros de virem a ser gestores de empresas por um período mínimo de cinco anos.

    22. Fazer um levantamento geral e minucioso de todos os que ocuparam cargos políticos, central e local, de forma a saber qual o seu patrimônio antes e depois.

    23. Pôr os Bancos a pagar impostos e, a atender a todos nos horários do comércio e da indústria.


    24. Proibir repasses de verbas para todas e quaisquer ONGs.


    25. Fazer uma devassa nas contas do MST e similares, bem como no PT e demais partidos políticos.

    26. REVER imediatamente a situação de privilégio dos Aposentados Federais, Estaduais e Municipais, que vivem às custas dos brasileiros trabalhadores.
    27. REVER as indenizações milionárias pagas indevidamente aos "perseguidos políticos" (guerrilheiros).
    28. AUDITORIA sobre o perdão de dívidas que o Brasil concedeu a outros países.
    29. Acabar com as mordomias (que são abusivas) da aposentadoria dos Presidentes da República, após um mandato de 4 anos. Nós, trabalhadores, temos que suar por 35 anos e não temos direito a carro, combustível, segurança ,etc.
    30. Acabar com o direito do prisioneiro receber mais do que o salário mínimo por filho menor, e, se ele morrer, ainda fica esse beneficio para a família. O prisioneiro deve trabalhar para receber algum benefício, e deveria indenizar a família que ele prejudicou.
    Ao povo consciente, pede-se o reencaminhamento desta mensagem.
    ''O QUE ME INCOMODA NÃO É O GRITO DOS MAUS, E SIM, O SILÊNCIO DOS BONS''(Martin Luther King)

    Assessoria de imprensa da Prefeitura informou que o Piraí Fest custou R$ 2,2 milhões

    Enviado por e-mail pelo amigo fraterno BQ-75 Pereira, Cel Pereira.
    Publicada no Jornal O TASQUIM (JPB) de Barra do Piraí. Tendo como Editor Fundador o Jornalista Jeef Castro e como Consultor de Editoria o Cel. FAB Luiz Carlos Pereira.


    A Lei Complementar nº 131 (Lei da Transparência) de 2009 determina que municípios com o porte de Piraí passem a publicar, em tempo real, todas as receitas e despesas realizadas pela administração pública, somente a partir de maio de 2013, em sítio da internet para conhecimento de toda população. Detentor de prêmios pela implantação do projeto Piraí Digital e Um Computador por Aluno, Piraí, município onde seus governantes sempre pregaram transparência e vanguarda nos palanques políticos, deveria ter se antecipado as exigências da lei publicando as receitas e despesas realizadas pelo poder público, quem sabe até, com a iniciativa, aumentando o número de prêmios através da valorização verdadeira a transparência.
    Na quinta-feira (21) o assessor de imprensa da Prefeitura de Piraí, revelou que a Piraí Fest 2011 custou cerca de R$ 2,2 milhões divididos entre verbas da iniciativa privada, governos municipal e estadual. Sem saber detalhar exatamente os valores que couberam a cada parte, o jornalista Vicente Sena informou também que o evento gerou 800 empregos temporários, vendendo 80 mil litros de chope durante os dias de festa onde se apresentaram André Valadão (show gospel), Alexandre Pires, Sérgio Loroza, Martinho da Vila, Quizomba, Sururu na Roda, Yamandu Costa e Paula Fernandes.
    Sobre o camarote vip que cobrou ingressos na festa custeada por verbas públicas, o assessor alegou que não possuía as informações, podendo informar apenas que o proprietário é um fotógrafo de Volta Redonda conhecido como Buda.
    O JBP - O TASQUIM e o Blog do Jeff Castro abrem suas páginas gratuitamente para a Prefeitura de Piraí publicar, detalhadamente, as inexigibilidades de licitação no Piraí Fest, com suas respectivas justificativas de enquadramento de despesas.

    Em Barra do Piraí, onde eventos do mesmo porte levantaram sérias suspeitas de superfaturamento nos shows e de atuação de "laranjas" nos camarotes vips instalados na Exposição Agropecuária e Festival de Inverno de Ipiabas, a secretaria de Cultura, Turismo e Lazer gastou de janeiro a setembro deste ano, cerca de R$ 1,4 milhões, verba que representa 57% do valor investido somente na Piraí Fest 2011.


    As instalações físicas do camarote vip instalado na Piraí Fest, aparentemente, são as mesmas que foram instaladas na Exposição Agropecuária de Barra do Piraí e Festival de Inverno de Ipiabas, eventos onde as suspeitas de “laranjas” nas locações dos camarotes foram denunciadas no JBP - O TASQUIM e Ministério Público Estadual.

    São 11 anos sem licitação para coleta do lixo em Barra do Piraí

    Enviado pelo amigo fraterno BQ-75 Pereira, Cel. Pereira.
    Publicada no Jornal O TASQUIM (JPB) de Barra do Piraí. Tendo como Editor Fundador o Jornalista Jeef Castro e como Consultor de Editoria o Cel. FAB Luiz Carlos Pereira.

    A Construtora Barrense Ltda está prestando serviços fora do objeto social da empresa.

    CONTRUTORA BARRENSE LTDA
    18/03/2010 - empenho 881 - R$ 77.328,00;
    29/06/2010 - empenho 1917 - R$ 347.880,00;
    07/04/2011 - empenho 1028 - R$ 399.994,00;,
    01/02/2011 - empenho 317 - R$ 115.931,10;
    03/01/2011 - empenho 35 - R$ 75.375,80
    Total em 2010 e 2011: R$ 1.016.508,90

    LIMPATECH SERVIÇOS DE LIMPEZA LTDA
    2011 - R$ 1.948.080,00 - saldo a pagar R$ 198.680,00;
    2010 - R$ 2.126. 507,50 - saldo a pagar R$ 245.700,00;
    2009 - R$ 2.396,524,50 - saldo a pagar R$ 262.276,12;
    2008 - R$ 2.054.601,67 - saldo a pagar R$ 233.362,27
    Total contratado de 2008 a 2011: R$ 9.465.732,96
    http://www.betha.com.br/transparencia/con_gastoporfavorecido.faces

    A Lei Complementar nº 131/09, Lei da Transparência, começa a produzir efeitos em Barra do Piraí. A concorrência do lixo urbano (Edital 001/2008) foi adiada com publicação em 02 de setembro no Diário Oficial do Estado do Rio, e num segundo momento com a publicação no Boletim Municipal de 20 de setembro, por recomendação do TCE-RJ.

    O prefeito José Luiz Anchite, o Zé Luiz (PP), não satisfeito com sete anos dispensando a licitação para a coleta de lixo urbano sob a alegação de emergência ancorada irregularmente no Inciso IV, artigo 24, da Lei nº 8.666, foi além contratando a Construtora Barrense Ltda para complementar os contratos "emergenciais" firmados com a Limpatech Serviços de Limpeza Ltda através de empenhos sobre a verba de royalties do petróleo.

    Inexplicavelmente a Construtora Barrense Ltda está prestando serviços fora do objeto social da empresa. É inviável a habilitação de licitante cujo objeto social é incompatível com o da licitação. Acórdão 1021/2007 Plenário TCU (Sumário).
    O mesmo procedimento se repetiu nas despesas com coleta de lixo urbano em 2007, 2006, 2005 e 2004. São onze anos sem licitação para a coleta do lixo urbano em Barra do Piraí. De diferente, o ex-prefeito Celso Balthazar da Nóbrega preferia a empresa Vega Engenharia Ambiental S/A. Com a concorrência nº 001/2008 adiada por recomendação do TCE, o prefeito Zé Luiz ganha fôlego para dispensar mais dois anos de licitação cometendo crime previsto na Lei de Licitações, que aparentemente não possui a menor importância para quem tem o dever de fiscalizar.

    domingo, 30 de outubro de 2011

    ATO FORA CABRAL. A PARTICIPAÇÃO DAS ESPOSAS DOS MILITARES DO RIO DE JANEIRO

    O Ato aconteceu sem a presença do S.O.S. bombeiros, da qual não farei comentários, pois, não posso fazer comentários do que desconheço.

    A participação da União das Esposas dos Militares do Rio de Janeiro, não deixou o Ato anteriormente decidido pelo Movimento S.O.S. Bombeiros, em reunião no dia 30 de setembro de 2011, no Clube dos Portuários, cair no vazio. A presença deste importante segmento da sociedade, que vivencia dia a dia o sofrimento de seus familiares militares, refletindo no seio da família, foi demais importante para que não caísse em descrédito o movimento FORA CABRAL.

    Como fartamente divulgado nas redes sociais, o SOS Bombeiros assumiram publicamente o compromisso de partir para o FORA CABRAL, já que era inviável ser atendido pelo governador do Estado do Rio de janeiro em suas reivindicações, sendo rechaçados com ilegalidades e indícios de prevaricação em suas responsabilidades no trato da questão.

    A UEMERJ deu exemplo de cidadania contando com a presença de bombeiros e policiais militares, inclusive o Cel. PM REF PAUL, que sempre está presente apoiando as reivindicações justas.

    O ATO também contou com a presença de mais de uma centena de policiais militares de serviço, sem o que a mobilização não teria a importância devida, já que o grande efetivo disponibilizado chamou a atenção do público para o evento.

    O policiamento da PMERJ contou também com viaturas furgão equipadas com compartimento de presos, que ficaram estacionadas em vias secundárias, evitando serem vistas, mas, para pronto emprego.

    Com a participação de cerca de sessenta pessoas, o Ato deu o seu recado, FORA CABRAL, você não está bem vindo no governo.

    Alguns burgueses que transitavam pela orla, desconhecendo os reais motivos da manifestação, criticavam os manifestantes, pois, ocupavam o espaço que consideram de sua propriedade. Pessoas estas, lenientes com os constantes roubos do erário público, mas, que levanta sua voz clamando por segurança contra os assaltantes de rua, que armados com armas, roubam-lhes os pertences. Vale lembrar, LADRÃO é LADRÃO, não importa a arma que use.

    PARABÉNS à UEMERJ (União das Esposas dos Militares do Rio de Janeiro) pela presença ao evento.

    MILITAR É INCOMPETENTE DEMAIS

    Recebido por e-mail do amigo fraterno BQ-75 DEMAZI.

    Millôr Fernandes
    Militar é incompetente demais!!!
    Militares, nunca mais!
    Ainda bem que hoje tudo é diferente, temos um PT sério,
    honesto e progressista.
    Cresce o grupo que não quer mais ver militares no poder, pelas razões abaixo.
    Militar no poder, nunca mais.
    Só fizeram lambanças.
    Tiraram o cenário bucólico que havia na Via Dutra de uma só pista, que foi duplicada e recebeu melhorias; acabaram aí com as emoções das curvas mal construídas e os solavancos estimulantes provocados pelos buracos na pista.
    Não satisfeitos, fizeram o mesmo com a rodovia Rio-Juiz de Fora.
    Com a construção da ponte Rio-Niterói, acabaram com o sonho de crescimento da pequena Magé, cidade nos fundos da Baía de Guanabara, que era caminho obrigatório dos que iam de um lado ao outro e não queriam sofrer na espera da barcaça que levava meia dúzia de carros.
    Criaram esse maldito do Proálcool, com o medo infundado de que o petróleo vai acabar um dia.
    Para apressar logo o fim do chamado "ouro negro", deram um impulso gigantesco à Petrobras,
    que passou a extrair petróleo 10 vezes mais (de 75 mil barris diários, passou a produzir 750 mil);
    sem contar o fedor de bêbado que os carros passaram a ter com o uso do álcool.
    Enfiaram o Brasil numa disputa estressante,levando-o da posição de 45ª economia do mundo para a posição de 8ª, trazendo com isso uma nociva onda de inveja mundial.
     Tiraram o sossego da vida ociosa de 13 milhões de brasileiros, que, com a gigantesca oferta de emprego, ficaram sem a desculpa do "estou desempregado".
    Em 1971, no governo militar, o Brasil alcançou a posição de segundo maior construtor de navios no mundo.
    Uma desgraça completa.
    Com gigantesca oferta de empregos, baixaram consideravelmente os índices de roubos e assaltos.
    Sem aquela emoção de estar na iminência de sofrer um assalto, os nossos passeios perderem completamente a graça.
    Alteraram profundamente a topografia do território brasileiro com a construção de hidrelétricas gigantescas (Tucuruí, Ilha Solteira, Jupiá e Itaipu),o que obrigou as nossas crianças a aprenderem sobre essas bobagens de nomes esquisitos.
    O Brasil, que antes vivia o romantismo do jantar à luz de velas ou de lamparinas, teve que tolerar a instalação de milhares de torres de alta tensão espalhadas pelo seu território, para levar energia elétrica a quem nunca precisou disso.
    Implementaram os metrôs de São Paulo, Rio, Belo Horizonte, Recife e Fortaleza, deixando tudo pronto para atazanar a vida dos cidadãos e o trânsito nestas cidades.
    Esses militares baniram do Brasil pessoas bem intencionadas, que queriam implantar aqui um regime político que fazia a felicidade dos russos, cubanos e chineses, em cujos países as pessoas se reuniam em fila nas ruas apenas para bater-papo, e ninguém pensava em sair a passeio para nenhum outro país.
    Foram demasiadamente rigorosos com os simpatizantes daqueles regimes, só porque soltaram uma
    "bombinha de São João" no aeroporto de Guararapes, onde alguns inocentes morreram de susto apenas.
    Os militares são muito estressados.
    Fazem tempestade em copo d'água só por causa de alguns assaltos a bancos, sequestros de diplomatas...
    ninharias que qualquer delegado de polícia resolve.
    Tiraram-nos o interesse pela Política, vez que os deputados e senadores daquela época não nos brindavam com esses deliciosos escândalos que fazem a alegria da gente hoje.
    Os de hoje é que são bons e honestos.
    Cadê os Impostos de hoje, isto eles não fizeram!
    Para piorar a coisa, ainda criaram o MOBRAL, que ensinou milhões a ler e escrever, aumentando mais ainda o poder desses empregados contra os seus patrões.
    Nem o homem do campo escapou, porque criaram para ele o FUNRURAL, tirando do pobre coitado a doce preocupação que ele tinha com o seu futuro. Era tão bom imaginar-se velhinho, pedindo esmolas para sobreviver.
    Outras desgraças criadas pelos militares:
    Trouxeram a TV a cores para as nossas casas, pelas mãos e burrice de um Oficial do Exército,formado pelo Instituto Militar de Engenharia, que inventou o sistema PAL-M.
    Criaram ainda a EMBRATEL; TELEBRÁS; ANGRA I e II; INPS, IAPAS, DATAPREV, LBA, FUNABEM.
    Tudo isso e muito mais os militares fizeram em 22 anos de governo.
    Pensa!!
    Depois que entregaram o governo aos civis, estes, nos vinte anos seguintes, não fizeram nem 10% dos estragos que os militares fizeram.
    Graças a Deus!
    Ainda bem que os militares não continuaram no poder!!
    Tem muito mais coisas horrorosas que eles,os militares, criaram, mas o que está escrito acima é o bastante para dizermos:
    "Militar no poder, nunca mais!!!", exceto os domesticados.
    Ainda bem que hoje estão assumindo o poder pessoas compromissadas com os interesses do Povo.
    Militares jamais!
    Os políticos de hoje pensam apenas em ajudar as pessoas e foram injustamente prejudicadas quando enfrentavam os militarescom armas às escondidas com bandeiras de socialismo.
    Os países socialistas são exemplos a todos.
      
    ALÉM DISSO, NENHUM DESSES MILITARES CONSEGUIU FICAR RICO.
    ÊTA INCOMPETÊNCIA!!!

    Millôr Fernandes

    Juiz critica magistratura encastelada que não ouve a voz das ruas

    Enviado por e-mail pelo amigo fraterno BQ-75 Pereira, Cel Aer Pereira.
    (28.10.11)
    Por Átila Andrade de Castro,
    juiz de Direito na comarca de Belo Horizonte (MG).

    Após décadas de poder, alguns dos mais conhecidos tiranos do nosso tempo foram expulsos de seus palácios situados no norte da África pela força do movimento popular.
    No Cairo, em Trípoli e em Túnis a população se deu conta de que não se deve dar poder a quem não oferece contraprestação. Iniciaram com certa timidez a revolução que ficou conhecida como Primavera Árabe e o movimento foi tomando corpo, forma e substância, atravessando fronteiras e mudando uma realidade que parecia imutável.
    Enquanto isso, encastelados em seus palácios, os ditadores de plantão faziam ouvidos moucos à voz das ruas. Diziam que era conspiração de potências ocidentais, que a suposta revolta não passava de movimentos isolados e que não abririam mão do poder que consideravam legítimo. Continuaram a fazer refeições em talheres de ouro, a viajar em aviões particulares intercontinentais e a desfrutar de todo o luxo e conforto que o poder proporciona.
    Não ouviram o alerta. Não negociaram e nem se dispuseram a abrir mão de privilégios e nem a oferecer serviços decentes aos seus “súditos”. O resultado todo mundo conhece. Foram todos banidos de suas fortalezas, expulsos, presos e mortos.
    Qual a semelhança de tal momento histórico com o Judiciário brasileiro?
    É visível a insatisfação de todos os segmentos da sociedade com a justiça brasileira. O serviço é precário, ineficiente, artesanal, não oferece segurança jurídica e é excessivamente aleatório, tanto em termos de conteúdo decisório quanto em termos de procedimento, pois está sempre sujeito à idiossincrasia do juiz que receber a causa.

    Junte-se a isso a absoluta falta de investimentos de peso em tecnologia e em treinamento de servidores. O resultado todo mundo conhece: justiça lenta – e, portanto, frequentemente injusta -, cara e improdutiva.
    A sociedade já percebeu a gravidade do problema. Não há país submetido a padrões ocidentais de civilização que consiga crescer e progredir e nem sociedade que se mantenha saudável com o serviço prestado pelo judiciário de hoje.
    Enquanto isso, onde estão os membros do poder, que poderiam -  e deveriam - mudar este estado de coisas?

    Muitos estão em seus “castelos”, lutando por frações de poder, medalhas, privilégios e títulos. Não ouvem a voz das ruas e nem se mostram permeáveis à crítica externa e às demandas sociais.
    Pelo contrário, atribuem tudo isso a conspiradores anônimos e silenciosos que desejam enfraquecer o poder. Também não admitem jamais abrir mão de luxos que atualmente não se justificam, como duas férias anuais.

    Chega-se ao absurdo de se promover silenciosamente uma disputa surda entre juizes de segundo grau da justiça estadual e de segmentos da justiça federal pelo “privilégio” de usar a denominação “desembargador”,como se o tratamento dispensado ao juiz fosse lhe conferir sabedoria e garantir a prestação jurisdicional célere que a população tanto deseja.
    Também não se vê por parte de associações que representam os juízes propostas de modernização, de incorporação de tecnologias, de simplificação e otimização de procedimentos e rotinas de trabalho para atingir padrões mínimos de qualidade e eficiência. Continuamos, como há séculos, reproduzindo modelos de decisão e de termos de  audiência que já eram usados nos tempos da inquisição.
    Enfim, fica muito claro que se a autocrítica não ocorrer e as mudanças tão legítimas desejadas pela nossa sociedade não forem implementadas de dentro para fora, virão certamente de fora para dentro. O CNJ é o primeiro exemplo disso.
    Por certo, se continuarmos surdos e inertes, alheios ao que acontece à nossa volta, seremos, ao final, expulsos de nossos castelos, sem nossos tão desejados títulos, comendas e condecorações.
    Espero apenas que também não sejamos mortos como animais e enterrados em cova rasa no deserto.

    Que antes do fim a autocrítica tome conta de nosso meio e sociedade tenha enfim o Poder Judiciário que merece!
    .........................
    (*) Artigo publicado originalmente em blogs de Minas Gerais; reproduzido pelo jornal Folha de S. Paulo; e inserido no clipping interno do CNJ.

    Um poder de costas para o país... (O Globo)

    Enviado por e-mail pelo amigo fraterno BQ-75 Pereira. Cel Pereira.

    Marco Antonio Villa
     (historiador)

    - O Globo - 27/09/2011

    A Justiça no Brasil vai mal, muito mal. Porém, de acordo com o relatório de atividades do Supremo Tribunal Federal de 2010, tudo vai muito bem.

    Nas 80 páginas - parte delas em branco - recheadas de fotografias (como uma revista de consultório médico), gráficos coloridos e frases vazias, o leitor fica com a impressão que o STF é um exemplo de eficiência, presteza e defesa da cidadania. Neste terreno de enganos, ficamos sabendo que um dos gabinetes (que tem milhares de processos parados, aguardando encaminhamento) recebeu "pela excelência dos serviços prestados" o certificado ISO 9001. E há até informações futebolísticas: o relatório informa que o ministro Marco Aurélio é flamenguista.

    Texto completo
    A leitura do documento é chocante. Descreve até uma diplomacia judiciária para justificar os passeios dos ministros à Europa e aos Estados Unidos. Ou, como prefere o relatório, as viagens possibilitaram "uma proveitosa troca de opiniões sobre o trabalho cotidiano." Custosas, muito custosas, estas trocas de
    opiniões. Pena que a diplomacia judiciária não é exercida internamente. Pena.
    Basta citar o assassinato da juíza Patrícia Acioli, de São Gonçalo. Nenhum ministro do STF, muito menos o seu presidente, foi ao velório ou ao enterro. Sequer foi feita uma declaração formal em nome da instituição. Nada. Silêncio absoluto. Por que? E a triste ironia: a juíza foi assassinada em 11 de agosto, data comemorativa do nascimento dos cursos jurídicos no Brasil.
    Mas, se o STF se omitiu sobre o cruel assassinato da juíza, o mesmo não o fez quando o assunto foi o aumento salarial do Judiciário. Seu presidente, Cézar Peluso, ocupou seu tempo nas últimas semanas defendendo - como um líder sindical de toga - o abusivo aumento salarial para o Judiciário Federal.
    Considera ético e moral coagir o Executivo a aumentar as despesas em R$8,3 bilhões.
    A proposta do aumento salarial é um escárnio. É um prêmio à paralisia do STF, onde processos chegam a permanecer décadas sem qualquer decisão. A lentidão decisória do Supremo não pode ser imputada à falta de funcionários.
    De acordo com os dados disponibilizados, o tribunal tem 1.096 cargos efetivos e mais 578 cargos comissionados. Portanto, são 1.674 funcionários, isto somente para um tribunal com 11 juízes.
    Mas, também de acordo com dados fornecidos pelo próprio STF, 1.148 postos de trabalho são terceirizados, perfazendo um total de 2.822 funcionários.
    Assim, o tribunal tem a incrível média de 256 funcionários por ministro. Ficam no ar várias perguntas: como abrigar os quase 3 mil funcionários no prédio-sede e nos anexos? Cabe todo mundo? Ou será preciso aumentar os salários com algum adicional de insalubridade?
    Causa estupor o número de seguranças entre os funcionários terceirizados.
    São 435! O leitor não se enganou: são 435. Nem na Casa Branca tem tanto segurança. Será que o STF está sendo ameaçado e não sabemos? Parte destes vigilantes é de seguranças pessoais de ministros. Só Cézar Peluso tem 9 homens para protegê-lo em São Paulo (fora os de Brasília). Não é uma exceção: Ricardo Lewandovski tem 8 exercendo a mesma função em São Paulo.
    Mas os números continuam impressionando. Somente entre as funcionárias terceirizadas, estão registradas 239 recepcionistas. Com toda a certeza, é o tribunal que melhor recebe as pessoas em todo mundo. Será que são necessárias mais de duas centenas de recepcionistas para o STF cumprir suas tarefas rotineiras? Não é mais um abuso? Ah, abuso é que não falta naquela Corte. Só de assistência médica e odontológica o tribunal gastou em 2010, R$16 milhões. O orçamento total do STF foi de R$518 milhões, dos quais R$315 milhões somente para o pagamento de salários.
    Falando em relatório, chama a atenção o número de fotografias onde está presente Cézar Peluso.
    No momento da leitura recordei o comentário de Nélson Rodrigues sobre Pedro Bloch. O motivo foi uma entrevista para a revista "Manchete". O maior teatrólogo brasileiro ironizou o colega: "Ninguém ama tanto Pedro Bloch como o próprio Pedro Bloch." Peluso é o Bloch da vez. Deve gostar muito de si mesmo. São 12 fotos, parte delas de página inteira. Os outros ministros aparecem em uma ou duas fotos.
    Ele, não. Reservou para si uma dúzia de fotos, a última cercado por crianças. A egolatria chega ao ponto de, ao apresentar a página do STF na intranet, também ter reproduzida uma foto sua acompanhada de uma frase (irônica?) destacando que o "a experiência do Judiciário brasileiro tem importância mundial".
    No relatório já citado, o ministro Peluso escreveu algumas linhas, logo na introdução, explicando a importância das atividades do tribunal. E concluiu, numa linguagem confusa, que "a sociedade confia na Corte Suprema de seu País.
    Fazer melhor, a cada dia, ainda que em pequenos mas significativos passos, é nossa responsabilidade, nosso dever e nosso empenho permanente". Se Bussunda estivesse vivo poderia retrucar com aquele bordão inesquecível: "Fala sério, ministro!"
    As mazelas do STF têm raízes na crise das instituições da jovem democracia brasileira. Se os três Poderes da República têm sérios problemas de funcionamento, é inegável que o Judiciário é o pior deles. E deveria ser o mais importante. Ninguém entende o seu funcionamento. É lento e caro. Seus membros buscam privilégios, e não a austeridade. Confundem independência entre os poderes com autonomia para fazer o que bem entendem. Estão de costas para o país. No fundo, desprezam as insistentes cobranças por justiça. Consideram uma intromissão.
    Um grande quebra costelas.
    "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir da honra, a ter vergonha de ser honesto".
     (Senado Federal, RJ. Obras Completas, Rui Barbosa. v. 41, t. 3, 1914, p. 86)

    Franguinho à Passarinho - ou Xadrez Chinês

    Recebido por e-mail do amigo fraterno BQ-75 Boamorte

    Muito cuidado, o que você está comendo, parece ser um ótimo tira gosto, não?

    Bom apetite!!!!
    ... Isto é para todos vocês que comem frango, não só nos restaurantes chineses ( mas também às margens das rodovias brasileiras...principalmente no nordeste)

    Bom apetite!
    ... PODE PARECER frango mas é REALMENTE frango??
    RATOS!!!!!!! !!!!!!!!! !!!!!!!!! !!!!!!
    QUEIMAM-SE OS PÊLOS
    LAVAM-SE ANTES DE SE COZINHAREM
    CORTAM-SE EM PEQUENOS PEDAÇOS PARA SIMULAR AS PARTES DO FRANGO
    PREPARAM-SE PARA FRITAR
    BEM TEMPERADOS PARA DESCER BEM !!!!
    TÁ FEITO E PRONTO PARA COMER!!
    VISTO DE PERTO.

    A OUTRA 'CARNE BRANCA'
    SEJAM MUITO CUIDADOSOS QUANDO COMEREM FORA DO RESTAURANTE HABITUAL
    ... EM ESPECIAL NOS ESTABELECIMENTOS ASIÁTICOS ( chineses ou coreanos )!!!

    quinta-feira, 27 de outubro de 2011

    A ÁFRICA QUE NÃO SE MOSTRA

    Esta é a África que nunca se mostra.
    Bom ponto de no final das fotos.
    This is the Africa they never show you.
    Good point at the end of the pictures.

                                                                      Mansion in Gabon

                                                                          South Africa

                                                                             Accra, Ghana

                                                              Cape Town, South Africa

                                                                      Cape Town again

                                                                                   Angola

                                                        Union Island South Eastern Africa

                                                        Union Island South Eastern Africa

                                                                                   Lybia

                                                                                 Algeria

                                                             Bejaia, Algeria - North Africa

    This is where the equator passes thru in Sao Tome Island , West Africa
    ESTO ES DONDE EL ECUADOR PASA A TRAVES DE LA ISLA SAN TOME, AFRICA OCCIDENTAL (Observen el error donde dice OCEANO ATLANTICO en español,
    Ahí debería decir Océano Pacifico)
    Este é o lugar onde o equador passa em São Tomé Island, na África Ocidental
                                                              Road to Lubango, Angola

                                                             Housing estate in Accra, Ghana

                                                                            Cabo Verde

                                                                   Obudu Resort, Nigeria

    Se você pensou que as casas em Gana foram espetaculares, você seria sem palavras com esta
    casa na Nigéria ... apenas uma outra mansão em construção!

                                                                  Row houses in Nigeria
                                                             Casas geminadas na Nigéria

                                                                 House in Abuja, Nigeria

                                                                        Seychelles Island

                                                                        Kampala, Uganda

                                                                            South Africa

                                   Aerial view of Annobon Island, Equitorial Guinea ......  beautiful
                                      Vista aérea da Ilha de Annobon, Guiné Equatorial ...... belo

    Yes, we actually enjoy ourselves on the weekends... but the media misconceptions would have you believe we all languish in poverty (lol) Si, nosotros disfrutamos en los fines de semana pero las ideas equivocadas de los medios le harán creer que languidecemos en la pobreza.
    Sim, nós realmente nos divertimos nos fins de semana ... mas os equívocos da mídia querem fazer crer que todos nós definhamos na pobreza.

                                                            Presidential Palace, Ghana

    Mansion in Trasacco Valley, Accra , Ghana ... where a number of the wealthy live.
    Mansion en el Valle Trasacco, Accra, Ghana … Donde vive gran numero de gente                               rica.

                                                                    House in Accra-Ghana

                                                                                  Tunisia

                                                                           Tunis, Tunisia

                                                    Harare International Airport, Zimbabwe

                                                                      River Nile in Egypt
                                                                      El Rio Nilo, Egipto.

                                                                      Alexandria, Egypt

                                                                          Nairobi, Kenya

             Nairobi, Kenya - Windsor Golf and Country Club with Nairobi skyline in the background.
                      Windsor Golf e Country Club, com horizonte de Nairobi em segundo plano.

                                                           Hilton Hotel,Yaounde-Cameroon

    An event being hosted in Ghana In Ghanaian Tradition a royal is carried by four bearers in a seat as you see in this picture.
    Un evento llevado a cabo en Ghana. En la tradición de Ghanesa un rey es llevado por 4 cargadores en un trono como el que usted ve en esta foto.
    Um evento que está sendo hospedado no Gana em Gana uma tradição real é carregado por quatro portadores em um assento como você vê nesta foto.

                                                             A hotel in Khartoum, Sudan

                                           The cable cars at the beach in Durban, South Africa.
                                             Os teleféricos na praia em Durban, África do Sul.

    Regular occurance: A sandstorm over Khartoum , Sudan ... after all, it is a city in a desert!
    Una ocurrencia regular: Una tormenta de arena sobre Kartum, Sudan …  después de todo es una ciudad en el desierto!
    Ocorrência regular: A tempestade de areia sobre Cartum, Sudão ... afinal, é uma cidade no deserto!

                                                          Aerial view of Khartoum, Sudan.

                                        The Wave house at Gateway Mall, Durban , South Africa.
                                     A casa de onda no Shopping Gateway, Durban, África do Sul.

                                                                       Mall in South Africa.

    Canal Walk Mall in Cape Town, South Africa . One of the largest malls in the Southern Hemisphere and just one of SA's mega malls.
    Mall Paseo Canal en Ciudad del Cabo, Sudafrica.                              
    Uno de los centros comerciales mas grandes del hemisferio Sur Y solo es uno de los Megacentros comerciales de Sudafrica.
    Canal Shopping Walk in Cape Town, África do Sul. Um dos maiores shoppings do Hemisfério Sul e apenas um dos mega centros comerciais SA.

                            Another inside view of Canal Walk Mall in Cape Town, South Africa.                              
                                                  Otra vista interna del Mall Paseo Canal.
                      Outro ponto de vista dentro do Shopping Canal Walk in Cape Town, África do Sul

                                An outside view of Canal Walk Mall in Cape Town , South Africa.                              
                                                         Vista externa del Mall Paseo Canal
                      Uma visão externa do Shopping Canal Walk in Cape Town, África do Sul.

                                                                           Cairo, Egypt

                                                                              Cairo, Egypt

                                                                         Hurghada - Egypt

                    National Stadium-Dares Salaam in Tanzania with the practice field right outside.
                 Estadio Nacional – Dar Es Salaam, Tanzania con su campos de prácticas en el exterior.
                     National Stadium Dares Salaam-na Tanzânia com o campo de prática lá fora.

    City of Dares Salaam-Tanzania Surprising modern and upscale isn't it... So how do you like the real Africa now?
    Why aren't their rich helping their poor, instead of us?
    Consistent unflattering media portrayalsn would have you to believe something entirely different...
    e.g. Africa is still some kind of wild, savage and untamed jungle.
    I wonder why that is?
    Dares Salaam cidade de-Tanzania Surpreendente. Não é moderno e chique isso ...? Assim como você, como a África de verdade agora?
    Por que não são seus ricos ajudando os seus pobres, em vez de nós?
    Consistente portrayalsn media unflattering teria que acreditar em algo completamente diferente ...
    por exemplo, África continua a ser uma espécie de selvagem, selvagem e indomável selva.
    Eu me pergunto por que é isso?