sábado, 25 de fevereiro de 2012

NÃO QUERO MAIS SABER

Estamos presenciando o maior desrespeito às Leis que regem este País, tudo com a leniência do Poder Judiciário, do Ministério Público e de uma emissora de televisão em especial.
O Estado Democrático de Direito não mais existe, é o DITADOR com aceno financeiro que decide. Os que se contraponham a Este “jeitinho” de governar. Serão crucificados, sem usar Direito de Defesa e Contraditório.

Quando as vozes se levantarem será tarde demais, a sociedade não terá seu comando sobre os criminosos que infestam o Poder Público, o fazendo poder deles.

Quero sair pelo mundo, não sou herói nem objeto para ser imolado em nome de uma causa onde os principais interessados são coniventes. Que se “F”.

O Rio de Janeiro é palco das maiores atrocidades cometidas contra as Leis. Seus militares estão sendo presos em presídios comuns, incomunicáveis e com documentos manipulados.

Com o seguimento destas ilegalidades, não há que se duvidar que os artigos 55 e 56 do Código Penal Militar passe a ser instrumento de uso freqüente do Ditador do Estado do Rio de Janeiro para se livrar de seus desafetos.

Ainda temos dois anos de governo Sergio Cabral no Rio de Janeiro e, pelo que vejo, suas ilegalidades e crimes não vão e não estão sendo apurados.

Então tá, vamos aceitar por omissão o uso do artigo 56 do CPM, a morte por FUZILAMENTO. Quando as Autoridades acordarem de seus “sonhos” será tarde, serão também assassinados pelo criminoso instalado no governo do Estado do Rio de Janeiro.


Nenhum comentário:

Postar um comentário