segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Terra da fantasia


Houve uma época, numa terra fictícia, em que Magistrados, Promotores, Parlamentares e a mídia foram lenientes e cúmplices de um governo autoritário e ilegalista; este governo acenava a seus seguidores com “pacos” de dinheiro e favores dentro da máquina estatal.


Com isso o Chefe do Executivo se considerava a vontade para as práticas mais delituosas imagináveis. Denuncia de desvio de verbas, enriquecimento ilícito, não cumprimento de normas legais dentro do ser PODER/DEVER de agir, prisões ilegais e tantos outros desmandos que eram acatados por seus “lacaios” que também absorviam as benesses do governo.




Mas um dia alguém, vendo o clamor público, resolve se contrapor. O Chefe do executivo irritado se pergunta? Como pode? Ele come na minha mão! Isso é traição. É cagar no prato em que comeu! Mate-o!

Assim, começam as ondas de assassinatos de Juízes e Promotores e de quem mais se oponha ao Ditador. Claro que esta narrativa é uma fantasia, jamais tivemos conhecimento de algo parecido. Ou não?


                                          Massacre de Capaci (Strage di Capaci, em italiano)
O PERIGO se aproxima e em breve será uma realidade. Qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência.

FOI LIGADO O ALERTA.   PERIGO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário