quinta-feira, 28 de junho de 2012

Os políticos nossos de cada dia.

Foi dada a largada para as eleições municipais e, vários Policiais e Bombeiros apontam suas candidaturas. Bom para as Corporações, não sei.

Embora minhas postagens sejam carregadas de criticas sobre o comportamento dos políticos, principalmente no Estado do Rio de Janeiro, penso unica e exclusivamente no destino das Corporações Militares deste Estado, não me interessando pelos candidatos que ora se apresentam.
Não digo que não considerarei a escolha de um deles, mas, para isso é preciso uma profunda análise de seus comportamentos durante os anos em que se trava uma "batalha" por dignidade e respeito. É imprescindível avaliar seus comentários, assim sabendo separar a escolha certa.
O Policial Militar, independente de representação política na Câmara ou ALERJ, não será respeitado enquanto não se fizer respeitado. Sua subserviência aos comandos ilegalistas demonstram seu não preparo para um cargo no Legislativo. Vários representantes militares ocupam cadeiras na ALERJ e, nem por isso a situação se modifica.
Um desses representantes na ALERJ, cabo PMERJ, durante o acampamento dos BMs, disse em plenário que o lugar dos BMs não era ali, na ALERJ. O lugar deles seria no TJRJ, ao lado, onde criminosos prestam contas de seus crimes.

Pois bem, nenhum eleito se quedará à causa dos Militares do Estado do Rio de Janeiro enquanto esta for ignorante e submissa, pois, correm o risco de seus pares o submeterem a Procedimentos de conduta.
Nos quartéis sabemos que a legislação é constantemente quebrada, seja na Disciplinar ou qualquer outra que não seja de interesse cumprir. Alguém já viu uma cisterna/caixa d'água ser limpa em conformidade com a LEI Nº 1893 DE 20 DE NOVEMBRO DE 1991, bem como a troca dos filtros de água potável?
Oficiais e Praças assistem coniventes a todas ilegalidades praticadas contra si próprio, como autor ou vitima. Portanto não vejo amadurecimento para que haja uma aventura no Legislativo, pois, enquanto no seu dia a dia relaxam na fiscalização do cumprimento das Leis em beneficio de TODOS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário