segunda-feira, 30 de julho de 2012

A Polícia não pode ser surpreendida por marginais, marginais sim que devem ser surpreendidos pela Polícia.


Vimos e ouvimos diversos relatos sobre a morte da Soldado Fabiana e, ficamos com uma série de duvidas sobre o que realmente aconteceu.

Num breve relato, há a duvida sobre o planejamento e o comando das ações, pois, houve um tiroteio no local denominado “Pedra do Sapo”, sendo deslocados policiais. A sede da UPP, perece ter ficado desprotegida ante este deslocamento, possibilitando um ataque às suas instalações, ocasionando a morte da Soldado Fabiana.

Ela estava só naquela sede? Não houve revide por parte de outros policiais?
Se assim foi, como desprezar a proteção da sede?

Parece que em planejamento os marginais superam a PMERJ, sabendo quais serão suas iniciativas, ou seja, o deslocamento de policiais para outra área em conflito em prejuízo de pontos críticos, no caso a sede da UPP.
Reportagem do SBT dá conta que os meliantes adentraram na comunidade, em direção à sede da UPP atingida, pelo mesmo caminho que percorreram na fuga durante a ocupação em novembro de 2011. O caminho foi amplamente divulgado pela midia, mostrando a desabalada correria, sendo de conhecimento de todos.

Não foi levado em consideração este caminho? Estava a sede da UPP desprotegida de um possivel ataque? Havemos de levar em consideração, uma vida foi perdida talvez por incompetência dos que, teoricamente, detêm o conhecimento estratégico nestas ações.

Neste video, o SBT relata que o policiamento foi deslocado, possibilitando um fácil ataque à sede, sem resistência.

http://youtu.be/gNjBov-_Kic



Nenhum comentário:

Postar um comentário