domingo, 30 de junho de 2013

O COITO ANAL E O DESEJO: OPINIÄO

Acompanhei, como qualquer cidadão, os últimos acontecimentos do país e fiquei muito preocupado. Nem um pouco emocionado.

Quem leu ou pôde ler "O 18 Brumário de Luís Bonaparte" sabe que a "A história se repete, a primeira vez como tragédia e a segunda como farsa”  Essas "manifestações populares"são uma farsa!!!! 

Esse "expontaneismo" (leia-se: oportunismo), movimento apartidário, independente, "o gigante acordou", já vimos e vivenciamos há mais de 35 anos. Lembram do movimento "pró CA" e o DA dos "independentes", personificada na figura abjeta do Antonio? (apartidário do mov. estudantil durante a reconstruçäo da UNE em 1979). Lembram dos estudantes qaúchos que queriam formar uma entidade alternativa a UNE? Esse Movimento Passe Live, que alavancou essa enxurrada de manifestações, tem o cheiro e gosto azedo da extrema esquerda e da extrema direita, que se unem por serem iguais. De fato, não são só R$ 0,20. São vinte, trinta, quarenta.... anos de luta.
 
As pessoas ficaram estarrecidas com a violência da Polícia Militar. Ora, a Polícia Militar, criada pelos militares, foi criada com esse intuito: ser violenta. O que os "ingênuos" queriam?

Mas a pauta de reivindicações cresceu......

O Feliciano, coitado, é apenas uma bichona!!! A prova viva de que não existe a cura para gay temos no nosso seio de queridos amigos. Nada a ver com cu, pois cada um faz o que quer com o seu, mas com a cabeça despirocada (com contradilho). Nem com Diazepau, Juvenal...

As pessoas que comemoraram a derrota da PEC (Proposta de Ementa Constitucional) n. 37, de autoria do líder do PT do B/MA, não tem a menor ideia da furada que entraram. Foram convidadas para uma suruba e entraram com a bunda. Não sabiam o que era um PEC, muito menos leram o referido projeto. Foram levados, cegamente, pelo canto de sereia do Ministério Público, que se tornou um quarto poder.  Num país democrático, polícia Judiciária (Polícias Civil e Federal) investiga, o Ministério Público acusa, o Advogado/Defensores Públicos defendem e o Juiz julga.  Simples assim...

Só que no nosso não é assim. O Ministério Público quer investigar, acusar e condenar. Não há isenção alguma nessa investigação. Ele entra com o pau e você com o cu. Essa PEC 37, aliás, seria desnecessária. Bastaria que o Ministério Público respeitasse o  teor do art. 129 da Constituição da República. Uma das  funções do Ministerio Público é "exercer o controle externo da atividade policial..". Ele tem o controle externo. Ele é o fiscal da lei, mas não pode querer mandar - como manda - na investigação policial. Não se pode retirar uma coisa que ele nunca teve.

Não se sabe ao certo a intenção do autor da PEC 37. Isso pouco importa. A chamada Lei Fleury (possibilidade do acusado responder em liberdade) foi criada para beneficiar o Delegado/Torturador Sergio Paranhos Fleury, mas é correta. A metralhadora foi criada na guerra civil norteamericana, pelo Dr. Gatling, para salvar vidas: a  metralhadora substituiria quinze homens. Quanto menos homens fossem para a guerra, menos morreriam.

Quem aplaudiu e está aplaudindo a derrota da PEC 37 tome cuidado. Se você tiver o dissabor de enfrentar um processo penal, o seu aplauso de hoje será o seu cu de amanhã. Sem vaselina, KY gel....

Temos o direito e o dever de sonhar, mas não de errar. Independentemente da sua orientação sexual, preservem seus cus.
Por fim, como disse Renato Russo, que graças a Deus (laico), não foi curado:

"Mudaram as estações, nada mudou
Mas eu sei que alguma coisa aconteceu
Tá tudo assim tão diferente

Se lembra quando a gente chegou um dia a acreditar
Que tudo era pra sempre
Sem saber, que o pra sempre, sempre acaba

Mas nada vai conseguir mudar o que ficou
Quando penso em alguém só penso em você
E aí, então, estamos bem

Mesmo com tantos motivos
Pra deixar tudo como está
Nem desistir, nem tentar agora tanto faz

Estamos indo de volta pra casa". 

Beijundas,

Sávio Uehara, Criminalista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário