quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Cabral paga caro por sua arrogancia e confiança no PT, agora é bola da vez.

Confronto e depredações durante manifestação na Zona Sul do Rio.

27/08/2013
Jornal do Brasil

Policiais militares e manifestantes ligados ao Black Bloc entraram em confronto na noite desta terça-feira (27) na Rua Pinheiro Machado, perto do Palácio Guanabara, sede do governo fluminense, no bairro de Laranjeiras, em mais um ato contra o governador Sérgio Cabral. A rua estava bloqueada com grades, levando os ativistas a recuarem na direção da Rua das Laranjeiras, onde o comércio fechou temendo saques e depredações. Pedras lançadas pelos manifestantes atingiram a fachada e os carros expostos em uma concessionária de automóveis. Um carro foi danificado.

Os policiais militares apreenderam uma bomba caseira confeccionada com pregos e chaves. Um veículo da polícia teve os pneus furados. Um dos integrantes do Black Bloc estava armado com um estilingue e outro com um cassetete. Um táxi estacionado foi empurrado pelo grupo para o meio da rua e usado como escudo contra as balas de borracha atiradas pela polícia. Rojões também foram lançados na direção dos militares.

Duas agências bancárias - uma do Itaú e outra do Santander - na Rua das Laranjeiras, tiveram os vidros quebrados. Vários pontos de ônibus foram destruídos pelos integrantes do Black Bloc.

Eles também atearam fogo a caçambas de lixo. Pelo menos três manifestantes e três policiais militares ficaram feridos no confronto. Os detidos foram levados para a 9ª Delegacia de Polícia, no Catete. Um grupo de manifestantes foi para a delegacia.

Mais cedo, no Largo do Machado, após a prisão de um manifestante que estava sendo revistado pelos policiais militares, um dos PMs jogou spray de pimenta e, a partir daí, integrantes do Black Bloc entraram em confronto com a Tropa de Choque. Os policiais dispararam balas de borracha. Uma estudante universitária foi ferida no rosto e teve de ser levada para o hospital com sangramento na testa.

Eles querem o Rio de Janeiro em 2014 e Cabral é obstáculo que precisa ser vencido a todo custo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário