sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Alerta aos cariocas e fluminenses...


Aos amigos que forem trafegar na Região, ATENÇÃO!  



Sistema, que inclui radar com infravermelho, será usado a partir de fevereiro também na BR-101, até Campos. Serão 272 câmeras que irão auxiliar a Polícia Rodoviária Federal.
 
A partir de fevereiro, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) começará a autuar motoristas que cometerem infrações, através de monitoramento por câmeras na BR-101, da Ponte Rio-Niterói até Campos dos Goytacazes. Um novo radar móvel, com infravermelho e maior precisão na detecção de motos, também entrará em operação. O centro de monitoramento da corporação já está montado na sede da 2ª Delegacia da PRF (Ponte) e dará aos agentes acesso a 272 câmeras, que os auxiliarão na aplicação de multas e no combate ao crime. Operações “Lei Seca” subirão a Ponte e serão realizadas próximo à praça do pedágio. 

“O nosso objetivo não é multar os motoristas, mas sim conscientizá-los de que é necessário cumprirem as regras do trânsito para a segurança de todos. Não queremos com isso aumentar o número de veículos autuados, mesmo sabendo que irá crescer. Nós queremos é diminuir os índices de acidentes, atuando de forma Inteligente nos locais com maior incidência”, disse o Inspetor-chefe da PRF, Francisco Paulo.

Graças a colaboração das concessionárias, que administram as rodovias do trecho e fizeram todo o cabeamento em fibra ótica até a sede da PRF, foi possível a criação da sala de monitoramento. O local conta com diversos computadores e telas de LCD, onde os agentes têm um panorama, em tempo real, de tudo o que acontece, desde a Ponte até o município de Campos dos Goytacazes, com o auxílio de imagens em alta resolução captadas por 272 câmeras. O sistema, que já está sendo usado para a detecção de acidentes e execução do socorro, aguarda apenas a finalização da colocação das placas de sinalização até o fim deste mês, para poder operar plenamente.

“Já estamos usando o sistema para casos de acidentes. Isso facilita muito o nosso trabalho, pois redobramos a atenção em áreas onde a incidência de acidentes é maior. Com a informação de que estamos fazendo o monitoramento sendo passada aos usuários da estrada, após a sinalização com placas que está sendo feita, já começaremos a lavrar os autos”, explica Francisco.

Uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), de 18 de dezembro de 2013, possibilitou aos agentes da PRF fazerem a aplicação de multas através do videomonitoramento.  Os postos da PRF, pertencentes à 2ª Delegacia, localizados em Manilha, Rio Bonito e Casimiro de Abreu, também terão uma sala para o monitoramento das câmeras que captam as imagens referentes ao trecho da estrada pelos quais respondem. Apenas a sede terá o acesso a todas as imagens captadas pelas 272 câmeras localizadas em toda extensão do trecho policiado pela 2ª Delegacia.

Outra novidade que auxiliará o controle de infrações na estrada é a chegada de um radar móvel mais moderno, orientado por GPS e equipado com infravermelho, que faz o disparo fotográfico sem uso do fleche e a percepção do condutor do veículo. A pessoa que for multada não perceberá o acionamento do equipamento no momento da foto. O novo radar também possibilitará flagrar com maior precisão infrações cometidas por motociclistas, o que era mais difícil com os antigos radares. Na Ponte, o limite de velocidade será de 80km/h. O radar não será fixo.

“Uma pesquisa da qual tivemos acesso comprova que com um radar móvel sendo manejado para os locais mais críticos, em determinados pontos, com relação ao dia da semana e o horário, a fiscalização se torna mais eficiente. Por isso, vamos trabalhar com inteligência, utilizando o equipamento de acordo com a necessidade de cada localidade para que possamos ter um resultado ainda melhor”, conta Francisco.
O trabalho da PRF será intensificado na estrada com a chegada de 12 novos agentes que se revezarão possibilitando o ganho de mais uma patrulha em tempo integral. Os novos agentes são formados com treinamento diferenciado e ficarão exclusivos na função de policiamento, não tendo a necessidade de atuarem em casos de acidente. Juntamente com a equipe da Lei Seca, do Governo do Estado, a PRF também trará as operações de combate ao consumo de álcool para cima da Ponte Rio-Niterói, nas proximidades da praça do pedágio.
“A ponte tem quatro alças de descida. Se fizermos a blitz na praça do pedágio, conseguiremos abordar os condutores que irão para qualquer um destes caminhos, o que não acontece atualmente porque a blitz é feita depois das alças”, conclui Francisco.

O FLUMINENSE 

SUELI COSTA
 

Um comentário: