quarta-feira, 9 de abril de 2014

Estamos sem referencia.


 
As eleições se aproximam e, diante do quadro, estamos sem alternativas viáveis para colocar  o País novamente nos trilhos do progresso e da ordem.
Ministro Joaquim Barbosa para Presidente, Raquel Sherazade para o Senado e Paulo Eduardo Martins para a Câmara Federal. Ao primeiro sinal de contraposição ao governo PT, nos apressamos em eleger como nosso representante.

As mídias oficiais, como sabemos e é visível, estão compradas, nada exibem que vá de encontro aos interesses do PT e assemelhados. Diante disso, para as emissoras ainda não detentoras de verbas publicas vultosas, se apressam no “morde assopra”, como que a mostrar a “pancada” que são capazes de dar neste governo vigente.
Não que Raquel e Paulo Eduardo façam parte deste esquema, mas para os proprietários de canais de televisão, pode ser um ótimo negócio na busca de verba pública. Paulo Eduardo foi sumariamente retirado da programação e Raquel corre esse mesmo risco.


Ratinho no inicio de seu contrato com o SBT se apressou em sair furando poços artesianos no Nordeste, mostrou que é possível amenizar a seca e sofrimento com poucos recursos. Mas, repentinamente parou, sabemos que a seca é uma indústria de votos naquela região, eleitores se mantém presos à necessidade de água em troca de votos. Estranhamente Ratinho teve sua tão sonhada concessão de televisão.
 
A Rede Massa é uma rede de televisão brasileira com sede em Curitiba, capital do estado do Paraná, pertencente ao Grupo Massa.

Foi fundada oficialmente no dia 17 de março de 2008, como resultado da compra das emissoras de TV do Grupo Paulo Pimentel afiliadas ao SBT para todo o estado do Paraná, pelo apresentador e empresário Carlos Roberto Massa. A Rede Massa conta com cinco emissoras afiliadas no estado: TV Iguaçu (Curitiba), TV Tibagi (Apucarana e Maringá), TV Cidade (Londrina) e TV Naipi (Foz do Iguaçu) e em Agosto de 2012 iniciou as operações da 5ª emissora do grupo, a TV Guará, em Ponta Grossa. Também fazem parte do grupo as rádios Massa FM de Curitiba, Maringá, Londrina, Paranaguá, Cascavel e Campos Gerais. (http://pt.wikipedia.org/wiki/Rede_Massa)

Portanto, embora enaltecemos os que se dispõem a se contrapor ao governo, é melhor pensar muito, afinal, isso gera benefícios financeiros. Até os blogs com repercussão, são assediados com ofertas para se calarem.

Precisamos de gente nova na política sim, mas, as pessoas idôneas não querem se ver envolvidas com algo que, atualmente, é sinônimo de “quadrilha organizada” e ladrão.

As opções que nos ofertam, não representam os anseios da sociedade brasileira.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário