quarta-feira, 4 de junho de 2014

REPÚBLICA "SOVIÉTICA" DO BRASIL

Renato Lemos
 
   O decreto 8243, assinado pela presidente Dilma em 23/05/2014 e  publicado no Diário Oficial no dia 26/05, instituiu no país a "Política Nacional de Participação Social". Essa política, segundo ela, tem a finalidade de "consolidar a participação social como método de governo".
 
  Traduzido em miúdos e colocado em evidência o que esconde a linguagem sinuosa e dissimulada que nele é usada, o decreto cria no país os 'conselhos populares", uma cópia ampliada do "soviete" russo.
 
   Quem conhece a história da revolução russa de 1917, e o que veio depois dela,  sabe que o soviete  era um conselho popular  formado por representantes dos camponeses , operários e soldados. Foi criado por Lenin como forma de governo para substituir  na Rússia o Legislativo e Executivo do que ele chamava de governo burguês, existente nos países europeus. O soviete passou por modificações com a consolidação da revolução russa e formação das União das Repúblicas Socialistas Soviéticas - URSS, mas se manteve como base do regime até a dissolução da URSS.
 
   Os "conselhos populares" criados pela Dilma é o "soviete brasileiro". Eles vão ser formados por representantes de todos os segmentos da sociedade brasieira, para definir o que deve e não deve ser feito no país. É o primeiro passo, dentro do programa e cronograma da quadrilha que governa o país, para mudar o regime político  e substituir o Legislativo e Executivo por esses "conselhos populares". É o primeiro passo para transformar o país na República "Soviética" do Brasil.
 
   A publicação desse decreto e a campanha do PT para convocação de uma Constituinte destinada a promover a reforma política fazem parte do mesmo plano de mudança do regime democrático que vigora no país.
 
   Eles vendem a ilusão de que o povo vai ter maior participação no governo, mas na verdade o que  procuram é apoio para mudar o regime e a forma de governo e desta forma consolidar sua permanência no poder e o controle do país sem qualquer oposição aos seus desmandos.
 
   O decreto foi publicado quando o país vive o clima da Copa, mas é bom que os brasileiros esqueçam por momentos o futebol  e atentem para o plano da  quadrilha comandada pela Dilma e seu mentor. Os terroristas que governam o país estão pondo em prática o que tentaram fazer, sem êxito, quando combatiam o regime militar: estabelecer no país um regime idêntico ao que fracassou na União Soviética e ainda perdura em Cuba.
  É o programa do Foro de São Paulo 

Um comentário:

  1. Primeiro Lula chamava o Congresso de "os 300 picaretas"

    Depois institui o MENSALÃO, corrompendo os deputados e senadores volúveis, para que votassem o que o PT desejasse.

    Depois passaram a DESMORALIZAR o Congresso, vendendo ao País, a imagem de gente desnecessária.

    Passaram a governar por medidas Provisórias, retirando do Congresso a prerrogativa de LEGISLAR

    E agora mostram quais eram os reais objetivos dessa trama muito bem urdida; fechar o Congresso e colocar os vagabundos do MST, MTST, blck blocs e outros, para GOVERNAREM o Brasil

    Você concorda com isso ou sua preocupação agora é com a Copa?

    ResponderExcluir