domingo, 6 de julho de 2014

Dilma & Bouterse presidente traficante do Suriname

Abertura da Copa em S.Paulo - Quadrilha
Ora bolas, não é a primeira vez que o Bouterse, esse presidente traficante vem aqui na aba presidencial.
Não lembra quando o Papa Francisco esteve aqui?
Estavam lá nas areias de Copacabana: a nossa Boneca Inflável, a Viúva Negra Argentina, o Cocaleiro Boliviano e o Traficante Presidente do Suriname.

Olha só : tem mais no link abaixo
Link: Altervista

Ousadia palaciana – É no mínimo nauseante o comportamento da imprensa brasileira, sempre genuflexa diante dos interesses escusos de um governo incompetente e que se deixa levar pelas coisas da corrupção. De igual modo, burra é a atuação da diplomacia verde-loura ao se defrontar com fatos conhecidos e absolutamente condenáveis, mas que por necessidades escusas são facilmente esquecidos.

Responsável pela implantação de uma ditadura socialista no Suriname, Bouterse estará presidente da outrora possessão holandesa até 13 de agosto de 2015. Até lá, a imunidade como presidente permitirá que ele mergulhe no mundo do crime, ao mesmo tempo em que desdenha a Justiça. Bouterse foi condenado a dezesseis anos de prisão por tráfico de cocaína, decisão da Justiça holandesa que vale no Brasil e em mais cinquenta países.

Descaso oficial
Ciente do discurso crítico do papa Francisco em relação às drogas e ao tráfico, o staff palaciano fingiu inocência e convidou para participar da missa campal, que encerrou a Jornada Mundial da Juventude, um traficante internacional que se vale da impunidade do cargo para desfilar a sua bazófia criminosa em terras brasileiras.
 Mais: Folha Política
O convite foi deveras criticado sobretudo pelo fato de que uma das maiores ênfases do discurso papal destinou-se ao combate às drogas e a dependência química em geral.
Olha ele de novo na Copa.

Sabem quem é o carequinha de óculos na frente da Dilma?
Chama-se Desiré Delano Bouterse, líder militar e presidente do Suriname. Esse cara, é um narcotraficante de 70 anos com prisão decretada no Brasil e em mais meia centena de países, a pedido da Holanda, onde está condenado a 16 anos de prisão por tráfico de cocaína.

Nos anos 80, ele foi um dos pioneiros na organização de rotas de tráfico de cocaína colombiana do Brasil para a Europa e os Estados Unidos, via Suriname. Tinha um sócio brasileiro, o ex-garimpeiro Leonardo Dias Mendonça, preso em Goiás. Mendonça e Bouterse fizeram fortuna numa lucrativa frente de negócios com as Farc, a narcoguerrilha da Colômbia: vendiam armamento e recebiam em cocaína.

Financiou o início de carreira de Luiz Fernando da Costa, o Beira-Mar — preso em Mossoró (RN). E patrocinou uma rede de apoio político, na qual se destacou o ex-deputado federal Pinheiro Landim (PMDB-CE), recentemente homenageado na Assembleia do Ceará.

Bouterse, Mendonça e Beira-Mar são personagens de uma obscura rede financeira em expansão no Brasil, especializada em legalizar dinheiro obtido com atividades ilícitas (do narcotráfico à corrupção)

Entenderam como funciona os negócios desse partido (PT)? E como funciona as ligações de nossa presidENTA com a máfia?

É exatamente o que eu digo.... O futebol é um negócio milionário para os mafiosos de todo o mundo.
Via Harison M. Souza.

Que fique claro que as próprias atas do Foro de São Paulo, organização que quer implantar o socialismo na América Latina e que tem Lula e Fidel como fundadores, mostra claramente a ligação de grupos guerrilheiros narcotraficantes como participantes ativos dos encontros.
  
O "Dilma vai tomar no "C" não é só por sua ingerência, é por muito mais.

Foi por isso também!

Nenhum comentário:

Postar um comentário