segunda-feira, 22 de setembro de 2014

'El País': Produtos de higiene pessoal são cada vez mais escassos na Venezuela


Controle de preços acabou causando problemas no acesso de itens básicos como sabonetes.


Jornal do Brasil
Rafael Gonzaga*
Sabonete, shampoo, desodorante, lâminas de barbear, absorventes higiênicos seriam alguns dos itens necessários para a higiene pessoal que estariam escassos na Venezuela, de acordo com o último relatório do Centro de Documentação e Análise Sociais (Cendas). De acordo com matéria publicada pelo jornal espanhol El País nesta sexta-feira (19), o governo manteve o controle de preços sobre esses produtos desde 2012. Seus valores eram muito econômicos para o consumidor, mas esse controle estaria causando prejuízos para os importadores e fabricantes. Com isso, A Superintendência de Preços Justos (Sundee) autorizou um aumento nãos preços há 15 dias e alguns itens aumentaram em 130%.
O jornal de Madrid diz que com o preço de um hidratante, o consumidor pode comprar dois quilos de frango. O impacto da escassez de produtos de higiene e cuidado pessoal estaria sendo mais sentido ainda pelas crianças e pelos idosos. Segundo a matéria, está cada vez mais difícil encontrar fraldas descartáveis ??e lenços. A população estaria improvisando receitas caseiras com cascas de batata e aveia, por exemplo, para lidar com ausências como as de pomadas para ferimentos.
Os próprios meios de comunicação locais estão publicando com frequência truques de beleza natural, segundo o El País. São receitas que vão desde como fazer desodorante com bicarbonato de sódio e limão até máscaras de frutas, entre outras dicas.
A matéria lembra que a Venezuela coleciona títulos em competições internacionais e concursos de beleza, como o Miss Universo. As ganhadoras de concurso de beleza costumam ser fator de orgulho nacional – há alguns dias da competição de Miss nacional, as recorrentes não descansam. Para o resto da Venezuela, que não têm patrocínio, a situação estaria sendo bem mais complicada.
Essa escassez de produtos de higiene e de beleza tem refletido em outros campos. Segundo a matéria, preços em cabeleireiros também aumentaram – junto da pressão dos proprietários de salões para conseguir satisfazer os clientes. 
*Do programa de estágio do JB

Nenhum comentário:

Postar um comentário