quinta-feira, 23 de outubro de 2014

PMDB DO RIO AFUNDA NO MAR DE DENÚNCIAS

DE MENINO POBRE A RICO FAZENDEIRO


Paulo Melo e Ronald de Carvalho promoveram leilão de gado na véspera da denúncia das UPAs

Vejam como é tudo uma maracutaia só, uma cambada só. Vocês vão entender na matéria abaixo, o envolvimento de Cabral, Picciani, Paulo Melo e Pezão com o esquema de superfaturamento de UPAs e UPPs no governo do Estado. Para não deixar nenhuma dúvida da intimidade, ousadia e dos negócios paralelos do grupo, na sexta-feira, na véspera da denúncia da revista VEJA, foi realizado no Portobello Resort, o Leilão Nelore Rio Elite. Vocês poderão conferir no convite acima, os nomes dos promotores do evento, entre eles Paulo Melo, presidente da ALERJ e agora dono da Mauá Agropecuária Reunida (quem diria Paulo Maria-Mole virou fazendeiro) e Ronald de Carvalho, da Fazenda Boa Vista. Entre os convidados, também sinalizado em vermelho no convite, estão Jorge Picciani e Filhos, do Grupo Monte Verde.

 
É bom lembrar que o PortoBello Resort fica em Mangaratiba, no mesmo condomínio onde Cabral tem sua mansão inexplicável, comprada, segundo ele, com dinheiro emprestado pelos assessores. 

Quero avisar que nas próximas semanas estaremos divulgando o enorme sucesso de Paulo Maria-Mole como fazendeiro. Só vou adiantar que para não ficar atrás de Picciani, ex-presidente da ALERJ que o antecedeu, já adquiriu uma fazenda em Uberaba, vizinha à do amigo. Estão juntos em mais uma empreitada. Mas isso é assunto para as próximas semanas. Voltemos agora para as ligações da “turma de Cabral” que administra o Estado com o empresário Ronald de Carvalho. O convite acima não deixa dúvidas: eles têm negócios paralelos e se conhecem muito bem. 


O golpe para superfaturar as UPAs e UPPs 

Vou revelar como funciona o golpe que o Mão Grande montou para o seu amigo Ronald de Carvalho ganhar todas as licitações das UPAs e UPPs.
 
A jogada começa com a Metalúrgica Valença (o galpão abandonado) apresentando sempre o preço mais baixo. Muito bom isso, alguns dirão. Mas não sabem como funciona o golpe. Depois da obra ganha, Pezão passado um tempo, manda a secretaria de Saúde liberar um aditivo de 30% no valor da obra e com isso seu amigão Ronald de Carvalho acaba fazendo as UPAs superfaturadas, mais caras que o maior preço apresentado. Reparem na reprodução abaixo que no dia 11 de março de 2011, a secretaria de Saúde publicou no Diário Oficial, 17 aditivos para obras de UPAs, a cargo da empresa de Ronald de Carvalho, que fizeram com que 8 unidades tivessem seu preço final acrescido de mais R$ 10,5 milhões. Isso é apenas uma amostra. Outros aditivos foram aprovados para outras UPAs. 

Entenderam agora como funciona o golpe do Mão Grande com Ronald de Carvalho? O que parece ser mais barato não chamando a atenção, no final fica muito mais caro. O Mão Grande é realmente um espertalhão.

Cliquem no link abaixo e conheçam todos os detalhes da maracutaia das UPAs, que envolve não apenas Pezão, Cabral e Ronald de Carvalho. Outro personagem dessa história podre é o prefeito de Valença, Vicente Guedes, outro amigo de longa data do Mão Grande, que cedeu o terreno do galpão abandonado gratuitamente. Vicente Guedes foi vice de Pezão na Associação dos Prefeitos do Estado do Rio de Janeiro. Vocês vão ver todos os documentos, comprovantes de pagamentos, publicações do Diário Oficial, e até duas fotos de Cabral e Ronald de Carvalho na inauguração da fábrica que não fabrica.

2 comentários:

  1. Mas o Crivela tem se mostrado antipm com seus comentários ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DESANIMEI COM O GOVERNO DO RIO.PARA MIM NENHUM DOS DOIS.EU SOU GAROTINHO.PIOR DO QUE ESTES ELE NÃO ERA.PERGUNTEM PARA OS BOMBEIROS PROFESSORES MEDICO E ETC...

      Excluir