quarta-feira, 15 de outubro de 2014

REGIME MILITAR


Capitão Chandler, assassinado na frente de seu filho

No aniversário de 50 anos do início do regime militar, recebemos uma propaganda maciça pela TV sobre as atrocidades que teriam sido cometidas pela ditadura militar.
Existiu guerrilha e excessos,SIM, de ambos os lados.
Quer saber como foi a ditadura militar, de verdade?
É simples
Não leia livros a favor ou contra.
Um professor meu costumava dizer que "o papel aceita tudo, haja vista o papel higiênico".
Não ouça os políticos do PT.
Eles eram os inimigos dos militares e dificilmente diriam a verdade ; aliás, temos visto o PT mentindo muito, sobre o mensalão, dinheiro na cueca e outras.
Não ouça também os MILITARES. Eles normalmente não mentem, mas poderiam calar para se proteger.
Esqueça os locutores de noticiários.
Eles são pagos para dizer o que os outros querem que você escute.
Mas então como vamos saber a verdade ?
 Eu disse que é simples :
Pergunte ao vovô e à vovó !
Isso mesmo, pergunte às pessoas com mais de 65 ou 70 anos !
Pergunte a eles como foi a época da ditadura militar.
Pergunte se eles alguma vez sentiram que não tinham liberdade.
Pergunte se podiam ir aonde quisessem.
Pergunte se eles tinham segurança, se podiam sair à noite (e de dia), sentar na praça, sem medo de assaltos.

Pergunte se tinham medo de um assalto à mão armada em suas casas.
Pergunte se alguma pessoa correta/honesta/trabalhadora foi presa pelo DOPS.
As pessoas de bem nada tinham a temer.
Pergunte se havia bandido famoso (nas ruas, nos presídios ou em palácios governamentais).
Se presidiários com tornozeleiras andavam soltos assaltando, matando, estuprando ?
Pergunte se algum Presidente (Militar) ou algum familiar enriqueceu rapida e surpreendentemente.
Pergunte se a esquerda, que sempre vasculhou os arquivos daquela época, descobriu atos de corrupção, roubalheira, superfaturamento de obras ou outras bandidagens.
Pergunte se o Governo Militar desviava dinheiro público (saúde, educação, etc) para financiar obras em sangrentas ditaduras de esquerda, como em Cuba e Venezuela e Bolívia
Pregunte como eram as escolas de ensino fundamental e médio.
As escolas públicas eram as melhores, mais concorridas e havia equidade de oportunidades.
Você vai descobrir a verdade real.
Não o que uma suposta comissão da verdade composta por simpatizantes de esquerda vai tentar colocar na cabeça dos jovens.
PERGUNTE SE  HAVIA " Sou DIMENOR, NÃO TOQUE EM MIM", assaltando e assassinando inocentes desarmados.









Para que você possa descobrir a verdade, não vou escrever o que eu quero que VOCÊ descubra sozinho.
Só lhe digo que tenho mais de 65 anos e aquela foi a melhor época de minha vida.

Por Juçara de Santis

2 comentários:

  1. Eu tenho 50 anos e lembro bem da minha adolescência. Nossa, como foi boa, escola pública era ótima, merenda q mais parecia um almoço com bons professores. As educadoras das escolas super preocupadas com os alunos os protegiam de verdade. Maconha era uma droga assim bem repudiada pelos jovens, e aqueles q se envolviam ficavam meio q a margem da sociedade, era discriminados pelos outros jovens q não faziam uso da mesma. Nunca fui assaltada naquelas épocas. Ia á bailes em clubes e voltava para casa ás 3hs da manhã, tudo na maior tranquilidade. Meu pai tinha uma imobiliária e era muito bem sucedido. Minha mãe era do lar, não precisava trabalhar, só precisava criar os filhos. Tempos bons q não voltam mais. Só resta o saudosismo.

    ResponderExcluir