sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Kulula Airlines (Não é piada)

A Kulula Airlines é uma companhia aérea de baixo custo Sul-Africana, que não se leva muito a sério.
Observem suas novas cores e a pintura de seus aviões e vejam como ela se relaciona com seus clientes!


É uma pena que a Kulula, pequena companhia aérea com sede situada em Joanesburgo, não efetue voos internacionais; por isso nós temos o dever de apoiá-la apenas pelo seu humor - tão tipicamente SUL-AFRICANO...
As hospedeiras da Kulula fazem um grande esforço para tornar a "palestra sobre segurança de voo" e outros anúncios um pouco mais divertidos.
Aqui estão alguns exemplos reais que foram ouvidos por mim ou me foram relatados:


++++++++++++
Num voo da Kulula, (não há lugares marcados, você pode sentar-se onde quiser) alguns passageiros, aparentemente, estavam demorando muito tempo para escolher um lugar, quando uma hospedeira avisou: "Pessoal! Não estamos aqui para escolher móveis, achem um lugar e ocupem-no!"
+++++++++++++
Noutro voo com uma tripulação de bordo muito "sénior", o comandante disse: "Senhoras e senhores, chegámos à altitude de cruzeiro e iremos apagar as luzes da cabine. Isto é para  vosso conforto e para melhorar a aparência das hospedeiras deste voo."


++++++++++++++++
No desembarque, a hospedeira disse: "Por favor, não se esqueçam de levar todos os vossos pertences... Se deixarem alguma coisa, por favor, certifiquem-se de que é algo que nós gostaríamos de ter".
+++++++++++++
"Pode haver 50 maneiras de deixar o seu amante, mas só há quatro maneiras de sair deste avião."
+++++++++++++
"Obrigado por voarem na Kulula. Esperamos que tenham gostado de ter feito negócio connosco, tanto quanto nós apreciámos levá-los para um passeio."
+++++++++++
Depois de uma aterragem particularmente áspera durante uma tempestade em Karoo, uma hospedeira anunciou: "Por favor, tomem cuidado ao abrir as bagageiras acima dos vossos assentos porque, depois de uma aterragem destas, é mais que certo que tudo mudou de sítio".
++++++++++
De um tripulante da Kulula: "Bem-vindo a bordo do voo Kulula 271 para Port Elizabeth. Para utilizar o cinto de segurança, insira a guia de metal na fivela e puxe. Ele funciona como qualquer outro cinto de segurança. E, se você não sabe como operar um, provavelmente não deveria andar fora, em público, sem ajuda".


++++++++++
"No caso de uma súbita despressurização da cabine, máscaras cairão do teto. Pare de gritar, pegue sua máscara, e ajuste-a sobre o rosto. Se tiver uma criança pequena viajando consigo, ponha sua máscara antes de ajudar com a dela. Se estiver viajando com mais de uma criança pequena, ponha primeiro na sua preferida. "
" +++++++++++++
"A temperatura no nosso destino é de 50 graus, com algumas nuvens rasgadas, mas vamos tentar consertá-las até à chegada. Obrigado, e lembre-se: Ninguém gosta tanto de si, ou do seu dinheiro, como a Kulula Airlines."
++++++++++++
"As bases dos vossos assentos podem ser usadas para flutuação e, no caso de um pouso de emergência na água, por favor, remem para a costa e levem-nos com os nossos cumprimentos."


++++++++++++
"Ao sair da aeronave, certifique-se de que está levando todos os seus pertences. Qualquer coisa deixada para trás será distribuída equitativamente pelos comissários de bordo. Por favor, não deixe crianças ou cônjuges..."
+++++++++++
E do piloto , durante a sua mensagem de boas vindas: "Kulula Airlines tem o prazer de anunciar que tem alguns dos melhores comissários de bordo existentes. Infelizmente, nenhum deles está neste voo!"
++++++++++++
Depois de uma aterragem muito difícil na Cidade do Cabo, uma hospedeira veio ao interfone e disse: "Isso foi bastante acidentado e imagino o que estejam pensando. Estou aqui para lhes dizer que não foi culpa da companhia aérea, nem do piloto, nem da hospedeira de bordo, mas sim do asfalto!"


+++++++++
Ouvi num voo da Kulula para a Cidade do Cabo, em dia particularmente ventoso e com turbulência, quando, durante a aproximação final, o capitão realmente teve de lidar com  aqueles elementos. Após um pouso extremamente difícil, a hospedeira disse: "Senhoras e senhores, bem-vindos à nossa Cidade-mãe. Por favor, permaneçam nos vossos lugares com os cintos apertados, enquanto o Capitão arrasta o que restou do nosso avião até o portão de desembarque!"
++++++++++
Comentário de um comissário de bordo numa aterragem, tudo menos perfeita: "Pedimos-lhes o favor de permanecerem sentados enquanto o Capitão Canguru nos leva aos pulos até ao terminal."
++++++++++++
Depois de um pouso realmente demolidor em Joanesburgo, a comissária saiu-se com esta: "Senhoras e senhores, por favor, permaneçam nos vossos assentos até o Capitão Porrada e sua tripulação levarem a aeronave a um ponto próximo da área de desembarque. E, logo que o fumo dos pneus se dissipar e as sirenes de alerta se calarem, abriremos a porta da aeronave e todos poderão abrir caminho para o terminal através dos destroços..."


++++++++++++++
Parte do anúncio de um comissário de bordo na chegada: "Pessoal, gostaríamos de agradecer-vos por terem voado connosco hoje. E, da próxima vez que tiverem o louco impulso de rasgar os céus num tubo de metal pressurizado, esperamos que pensem na Kulula Airways".
+++++++++++++++
Ouvi num voo da Kulula: "Senhoras e senhores, se quiserem fumar, a área de fumadores deste avião é nas asas... Se conseguirem acender os cigarros lá, podem fumá-los à vontade.
+++++++++++++++
Um piloto relatou que, em determinado voo, o pouso tinha sido muito difícil. A companhia aérea tinha uma política que exigia que o primeiro oficial ficasse à porta da aeronave enquanto os passageiros saíam, para sorrir e dizer "Obrigado por voar na nossa companhia aérea". Ele disse que, devido à sua aterragem ruim, ele teve dificuldade de olhar os passageiros nos olhos, pensando que alguém faria um comentário esperto. Finalmente todos tinham saído com exceção de uma velhinha com bengala. Ela disse: "Senhor, importa-se se eu lhe fizer uma pergunta?" "Ora essa, minha senhora", disse o piloto. "Qual é a pergunta?" A velhinha disse: "Nós aterrámos ou fomos abatidos?"  




Nenhum comentário:

Postar um comentário