sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Manifestação na Candelária dia 13 de novembro


A partir das 15 horas começamos achegar, junto com a PMERJ, que sempre atendendo nosso chamado, lá estava presente.
Após as 16 horas, como todos tem compromissos de trabalho, começaram a chegar em maior numero, chegando também o carro de som.

Não poderiam falta palavras de apoio e respeito à Polícia, que sempre apoia as nabifestações, desde que ORDEIRAS e PACIFICAS.

A qualidade dos presentes muito engrandeceu o Ato, pessoas compromissadas com o Brasil livre, portavam suas referencias nacionais, como a nossa Bandeira. Sentimento que também tomou conta de passageiros que aguardavam ônibus num ponto final na Candelária.


Aproveitamos os momentos de espera para vários pronunciamento que vez ou outra era interrompido por pessoas apreciadoras da esquerda que nos faziam sinais ofensivos. Ressaltamos que este País valoriza a liberdade de expressão e como eles, que não demonstram respeito, estávamos ali respeitosamente em nosso Ato pacifico e ordeiro. Mas não houve incidente mais grave.

Às 17:40, já com numero expressivo em qualidade, começamos o deslocamento para a Central do Brasil, contando com o apoio da PMERJ e Guarda Municipal do RJ, que sempre atendem ao nosso chamado.

Tanto na concentração, como no deslocamento observamos a adesão de pessoas em seu trajeto, que ao perceberem do que se tratava, não se omitiram e a nós se juntaram.

Durante o trajeto fizemos questão de comunicar o acontecimento do Movimento Nacional, que no Rio de Janeiro, se realizará em Copacabana, as 14 horas, em frente ao Copacabana Palace. Aqui reiteramos o convite, fornecendo o link do evento, onde poderão marcar suas presenças:


Como eu disse, não fomos muitos em quantidade, mas muitos em qualidade.

Na Central do Brasil, nos postamos e, diante da multidão que passava em direção à Gare, explicitamos nossa motivação. Não houve incidentes de represália, havendo até aprovação.

Resta agora saber se a aprovação de nossas Instituições Militares (FFAA) continuam como antes ou serão objeto de escárnio no futuro.


Diferentemente dos movimentos de esquerda, encerramos nossa manifestação com o cântico respeitoso do Hino Nacional Brasileiro e, sentimos nos presente a qualidade em demonstração de patriotismo e respeito aos símbolos nacionais.


Por reforma política em São Paulo. Manifestação tem participação do MST, Levante Popular da Juventude, Central de Movimentos Populares e CUT, entre outros.

Estão vendo bandeiras do Brasil, alguma referencia nacional? Claro que não! Esta é a cara da esquerda, nada pela Pátria.

E

Nosso muito obrigado aos presentes, aos ausentes, à Guarda Municipal do Rio de Janeiro e, especialmente, à minha, a sua, a nossa PMERJ.

Nenhum comentário:

Postar um comentário