terça-feira, 2 de dezembro de 2014

A unica diferença para o governador. Se morrerem 10, aumenta o numero de vagas no proximo concurso.


O discuso já não mais me satisfaz, quero ações efetivas, dentro da Lei, no sentido de exterminar de vez com bandidos que afrontam, matam e debocham da sociedade. Matá-los não significa afrontar a Lei, é dentro da Lei, é legitima defesa.

Reunião da cúpula de segurança do Rio sobre morte de PMs discute estratégia policial


O assunto da reunião foi totalmente estratégico. Uma discussão de inteligência policial. Algumas ações que precisamos conferir e confirmar. Acho melhor para todo mundo não comentarmos. Deixar que as coisas aconteçam. São questões estratégicas de inteligência, informações que as duas policias devem trabalhar de forma conjunta".

Há décadas ouço falar nesta "inteligência policial" que, apesar das UPPs, não consegue identificar os meliantes, seus esconderijos e arsenal de armas.

O governador participou da solenidade e também dos primeiros minutos da reunião entre Beltrame e os chefes das duas polícias. Antes, em discurso na solenidade, Beltrame falou aos policiais.
— Vamos buscar nossos algozes, mas não vamos admitir o discurso fácil e oportunista de que 'tem de ir para cima'. Os senhores juraram, e eu jurei, o cumprimento de nossos deveres dentro da lei. Essa é a diferença entre nós e os marginais (...) Não vamos banalizar a vida como os marginais costumam fazer.
Pois é, "cumprimento de nossos deveres", os seus deveres não são os nossos? Cadê a inteligencia policial tão falada que não identifica homizios e arsenais de armas. Com estes dados, a matança dos meliantes é respaldada em Lei, é legitima defesa, tá na Lei. Ou a preocupação com  a repercussão é maior do que a preocupação com as próximas vitimas.
Sei que vão dizer que insuflo a violencia, mas, tá na Lei! Uso da força de modo proporcional à ofensa. Se recebido a tiros, que leve os tiros primeiro. E que sejam certeiros, na cabeça para economizar munição.

"Não vamos sair da rua. A cada PM morto vamos por mais policiais para continuar a combater a criminalidade', disse o governador. 
Taí, não importa pra ele quantos morram, está preocupado com sua imagem. Para ele a única diferença se morrerem 10 ou 100 é alteção do edital do próximo concurso, oferecendo mais 10 ou 100 vagas.
Como não consigo postar o link no Facebook, vai o link para petição.
COMUNICADO FLÁVIO BOLSONARO

Rio de Janeiro, 01 de dezembro de 2014.

 “EU REPUDIO A MORTE DE POLICIAIS”
Meus Amigos:

            Peço que assinem e divulguem, em seus perfis nas redes sociais, essa petição pública ( http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR77637 ), no intuito de pressionar o Congresso Nacional pela aprovação de projeto de lei para que “sejam considerados hediondos os crimes cometidos contra as vidas de servidores da segurança pública, tanto no exercício de suas funções como em razão de suas atividades, ou, ainda, contra seus familiares por consequência do grau de parentesco com o servidor.”

            O aumento dos índices de criminalidade, em todo Brasil, precisa ser combatido com uma série de medidas – tais como redução da maioridade penal, planejamento familiar e reforma da legislação penal que protejam a sociedade ordeira, e não os bandidos – que o governo do PT e os militantes dos “direitos humanos” fazem questão de tentar desqualificar, com argumentos rasos e estatísticas mentirosas.

            É urgente a aprovação de leis que reduzam os benefícios de criminosos e que, principalmente, garantam segurança jurídica para policiais trabalharem com firmeza contra criminosos.

            A você que não é servidor da segurança pública, nem tem familiares e amigos nessa honrada e difícil profissão, peço também sua atenção e participação, pois nos momentos em que somos vítimas de criminosos, até quem pede o fim da PM sabe que pode contar com alguém que colocará sua vida em risco para nos dar segurança!
FLÁVIO BOLSONARODeputado Estadual RJ
deputado@flaviobolsonaro.com.br

Um comentário:

  1. PERDEMOS A BATALHA, MAS NÃO PERDEREMOS A GUERRA, PT-45, NA VAGABUNDA, BANDIDA, TERRORISTA. NÃO VOU CANSAR DE REPETIR: BANDIDO BOM É BANDIDO MORTO. Estes Bandidos assaltaram o País. São milhares sem escolas, sem hospitais, sem segurança, sem aposentadoria, foram milhares mortos (assassinados) por falta de atendimento médico, por falta de segurança, nas filas do SUS. Esta faltando prenderem o chefe LULADRÃO e sua comparsa a BANDILMA DOUCHEFF. Temos que exterminar esta quadrilha de corruPTos, executá-los em praça pública, incinerá-los e enterrá-los para melhor garantia.

    Já disse estes "almirantes, generais e brigadeiros" apenas falam muito, mas não sabem transformar suas palavras em atos. Assim, apesar de termos ouvido falar de precipitações estúpidas na guerra, a inteligência nunca foi associada a decisões demoradas. Portanto o bom combatente deve ser terrível no seu ataque e rápido na decisão. SUN TZU - Em A Arte da Guerra.

    JOSE MARINHO COELHO NETO

    ResponderExcluir