quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Não peça Intervenção, FAÇA A INTERVENÇÃO!


O momento que todos os Intervencionistas esperavam chegou, chegou a hora de sair do amadorismo e sermos mais competentes em nossas ações e no que desejamos realizar. A ideia partiu de orientações de dentro da Caserna, vamos abandonar nossos erros e tratar do que interessa sem delongas e gastanças com diversos eventos de manifestação de rua.

Todos num mesmo sentido e na mesma direção, abandonemos a modalidade de manifestações de rua, as quais não mais merecem credito devido aos últimos acontecimentos envolvendo pedidos de dinheiro para diversos aparatos, passemos à ações mais eficazes.
Não mais iremos aos três comandantes das Forças Armadas, pelos motivos que todos nós já sabemos, inclusive tendo os três declarado que o Brasil está na mais perfeita Ordem Institucional, nossa meta são os Comandantes Intermediários.

É preciso que cada Intervencionista tome as seguintes medidas pessoais e intransferíveis, anotem:

Escrever carta com texto padrão a ser dirigida a três Generais, cada Intervencionista fará três cartas, cada uma endereçada a um General.
1ª -  Ao Comandante do Estado maior Conjunto das Forças Armadas
2ª – Ao Comandante do Estado Maior do Exercito
3ª – Ao Comandante da sua Região Militar

No Brasil são oito regiões militares, portanto, de acordo com seu domicilio, a carta deve ser para o Comandante desta região militar.

Quem reside no exterior, também podem fazê-lo escrevendo para a Região Militar de seu parente que mora no Brasil, além dos outros dois.

Modelo de carta para preencher e postar nos correios.

Eu ____________, RG _____________, CPF ___________ residente (Endereço)____________________, (cidade) ____________ (estado)_____, venho através desta 
solicitar ao Comando _________________, a INTERVENÇÃO  CONSTITUCIONAL MILITAR de acordo com a Constituição Federal de 1988.

Sr. General estamos cientes que constitucionalmente deves obediência a presidência da república, porem também estamos cientes que traição nacional é crime punido com pena capital pelo código militar e válido para todo o povo brasileiro.
Os atos de desgovernos praticados em nosso país constituem claramente crimes de traição nacional, isso faz com que o governante perca sua legitimidade, permitindo assim uma Intervenção Militar no governo do país.


Agradecemos a atenção e atitudes patrióticas por parte de V.Excia e nos colocamos a disposição para o serviço da pátria.

__________________________
assinatura.

No envelope deve conter seu destinatário, Comandante do Estado Maior Conjunto, Comandante do Estado Maior do E.B. ou Comandante da região Militar. Uma carta para cada General.
No final, local, data, nome completo, numero identidade e CPF. Assinatura igual a de seu documento de identidade. Se militar, seu Registro Militar.
Após imprimir e assinar, coloque em envelope branco, com destinatário na frente e remetente no verso. Acima do destinatário, coloque: “Pedido de Intervenção Militar”. Não esquecer de colocar nome completo, endereço e CEP.
(modelo frente do envelope)

Pedido de Intervenção Militar
Exmo  General de Exército Francisco Carlos Modesto
COMANDO MILITAR LESTE
Praça Duque de Caxias, 25 - 8º andar - Centro
Rio de Janeiro - RJ
CEP: 20.221-260
Brasil 

As cartas devem ser postadas registradas! Carta registrada é documento e pode ser registrado em caso de extravio.

Fotografe ou escaneie o recibo do correio com o código e envie para Intervenção Militar 2014, link:

https://www.facebook.com/groups/intervencaomilitar2014/?fref=ts



Veja o vídeo explicativo na íntegra.

2 comentários:

  1. Tudo anotado. Já enviarei o meu pedido. Me aguarde. Deixe passar o natal!!!

    ResponderExcluir
  2. FAÇAM A INTERVENÇÃO CONSTITUCIONAL MILITAR VALER. ESPALHEM PARA TODOS, TOMAREM CONHECIMENTO DE COMO FAZER VALER OS NOSSOS DIREITOS CONSTITUCIONAIS.

    ResponderExcluir