domingo, 25 de janeiro de 2015

Dilma e Alckmin acusados de "omissão criminosa" em editorial da Folha de S.Paulo


Editorial da Folha de S.Paulo deste domingo acusa a presidente Dilma Rousseff (PT) e o governador Geraldo Alckmin (PSDB) de incompetência, negligência e demagogia. "As políticas de Dilma Rousseff e Geraldo Alckmin tornaram-se uma ameaça, atitude ainda mais inaceitável por ser pautada pelo interesse privado de manter-se no poder".
Sobre a crise hídrica:
"A falta de água revela não apenas os solos esturricados das represas, mas também uma administração pública decrépita, ineficaz, imprevidente e autoritária."
Sobre a crise no abastecimento de energia elétrica:
"No primeiro mandato, o governo Dilma fez mais dívida para bancar o populismo na conta de luz. Tudo para favorecer seu grupo partidário, numa apropriação politicamente indébita de recursos públicos."
Sobre a falta de transparência:
"Ambos os governos agem como se tivessem o direito de manter em sigilo dados de interesse público, como se não fosse o público que tivesse o direito de conhecer esses dados. Isso nada mais é que uma maneira de privatizar o Estado."
Sobre o descaso com o meio ambiente:
"Há décadas estudiosos apontam a necessidade de medidas ambientais preventivas, de redução de perdas e de punição de exageros. Em vão. Os governos tucanos, há duas décadas no poder estadual, e petistas, há 12 anos na Presidência, não podem atribuir a ninguém a herança maldita de sua própria incúria."

Leia toda a história em Folha de São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário