domingo, 18 de janeiro de 2015

O NÃO foi pelo demérito de Dilma com a questão.


A indignação de Dilma não é pelo fuzilamento do traficante brasileiro condenado na Indonésia, sua indignação é pelo NÃO que recebeu. Um não que não coaduna com comportamento de dirigentes envolvidos com crime, inclusive com narcotraficantes.

Em represália Dilma chama seu embaixador em Jacarta, o que é considerado na diplomacia internacional como insatisfação de um governo com o outro.

No Brasil somos vitimas e espectadores dos males que o trafico causa na sociedade, eles fuzilam, torturam, desfiguram, dilaceram e queimam seus opositores; ignorando as leis que certamente não os alcançará punitivamente.

O NÃO foi para a conivência estatal para com o tráfico, coisa que Dilma não possui nenhum mérito em atacar a questão. O maior simbolismo disto são as diversas imagens dela com narcotraficante com mandado de prisão em diversos países, incluído Brasil, ao seu lado e a seu convite durante a Copa das Copas do PT.

Nenhum comentário:

Postar um comentário