segunda-feira, 30 de março de 2015

O Estado contra o estado.

Não me contenho, tenho que apontar e criticar
Olhe bem estes resíduos à margem do canal. Não veio com a correnteza não, foi deixado ali após poda das árvores em seu leito por funcionários que devem ter a obrigação de manutenir este bem público.
Embora placas orientem para a conservação, o Estado sem fiscalização segue contrariando o que ele determina.


Seguindo mais adiante, encontro uma Unidade CBMERJ construída em afronta a legislação urbana. A construção é recente, veja que é semelhante às UPP e UPA de latas, mas, sem espaço para transito dos pedestres (calçada), que são obrigados ao risco da pista de rolamento.


É, não dá pra ser feliz assim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário