segunda-feira, 25 de maio de 2015

A Suíça e as armas de fogo

Povo que não tem armas está entregue à vontade dos governantes.
E ele ainda paga os guarda costas e a segurança deles.
Pense bem e não esqueça!


Os suíços têm a ideia certa sobre armas de fogo
A Suíça é o país mais seguro do mundo para se viver. Não porque é um país neutro ou qualquer coisa desse tipo. Creio que é devido ao fato de que cada cidadão do sexo masculino é obrigado a manter uma arma de fogo em casa. Quando um cidadão suíço do sexo masculino completa 20 anos, ele recebe um fuzil militar automático e duas caixas de munição para ter em sua casa, mais uma quinzena de dias de treinamento militar. Até completar os 50 anos ele é um soldado da Milícia Suíça e tem uma semana por ano de exercícios militares.

Todo cidadão do sexo masculino pode ser convocado para defender sua pátria se ela precisar. Aos 50 ele passa para a reserva e devolve o fuzil, ou o compra por uma quantia simbólica.

Os suíços e as armas de fogo andam de mãos dadas como vão junto o arroz e o feijão no Brasil. O tiro ao alvo de estilo olímpico é o esporte nacional da Suíça e não é nada incomum ver um cidadão normal num trem, ônibus ou apenas caminhando pela rua com um rifle no ombro. A política da Suíça de exigir que todos os lares tenham uma arma de fogo é uma das principais razões por que os nazistas não invadiram a Suíça na 2 Guerra Mundial. Tivessem os nazistas invadido, teria havido muito mais sangue alemão escorrendo pelas ruas do que sangue suíço. A Suíça é o lugar mais duro do mundo para ser criminoso porque se você planejar arrombar a casa de alguém, você tem a certeza de que o dono da casa tem uma arma de fogo e foi treinado para usá-la.



Se você acha que os americanos são obcecados com a manutenção da Segunda Emenda [que protege o direito de eles terem e usarem armas para defesa], você ainda não viu nada até que visite a Suíça. A Segunda Emenda da Constituição dos EUA foi inspirada nas políticas da Suíça. Se os suíços não tivessem as mesmas políticas do século XVII, é bem possível que a Segunda Emenda não existiria nos Estados Unidos hoje. A maioria dos meninos dos Estados Unidos joga em pequenos times de beisebol ou futebol. Mas a maioria dos meninos da Suíça participa de competições locais de tiro ao alvo e se filia a clubes de tiro ao alvo quando completam 10 anos. O passatempo nacional dos EUA é o beisebol. O passatempo da Suíça é tiro ao alvo de precisão. Na Suíça, há menos de um homicídio por cada 100.000 cidadãos por ano, e em 99 por cento dos casos, não há envolvimento de uma arma de fogo. Há apenas 26 tentativas de roubo por ano para cada 100.000 cidadãos.

A maioria desses roubos é cometida por estrangeiros e não envolve armas de fogo. Os crimes violentos praticamente não existem, mas todo lar tem uma arma de fogo. Surpreso? Está escrito na lei suíça: "O elevado número de armas de fogo per capita não leva a um índice elevado de crime violento". Isso está solidamente confirmado na Suíça. A Suíça é um dos países mais pacíficos do mundo. O resto do mundo precisa pegar essa dica.


Nenhum comentário:

Postar um comentário