domingo, 3 de maio de 2015

Em terras governadas pelo PT, pode meter porrada no professor

Professores são feridos a pauladas durante protesto no Paço Municipal


Professores da rede municipal de ensino entraram em confronto com a Guarda Civil Metropolitana dentro do Paço Municipal, na manhã desta quinta-feira (23/04). 

Representantes do Sindicato Servidores da Educação do Município de Goiânia (Simsed) alegam que a agressão começou quando os professores tentaram fazer uma caminhada dentro dos corredores da prefeitura, depois de decidirem manter a paralisação.

Os guardas tentaram impedir a manifestação e os professores afirmam que foram reprimidos com socos, chutes e até golpes de cassetete. 

O comando da GCM informou que os manifestantes tentaram invadir a Secretaria de Finanças, que fica dentro do Paço Municipal, e que foi pedido a eles para permanecerem na área externa do prédio. Diante da tentativa de entrar no prédio, foi necessário fazer uso da força para manter a ordem no local. O comando ainda informou que vai apurar o abuso de alguns agentes no confronto com os professores.

Logo após a confusão, o prefeito Paulo Garcia (PT)
usou as redes sociais comentar o ocorrido.
Lamento profundamente qualquer ato de vandalismo. Não se faz manifestações democráticas que não de forma pacífica.
 (Paulo Garcia (@PauloGarciaPT) 23 abril 2015)

Manifestação pacífica não invade áreas de circulação restrita, que existe em qualquer parte do mundo civilizado.
(Paulo Garcia (@PauloGarciaPT) 23 abril 2015)
Link: maisgoias

Em terras governadas pelo PT tudo é possível, até cometer crimes impunemente. Mas, por qual motivo isso não foi divulgado? A mídia se caga de medo do PT? Não, é dependente do dinheiro da corrupção.
Vejamos o contraste com o Paraná, governado pelo PSDB.

Reportagem da TV Paraná expôs como “black blocs” se infiltraram na movimentação dos professores no Paraná, atuando com violência e vandalismo. Tais atos teriam contribuído para a reação policial que culminou em diversos feridos de ambos os lados. Assista:


CUT e MST no 1º de maio, no Paraná, por repúdio à violência perpetrada pelo governador do estado Beto Richa (PSDB) contra os professores no último dia (29). 

A QUEM INTERESSA A VIOLENCIA

VEJA O VIDEO DE COMO ESTAVA O CLIMA ANTES DOS TAIS MILITANTES E POLITICOS LIGADOS AO GOVERNO FEDERAL E A PARTIDOS DE OPOSIÇÃO AO GOVERNO DO PARANA CHEGAR NAS MANIFESTAÇÃO DOS PROFESSORES ,ANTES DE MILITANTES PARTIDÁRIOS TENTARAM INVADIR A CAMARA DO PARANA ,,,,QUE CLIMA RUIM NÉ ,AGORA EU PERGUNTO A QUEM INTERESSA TANTA VIOLENCIA ??????A QUAL PARTIDO E ENTIDADES.
video


A esquerda sempre usou as pessoas e, no Paraná, usou os professores.




Pelo carro de som professores pedem para não destruir o patrimônio publico da Secretaria da Justiça...vândalos!
video


                                           Professores feridos?



A verdade começa a ser apurada...quem sao os que provocaram o ataque aos Policiais? Tinha apoio do MST e as greves se espalham com os sindicatos do PT no Brasil para tirar o foco da situação que o PT deixou o Brasil com maior inflação, sem financiamento de imóveis, demissões e sem perspectiva de futuro..


Isso são Professores?

video

De todo o visto acima fica clara a real intenção na violencia durante manifestações pacificas. Desmoralizar a PM, já que desejam a desmilitarização destas Corporações, enfraquecendo assim qualquer reação das FFAA. Embora truculências aconteçam onde o PT (des) governa, os meliantes militontos não aparecem, já que seu interesse não é a defesa do professor nem do trabalhador, seu interesse é em quanto o PT ainda pode lhes pagar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário