terça-feira, 23 de junho de 2015

DILMA RECEBE O MAIOR TRAFICANTE DA VENEZUELA

SECRETAMENTE DILMA RECEBE O MAIOR TRAFICANTE  DA VENEZUELA – DIOSDADO CABELLO É O CHEFE DO CARTEL DOS SÓIS

A presidente Dilma Rousseff recebeu, sem registrar na agenda oficial, o presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Diosdado Cabello, na sexta-feira (12) no Pálacio da Alvorada.

Apesar de o Planalto ter evitado noticiar o encontro, a reunião ganhou destaque no site do Legislativo venezuelano, que exibiu neste sábado (13) imagens de Dilma ao lado do segundo nome mais importante do chavismo.

Cabello esteve no Brasil comandando uma “comitiva de alto nível enviada pelo presidente Nicolás Maduro”, segundo descrição do site venezuelano.

A comitiva ficou no país por cinco dias, quando visitou empresas que pertencem ao grupo J&F, dona do frigorífico JBS, e a Brainfarma, da farmacêutica Hypermarcas, além do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Sem alarde, Cabello desembarcou na quinta-feira (11) em Brasília, onde esteve com o vice-presidente, Michel Temer, e a cúpula do Congresso, em compromissos separados e tratados de forma reservada pelas autoridades brasileiras.

Na sexta-feira (12), Cabello esteve com Dilma por mais de uma hora, segundo relato feito na página do Legislativo venezuelano.

A única agenda da petista registrada pela Presidência na sexta foi uma audiência com o ministro Edinho Silva (Comunicação Social), reservada para a gravação do programa do Jô, da TV Globo, que também ocorreu em sua residência oficial.

De acordo com o site da Assembleia Nacional, Dilma e Cabello recordaram questões bilaterais alcançadas “graças ao amor e ao compromisso do comandante Hugo Chávez [ex-presidente venezuelano morto em 2013]”.

No encontro, a presidente brasileira também reafirmou o compromisso com o governo Maduro para manter altos níveis de cooperação.
Procurado pela Folha, o Planalto não se manifestou, até a conclusão desta edição, sobre a ausência da reunião na agenda oficial.

O presidente da Assembleia venezuelana também esteve no Palácio do Jaburu, residência do vice-presidente.

A assessoria de Temer informou que ele foi levado pelo empresário Joesley Mendonça Batista, presidente-executivo da JBS, e a reunião teria durado cerca de dez minutos.
O empresário teria destacado as boas relações comerciais com o país vizinho, uma vez que tem exportado para a Venezuela.

O tour de Cabello também incluiu uma audiência na residência oficial da Câmara, com os presidentes da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que estavam acompanhados por três deputados e três senadores.

Cunha disse à Folha que foi uma visita de cortesia solicitada pela autoridade venezuelana e que a reunião não constou na agenda oficial porque foi requisitada de última hora.

O deputado afirmou também que pediu a Cabello que recebesse uma comissão de congressistas brasileiros para avaliar a situação do governo Maduro, que vive uma crise com a oposição, incluindo com a prisão de líderes oposicionistas. Ele ficou de avaliar, segundo Cunha.
Receberei sempre a todos [representantes] do mesmo poder que aqui vierem sem discriminar ninguém, mas sem abrir mão de falarmos o que pensamos”, disse Cunha.

Fonte:cristalvox

Nenhum comentário:

Postar um comentário