sábado, 27 de junho de 2015

O 1º BPE já nos esperava


O 1º BPE já nos esperava, pois não somos visita indesejável, não comparecemos de surpresa, avisamos antes.



Às nove horas o dispositivo já estava montado, os primeiros esquerdistas só apareceram depois das 10 horas, afinal, vagabundo não acorda cedo. Tivemos que alertá-lo que os sacos não continham dinheiro, eram só cenário. Tentação é phoda!


Como todo bom Patriota cantamos o Hino Nacional, não sem antes cobrir com a Bandeira nacional um busto estranho àquele local. Acho que isso os irrita, até parece que o busto vai derreter. Portam-se como se aquela Bandeira lhes ofendesse.


Entre os pros e os contra, os pros ganham disparado.  Os contra, apesar de nos xingarem, foram convidados para colocar sua posição de defesa deste governo, mas preferem o insulto, já que não conseguem defender o indefensável. Já os pro, se aproximavam, debatiam e até falavam ao microfone, mostrando saber que o País está sendo roubado, vendido, saqueado.





Steddile e Lula ameaçaram a sociedade e a Nação, o único Exercito que conheço e reconheço é o Exercito de Caxias, o Exercito Brasileiro.


O personagem Stedille, já sem arrogância, se rendeu ao Hino Nacional, o reconhecendo como Símbolo desta Nação, confessou seus crimes e, como nos adianta os acontecimentos, se rende a prisão, sendo algemado.




Uma cena nos emocionou, um morador, vendo nossa presença, se entusiasmou e colocou sua bandeira nacional na janela, ao que o agradecemos.


Esteve presente não a quantidade, mas a qualidade. Com pessoas comprometidas no expurgo dos criminosos de ontem e de hoje, que apesar da anistia, descontam seu recalque dilapidando  os recursos que fazem falta ao povo brasileiro.





Encerramos com um abraço simbólico ao 1º BPE e, após, com uma salva de palmas ao Exercito Brasileiro.



Fica o agradecimento ao 1º BPE, que dentro da Unidade prestava atenção e registarva tudo que falavamos. Também a Policia Militar do Estado do Rio de Janeiro, que sempre atende nossa solicitação, propiciando a segurança do evento.

Um comentário:

  1. “O GOVERNANTE QUE DIZ QUE O ESTADO DO RIO NÃO TEM DINHEIRO PARA PAGAR MELHOR SEUS POLICIAIS ESTÁ MENTINDO!” (Sérgio Cabral quando era candidato a Governador do RJ).

    O MOTIVO DA INSEGURANÇA PÚBLICA NO RJ: "POLÍTICA DE SEGURANÇA PÚBLICA SÓ É FEITA COM POLICIAIS BEM PAGOS" (Sérgio Cabral em 2006).

    A Segurança Pública não é prioridade no Rio de Janeiro, pois o ESTADO não investe em seus profissionais. O Policial Militar do Rio de Janeiro não tem um salário digno! É preciso PRESERVAR O PODER AQUISITIVO do PM do Rio, REAJUSTANDO significativamente os SOLDOS da Corporação.

    O Governo do Estado do Rio de Janeiro, com a segunda maior arrecadação de impostos do Brasil, poderia pagar muito melhor os Bombeiros e Policiais Militares. Para onde vai o dinheiro público? Não ao salário de fome!

    O vencimento bruto do soldado PM/BM no RJ é um DESRESPEITO À CARTA MAGNA, pois está abaixo do SALÁRIO MÍNIMO NECESSÁRIO estimado pelo DIEESE, visando suprir as NECESSIDADES VITAIS BÁSICAS previstas no artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal de 1988.

    Policiais Militares morrem por um vencimento inferior ao Salário Mínimo Necessário!

    Todo mundo quer maior qualidade na segurança pública, mas para melhorar a qualidade será imprescindível melhorar a questão salarial, ou seja, valorizar o Policial Militar com uma remuneração digna.

    O Salário Mínimo Necessário foi calculado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) em R$ 3.377,62 (três mil, trezentos e setenta e sete reais e sessenta e dois centavos) no mês de Maio de 2015, de acordo com o inciso IV do artigo 7º da Constituição Federal de 1988 ("salário mínimo, fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender a suas necessidades vitais básicas e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo"). Acrescido dos 30% de Adicional de Periculosidade (R$ 1.013,28), o valor do Piso Salarial da categoria deveria ser fixado em R$ 4.390,90 (quatro mil, trezentos e noventa reais e noventa centavos). O menor vencimento deve ser igual ou superior ao referido valor.

    http://www.dieese.org.br/analisecestabasica/salarioMinimo.html

    O adicional de periculosidade para profissionais de segurança pública foi aprovado!

    A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 193/15, que garante aos integrantes do sistema de segurança pública de todo o País o adicional de periculosidade. Pelo texto, cada estado vai estabelecer o valor do adicional, desde que observado um percentual mínimo de 30% sobre a remuneração total.

    "QUEM VIVE PARA PROTEGER, MERECE RESPEITO PARA VIVER." NÃO HÁ JUSTIFICATIVA PARA OS BAIXOS SALÁRIOS DOS SERVIDORES MILITARES NO RIO DE JANEIRO!

    OBS: OS INTEGRANTES DA PMDF E DO CBMDF RECEBEM UM VENCIMENTO DIGNO. A PEC 300/2008 É A SOLUÇÃO! POLICIAIS MILITARES DO DISTRITO FEDERAL NÃO GANHAM BEM; POLICIAIS MILITARES DO RIO DE JANEIRO É QUE GANHAM MAL (SÃO OS "GUERREIROS DO BOLSO VAZIO").

    OS SALÁRIOS FAMÉLICOS RECEBIDOS PELOS POLICIAIS MILITARES DO RJ FAZEM PROSPERAR O COMÉRCIO DOS EMPRÉSTIMOS NAS PORTAS DOS QUARTÉIS.

    O Policial Militar precisa ter uma valorização profissional condizente com o risco que corre nas ruas. A CF/88 em seu Artigo 7º, Inciso V, diz que o piso salarial deve ser proporcional à extensão e à complexidade do trabalho.

    Quando alguém está em perigo, pensa em Deus e clama pela PM. Passado o perigo, se esquece de Deus e execra a PM.

    UM DOS PRINCIPAIS FATORES DE ESTRESSE VIVENCIADOS PELOS POLICIAIS MILITARES DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO É O SALÁRIO, CONSIDERADO INJUSTO.

    Obs: O BRASIL TEM A PIOR DISTRIBUIÇÃO DE RENDA DA AMÉRICA LATINA! É um afronto à dignidade da pessoa humana o soldo dos Policiais Militares do Rio de Janeiro.

    ResponderExcluir