segunda-feira, 27 de julho de 2015

Dia do Motociclista. Por que 27 de julho?


A Associação Brasileira de Motociclistas (ABRAM), através de seu presidente Lucas Pimentel,  decidiu em 1998 unificar as várias datas existentes no calendário nacional em torno do dia do motociclista. Dentre todas, existia uma que se destacava pela sua causa nobre e também por ser a mais antiga registrada. Esta fora criada em 1982, por iniciativa do então Deputado Alcides Franciscatto, por sugestão de Rogério Gonçalves, na época proprietário de uma concessionária em Sorocaba, em homenagem ao seu amigo, mecânico de motos e motociclista Marcus Bernardi, falecido em 27 de julho de 1974.  
Depois disso, a data ganhou força e hoje é considerada como oficial entre amantes da atividade, moto clubes, empresas, entre outras entidades.

Motoqueiro ou motociclista?

Por definição da língua portuguêsa, motociclista é todo aquele que conduz uma motocicleta, e motoqueiro (gíria), aquele que anda de motocicleta, portanto, possuem o mesmo significado.
Porém, ao longo do tempo, definições para estas duas palavras começaram a surgir popularmente. Alguns definem motoqueiro  como aquele que usa a moto para desempenhar seu trabalho, enquanto o motociclista usa o veículo como meio de locomoção, lazer ou hobby. Outros afirmam  que a diferença estaria na potência das máquinas. As motocicletas de menores cilindradas seriam utilizadas por motoqueiros e as de maior potência seriam pilotadas por motociclistas. 
Há ainda aqueles que preferem dizer que a diferença está na forma de dirigir sua moto, que o verdadeiro motociclista seria aquele que respeita todas as leis de trânsito, um verdadeiro amante da máquina que possui, guiando sempre com responsabilidade mantendo o motociclismo como um estilo de vida que passa de geração em geração. O motoqueiro seria o termo pejorativo utilizado para denominar aqueles que agem ao contrário de tudo isso. 
Na verdade sabemos que os “bons” e os “maus” existem em qualquer atividade humana. Cada um define esses personagens do nosso cotidiano de uma forma muito pessoal. O importante mesmo é que não importa o termo que se use, ou a forma como se utiliza a motocicleta, seja para trabalho ou lazer. Todos aqueles que conduzem este e todos os veículos motorizados, devem respeitar as leis de trânsito, preservar a natureza e acima de tudo respeitar a vida de seu semelhante.



Oração do Motociclista


"Senhor cada vez que subo numa moto sinto a liberdade e ao mesmo tempo tenho medo de encontrar-Te num destes caminhos perplexos do mundo. 
Como sou frágil diante da natureza, e ao mesmo tempo me sinto forte e dono de mim quando estou numa moto. 
Mas, Senhor, não quero perder minha vida num desses momentos. 
Quero que o guidão de minha moto esteja sempre firme em minhas mãos, Senhor, que o capacete que me protege a cabeça seja a segurança de que de que preciso, e que Tu, Senhor, sejas a minha proteção permanente. 
Perdoa-me Senhor, se por vezes abuso da liberdade que me deste e corro alucinado, ou me perco em emoções na velocidade, em busca de respostas... 
Que cada dia eu possa sentir a Tua presença na brisa que recebo no rosto, na velocidade e na superação de meus próprios limites, na responsabilidade da vida que me deste. 
Quero sentir Tua presença protetora e amiga, pois sei que estás comigo como meu caroneiro. 
Protege, Senhor, nossas vidas, e acolhe junto de Ti os companheiros que já partiram, que eles possam viver as alegrias de estarem Contigo, e que nós tenhamos a esperança de um dia também encontrar-Te. 
Protege, Senhor, por intermédio de Nossa Senhora de Caravaggio, nossas motos, nossas vidas e nossos caminhos para que, na certeza de Tua presença, possamos dar-Te glória e louvor, para sempre, amém. 
Nossa Senhora de Caravaggio, Rogai por nós."

Nenhum comentário:

Postar um comentário