segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Brasil de braços abertos a refugiados

Presidente defendeu estado Palestino e afirmou que o Brasil está de braços abertos a refugiados, arrancando aplausos


 Ao abrir a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), a presidenta Dilma Rousseff reiterou nesta segunda-feira (28) a solidariedade do Brasil aos refugiados – em especial à população do Oriente Médio e do Norte da África, vítimas da guerra civil síria, que por razões humanitárias deixaram seus países de origem.
“É um absurdo impedir o livre trânsito de pessoas”, disse, acrescentando que o Brasil “está de braços abertos” para receber os refugiados. “O Brasil é um país de refugiados. Somos um país multiétnico que convive com as diferenças e sabe da importância dela para nos tornar mais ricos e diversos”.
 IG

Para cientista político Oliver Stuenkel, País pode se beneficiar política e economicamente com a chegada de mais imigrantes

Em um artigo recente para o jornal norte-americano The New York Times, ele defendeu que o Brasil deveria acolher 50 mil refugiados sírios. "Depois disso, recebi emails que me acusavam de querer importar o terrorismo para o Brasil. Mas essa acusação é fruto de ignorância e desconhecimento", diz.


A crise de imigração na Itália foi marcada por um episódio de imensa intolerância religiosa nesta quinta-feira (16), quando autoridades da Sicília divulgou que um grupo de muçulmanos empurrou ao mar 12 cristãos em uma travessia recente da Líbia para o litoral europeu.

Todos os suspeitos foram acusados de múltiplo homicídio com o agravante de o ato ter sido cometido como consequência da intolerância religiosa, afirmou a polícia em comunicado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário