segunda-feira, 14 de setembro de 2015

O PM tem direito a não ter direitos.

O PM tem direito a não ter direitos e não abusar deste direito que lhe foi concedido.

Se as policias militares forem desmilitarizadas a culpa será exclusivamente de alguns oficiais que teimam em não obedecer o regramento da corporação. Praças já estão de saco cheio com isso, sendo os maiores cultuadores desta possivel demilitarização que enfrequece definitivamente o Exercito Brasileiro dando uma força à esquerda que almeja ter sua "força bolivariana" no mesmo milde da Venezuela.

O capitão não mais queria que o efetivo da Guarda do BPChoque ocupasse o mesmo alojamento de seus subordinados, o GETAR. Lógico que é um direito seu, mas procedimentos devem ser cumpridos, como aviso, prazo razoável, disponibilização de outro alojamento e verificação da situação dos que não cumpriram o determinado, como licença, férias e outros afartamentos que impossibilitasse a tomar conhecimento.
Se a "desocupação" fosse emergencial, o que dificilmente seria, já que todos são policiais miltares independente de companhia e especificação do serviço, o inventário do constante nos armários deveria ser feito e acautelado no respectivo almoxarifado da Unidade, simples noção de responsabilidade e respeito para com os policiais militares.


Mas não, o capitão preferiu fazer o "despejo" sumário jogando os armários no pátio do BPChoque, registrado na foto acima. Será que teve a conivência do Comandante do BPChoque ou agiu confiando na impunidade?

Comissão na ALERJ para "humanizar" Regulamentos, gestores detruindo a Saude PMERJ com desvios (roubo) de verbas, carga horário ilegal

Hospital Central da Polícia Militar fecha o Setor de Psiquiatria por falta de médicos


Para o policial militar que diariamente está nas ruas deste Estado nada de benefícios (DIREITOS), só saúde sucateada, alimento estragado ou insalubre, vale transporte só para uma ida e vinda. Os oficiais não tem nada mais importante com que se preocupar?

Um comentário:

  1. Quando um policial receber a ordem para bater no povo, como aconteceu em 2013, em manifestação pacífica para derrubar os governos, deve desobedecer ordem de atacar o próprio povo, porque é crime, e a ordem é inconstitucional. Ou nos unimos todos, porque somos o mesmo povo, ou vamos ficar lutando uns contra os outros para fortalecer o INIMIGO. Que cada soldado saiba que serve à Nação e não a comandantes impostores e traidores. Você, soldado, também é esta Nação e também é parte do mesmo povo. Lute pela Pátria e não tenha medo de cortar a cabeça dos traidores da Pátria, seja civil ou militar, seja nacional ou estrangeiro, é um dever de todos nós.

    ResponderExcluir