quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Hoje eu não vou atender o rádio.


Hoje eu não vou atender o rádio quando o seu namorado ou marido chegar em casa bêbado e te espancar novamente. Hoje eu não vou atender o rádio quando a sua filha de 16 anos, que é extremamente responsável, estiver 4 horas atrasada do horário que ela costuma chegar da escola.
Hoje eu não vou atender o rádio quando a sua loja estiver sendo assaltada ou sua casa estiver sendo furtada. Hoje eu não vou parar nenhum motorista bêbado que poderá matar alguém no trânsito. Hoje eu não vou prender nenhum estuprador, nenhum assassino ou um ladrão de carros.
Hoje eu não vou atender o rádio quando um homem estiver com uma arma tentando sequestrar uma criança ou alguém que tenha sido esfaqueado. Eu não irei atender o rádio quando estiver tentando informar que uma pessoa sofreu um terrível acidente de carro e ficou preso nas ferragens.
Hoje eu não vou salvar seu filho quando você estiver fazendo compras no supermercado e alguém chamar no rádio informando que uma criança está desfalecida trancada dentro do seu carro. Não irei salvar seu filho que caiu na piscina e você não percebeu porque estava muito ocupado lendo os seus e-mails.
Não, hoje eu não farei isso. Sabe por quê? Porque hoje eu fui atropelado e morto por um motorista bêbado enquanto eu ajudava alguém a tirar seu veículo quebrado da rodovia.
Hoje eu fui alvejado e morto durante uma abordagem de trânsito porque seu farol estava queimado. Hoje eu fui ferido e morto enquanto cumpria um mandado de busca na casa de um traficante que vendia drogas para seu filho.
Hoje eu fui morto por um homem quando fui cumprir um mandado de prisão por pensão alimentícia. Hoje eu fui morto tentando evitar um assalto a banco ou um assalto a uma mercearia.
HOJE EU FUI MORTO FAZENDO O MEU TRABALHO.
Um policial irá até uma casa, e vai falar para um pai, uma mãe, um esposo, uma esposa ou uma criança, que não vou retornar para casa hoje, pois fui morto. As bandeiras ficarão a meio mastro e a maioria das pessoas nem se quer saberão o motivo.
Haverá um funeral com honras militares e todos os meus companheiros virão para se despedir. Haverá uma salva de tiros. E o som da corneta vai ecoar pelo cemitério, enquanto meu corpo está sendo preparado para o descanso eterno.
Meu nome será colocado em uma placa e em uma parede de alguma galeria de policiais mortos. Uma bandeira será entregue para minha família. Ela será guardada em algum lugar da minha casa enquanto minha família chora a minha partida.
Não haverá gritos de justiça. Não haverá passeatas nas ruas. Não haverá policiais marchando e gritando "queremos paz e justiça”. Nenhum cidadão irá às ruas para pedir que algo seja feito. Nenhuma janela será quebrada. Nenhum pneu será queimado.
A única coisa que vai representar a minha partida, será um rádio vazio, sem ninguém pra atende-lo, e alguém chorando e rezando antes de dormir, pedido pra Deus cuidar de quem ficou.
EU SOU UM POLICIAL.

Descanse em paz guerreiro .. foi uma honra ter sua participação em nossa Corporação.
JAMAIS ESQUEÇA! FAZEMOS TUDO QUE PODEMOS, COM O POUCO RECURSO QUE TEMOS, POR VOCÊS. PRA TENTAR PROTEGER VOCÊS, DAMOS NOSSAS VIDAS.

3 comentários:

  1. Parabéns policial por honrar seu dever, nós agradecemos por vc existir, nós sabemos que vc persiste por honra, logo lutarão contra o terrorismo e que Deus nos acompanhe!

    ResponderExcluir
  2. Meus policiais, o sentimento de vcs é o mesmo meu e de toda a minha família e amigos ...Tenham a certeza que, estaremos junto a vcs em toda e qq situação. Não esmoreçam...A população honesta correta decente, é a maioria...CONTEM SEMPRE COM A GENTE...QUEM NÃO GOSTA DE POLÍCIA É BANDIDO...DEUS OS PROTEJA E TENHA, AQUELES QUE SE FORAM. À SUA DIREITA NO TRONO DO CÉU! #TamusJuntosSempre

    ResponderExcluir
  3. TRISTE REALIDADE ... SEM PALAVRAS DEPOIS QUE LI....

    ResponderExcluir