domingo, 22 de novembro de 2015

ALERTA AOS INTERVENCIONISTAS DOS QUAIS EU FAÇO PARTE

Estou percebendo a prática de um fundamentalismo intervencionista que pretende qualificar qualquer um que ainda não acha que essa é a melhor solução para o país como comunista ou partidário da manutenção do país do jeito que está, ou coisa pior.


O que precisamos mostrar aos não intervencionistas é que o Estado Bandido somente poderá ser desconstruído com uma Intervenção Civil Militar que eles precisam entender que não será uma ditadura, mas sim a única saída viável para o nosso país.


Se fossemos maioria Brasília teria sido tomada no dia 15.
Não é desqualificando ou atacando de forma destrutiva, às vezes de forma leviana e hipócrita, quem ainda tem dúvida que o Brasil já vive uma ditadura neocomunista cleptocrata, e que uma Intervenção Civil Militar é a única solução para desconstruir o Covil de Bandidos, que conseguiremos criar um exército de apoiadores do nosso projeto intervencionista.


Esses desgovernos civis canalhas estão há mais de 25 anos perseguindo e humilhando as FFAA que sempre se mantiveram com uma atitude de omissão, covardia e aceitação.
Com isso fizeram por onde merecer desconfianças da sociedade que acreditou, em grande parte, nas absurdas injustiças que lhes vem sendo conferidas, além da falta de reconhecimento pelo tanto que fizeram ao país durante o Regime Militar.


A forma do consenso comunista já sabemos como essa canalhada consegue.
Não podermos imitar seus métodos mas sim combate-los com convencimento e persuasão da sociedade de que as FFAA, livres de seus comandantes aculturados pelo marxismo, poderão nos ajudar a salvar o futuro dos nossos filhos e de suas famílias e que são os verdadeiros heróis que salvaram o país das garras do comunismo durante o Regime Militar.


Temos que saber lidar com nossas diferenças de pontos de vista pontuais, mas ter em mente o mesmo foco que é desconstruir o Estado Bandido.
Consenso absoluto somente é conseguindo com ditaduras genocidas que as impõe com muito sangue derramado e não é isso que queremos mesmo que tenhamos que lutar em uma guerra civil para livrar nosso país do Estado Bandido.


O que precisamos continuar fazendo é divulgar de forma sistemática o que esse regime genocida já fez a outras nações e o que está fazendo com o nosso país.


Vamos continuar atacando e desqualificando os comunistas e seus cúmplices e não aqueles que por razões pessoais ainda têm dúvida sobre a melhor saída para o país. Esses precisam ser convencidos a tornarem a nossa causa a sua causa.
A tomada do poder exige união em torno do essencial. A divisão de poderes adquiridos terá sua própria trajetória para atender aos anseios de todos os que querem salvar o Brasil das garras do comunismo.

Primeiro tome o poder com a majoritária aceitação da sociedade. Depois o divida com o espírito que conduz os grandes estadistas.


Geraldo Almendra

Um comentário:

  1. Concordo com este desabafo, mostrando a realidade deste governo bandido. nos verdadeiros brasileiros queremos essa corja toda na cadeia, para que possamos viver como gente civilizada e ordeira

    ResponderExcluir