sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Daciolo pede intervenção.

Militares e reajuste dos SOLDOS. Ministro da DEFESA pressionado nessa quarta-feira por políticos e MILITARES. Daciolo pede intervenção.
Nessa quarta-feira (02/12), na audiência pública da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional os deputados pediram a Aldo Rabelo que inicie os procedimentos para a revogação de uma medida provisória editada há quase 15 anos e que nunca foi submetida ao Plenário da Câmara e do Senado por ter sido excluída, na época, da lista das que trancam a pauta da Câmara e do Senado.

A MP 2215/2001 nunca foi votada e, entre outras medidas nocivas para os militares das Forças Armadas, acabou com a promoção automática dos militares que passam para a reserva.
Compareceram também à audiência, além de Aldo Rebelo, os comandantes militares, alguns deputados e representantes de associações de militares.
Bolsonaro ressaltou que sua turma de militares já tem Generais de 4 estrelas e, após algumas trivialidades, falou sobre as evasões causadas pelo baixo salário. Bolsonaro requisitou ainda que DILMA apresente nova medida para “recuperar parte dos direitos dos militares”.

Daciolo iniciou sua fala: Gloria a Deus… Obrigado pelos senhores terem vindo… Um momento de muita corrupção, e a população espera muito das forças armadas, não o momento passado, mas o futuro, eu não consigo enxergar o futuro como uma revolução, e sim como uma evolução e quando eu presencio essa mesa eu começo a visualizar um momento de evolução, porque eu tenho hoje como Ministro da Defesa uma autoridade do PcdoB, do partido comunista, junto com militares, esse é um momento de evolução. Eu prezo muito pelo… patriotismo… O militar não é o inimigo da nação… Quando ele tira a farda temos um cidadão. Nos podemos falar aqui sobre o salário dos militares, dos QE, dos QESA, militares que só querem chegar a subtenente. Eu venho fazer um pedido… Em 2001 foi criada uma MP, ela nunca foi transformada em lei… Ministro… que seja revogada a 2215”.
Daciolo pergunta ainda, depois de falar sobre juventude e criminalidade nos grandes centros: “será que não chegou o momento de uma intervenção federal?”. Ao final de sua fala o Deputado Daciolo tentou instigar os militares a uma maior politização. Ele pergunta: Por que nós nos afastamos tanto da política, por que não mais deputados federais, senadores militares…
Comparando-se as falas de Daciolo e Bolsonaro, vê-se que um só está preocupado com seu umbigo e que seus contemporâneos 4 estrelas devem ter perdido os culhões numa operação de troca de sexo pelo SUS. Respeitando as limitações na fala de Daciolo, ponto para ele, pois para bom entendedor uma virgula faz entendimento.


3 comentários:

  1. A politicagem se tornou algo rentável, neste país...portanto se o Sr Bolsonaro se encontra neste meio e ainda seus dois filhos o acompanham, á mim ele não difere dos que estão neste meio...Hora de revermos patriotismo com "P" maíusculo.

    ResponderExcluir
  2. Eu não vejo o Bolsonaro como mais um. Acredito no propósito dele.

    ResponderExcluir
  3. Eu não vejo o Bolsonaro como mais um; acredito nele.

    ResponderExcluir