terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Os comandantes são melancias sim! Transformando medalhas em "penduricalho".

Condecorada a MINISTRA que foi PIVOT de gigantesco IMBRÓGLIO entre Governo e Clubes MILITARES.


Todos lembramos. Mas, alguns fingiram que esqueceram. A Secretária Especial de Políticas para as Mulheres do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, Eleonora Menicucci, há apenas dois anos foi protagonista de episódio que rendeu uma das maiores confusões entre Dilma e Militares das Forças Armadas. Gerando um gigantesco abaixo-assinado que refletiu a grande insatisfação dos militares em relação ao governo DILMA e praticamente inaugurando a grande onda de manifestações de militares de todas as patentes contra o atual governo.
O Clube MILITAR havia publicado texto rechaçando declarações de Menicucci em uma cerimônia pública, onde se auto-elogiava ao mesmo tempo em que atacava as Forças Armadas por sua atuação durante o regime militar.
Dilma e equipe saíram em socorro de sua aliada e o CLUBE MILITAR, mesmo sendo entidade privada, se rendeu à pressão e acabou retirando o texto de seu site.

Veja um extrato do texto do CM, que foi apagado no dia seguinte à publicação.
Dois dias depois tomou posse como Ministra da Secretaria de Política para as Mulheres a Sra Eleonora Menicucci. Em seu discurso a Ministra, em presença da Presidente, teceu críticas exarcebadas aos governos militares e, se auto-elogiando, ressaltou o fato de ter lutado pela democracia (sic), ao mesmo tempo em que homenageava os companheiros que tombaram na refrega. A platéia aplaudiu a fala, incluindo a Sra Presidente. Ora, todos sabemos que o grupo ao qual pertenceu a Sra Eleonora conduziu suas ações no sentido de implantar, pela força, uma ditadura, nunca tendo pretendido a democracia.”
Após a retirado do texto vários oficiais generais, mesmo sob ameaça de punição, indignados, organizaram uma lista de assinaturas repudiando novamente as declarações e a intromissão do governo no Clube Militar. A lista, divulgada pelo site do hoje falecido Coronel Ustra, Revista Sociedade MilitarTernuma e outros meios  (que linkavam para o site Verdade Sufocada), engordou rapidamente e colheu centenas de assinaturas de oficiais generais de grande status (VEJA AQUI), milhares de oficiais de outras patentes e civis de varas categorias.
Houve mais ameaças de punição, alguns foram advertidos. Mas, nada de concreto foi feito contra os militares.
Essa semana, depois de apenas dois anos de passado o IMBRÓGLIO, o nome da  Ministra ELEANORA MENICUCCI volta a ser citada por oficiais generais. Contudo, desta feita a excelentíssima ministra e amiga da presidente Dilma não foi alvo de críticas. A senhora, que anteriormente disse que  lutou pela democracia ao enfrentar os MILITARES, foi agraciada com a Medalha Mérito Tamandaré, a maior condecoração da Marinha do Brasil.


                                                                  Almirante Leal Ferreira

A Medalha “Mérito Tamandaré”, criada pelo Decreto n° 42.111, de 20 de agosto de 1957, é destinada a agraciar autoridades, instituições e pessoas civis e militares, brasileiras ou estrangeiras, que tenham prestado relevantes serviços, no sentido de divulgar ou fortalecer as tradições da Marinha do Brasil, honrando seus feitos ou realçando seus vultos históricos.

Entre os homenageados estavam também o Presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, o Ministro do STF Luiz  Roberto Barroso, a ministra do STF Rosa M. Weber, os ministros dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues, do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias,  de Portos e Aeroportos, Helder Barbalho, da Ciência e Tecnologia, Celso Pansera, das Comunicações André Figueiredo, a presidente Câmara Distrital, Celina Leão, além de outras autoridades civis e militares.  

Sociedade Militar



3 comentários:

  1. Só gente fina condecorada.Eu nem uso mais a minhas medalhas.
    Perderam totalmente o significado, se é que algum teve.

    ResponderExcluir
  2. DESOLADOR! Mas, não me surpreendo nenhum pouco qdo se trata de BRASIL e aqui, existe o FORO DE SÃO PAULO e levam ao bueiro o que está bem claro na matéria..... "A Medalha “Mérito Tamandaré”, criada pelo Decreto n° 42.111, de 20 de agosto de 1957, é destinada a agraciar autoridades, instituições e pessoas civis e militares, brasileiras ou estrangeiras, que tenham prestado relevantes serviços, no sentido de divulgar ou fortalecer as tradições da Marinha do Brasil, honrando seus feitos ou realçando seus vultos históricos.

    ResponderExcluir
  3. Por que, em vez de apenas reclamarem, os militares (todos) não devolvem as medalhas que receberam ? Ou será que se sentem confortáveis sendo nivelados com essa mulher?

    ResponderExcluir