sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Tadinho dos "grafiteiros" (PICHADORES)

Ao contrário do que os veículos informam, os grafiteiros (pichadores) foram pegos pixando e depredando um comercio no SAARA, lógico que não justifica as agressões que sofreram, mas um pouco de tinta na cara foi bem feito.

As palavras escritas como sendo de autoria dos “grafiteiros” tem um vocabulário já bem conhecido e duvido sejam da lavra deles.

“Até quando os pré-conceitos vão oprimir cidadãos trabalhadores pra um mero prazer de satisfação ao ego, até quando pessoas assim ‘vão tomar conta da gente?’ Aliás, tomam conta de quem? De quem eles julgam certo ou errado? E se te julgassem errado ao visto deles? E se fosse com um filho seu? Sabe do que isso serviu? Serviu pra enfatizar o motivo do porquê estamos na rua, do porquê o hip hop existe, muito mais que um entretenimento e um compromisso, uma denúncia contra a raça opressora! Pra insatisfação de opositores só tenho a dizer que o movimento VAI CONTINUAR E MAIS FORTE QUE NUNCA!”


Sabemos bem a origem ideológica destas palavras, como também, chamar os supostos seguranças do SAARA de milicianos.

HORROR NO RIO DE JANEIRO GRAFITEIROS SÃO TORTURADOS POR MILICIANOS

Link: Milicianos?
O caminho para percorrer da Lapa a Central do Brasil (acesso ao Morro Santa Tereza), de onde os “grafiteiros relataram que vinham, pode ser bem mais curto se evitado o SAARA, percorrendo-se outras ruas quase que numa linha reta. Atá, mas eles preferiram andar bem mais àquela hora da noite, enfrentando o perigo de ruas escuras.
De imediato “direitos dos mano” saíram em defesa destes “artistas”, mas como bem disse Isabele Benito, do SBT RJ, não se preocuparam com o Direito dos comerciantes do SAARA em não ter seu comércio pichado e depredado.
O Jornal SBT Rio mostrou imagens da loja pichada recente e com depredações em sua fachada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário