sábado, 12 de março de 2016

99.5% dos promotores NÃO ASSINA nota contra pedido de PRISÃO de LULA Vejam o show da esquerda.

99.5% dos promotores NÃO ASSINA nota contra pedido de PRISÃO de LULA.

Vejam o show da esquerda. Decepção com alguns articulistas.


Só em Minas Gerais existem mais de 1.500 promotores. No Brasil inteiro são cerca de 14 mil (*). Portanto, 60 é uma amostra insignificante que de maneira alguma representa o pensamento da categoria.
Poderíamos então dizer, bem a moda esquerdista, que 99.5% dos PROMOTORES não assinaram manifesto condenando PEDIDO DE PRISÃO de Lula? Ou que 99% dos promotores APOIAM pedido de PRISÃO de LULA?
Todo promotor sabe de uma coisa. NÃO é ilegal, se de acordo com a visão do Ministério Público houver indícios para isso, pedir a prisão de qualquer pessoa. É uma ação inteiramente subjetiva. O profissional entende que a risco de fuga, risco para alguma testemunha ou outro motivo e decide pedir a prisão. Por isso existem os juízes. Aprovam ou não de acordo com seu juízo.
Nisso também querem endossar a tese de que LULA é um ser superior, digno de tratamento diferenciado. Podem pedir a prisão do João zinho, que roubou uma galinha, e ninguém faz manifesto ou abaixo assinado. Mas, com o LULA é diferente.
Acreditar que a atitude do Promotor Conserino foi precipitada é uma coisa, é uma opinião particular. Contudo, sabe-se que é extremamente antiético para um profissional da área emitir juízo público sobre decisão de colega. E é incomum que isso ocorra.  Apenas seis dezenas em um universo de mais de 14 mil destoaram da ética reinante no círculo. 
Mas, não se trata apenas de anti-ética, antes fosse.
A questão obviamente é política. Emitir uma nota dizendo, entre outras coisas que o Brasil está em risco de mergulhar em um estado de exceção é algo extremamente submisso a determinação da cúpula petista de criticar por todos os meios possíveis a busca pela justiça.

Não poderíamos deixar de mencionar que na lista de PROMOTORES que condenam a ação de MP de São Paulo estão alguns DOADORES de campanha do Partido dos Trabalhadores. Esse tipo de descoberta obviamente endossa a nossa tese de que o documento tem fins políticos.
Será a mesma pessoa, o candidato é de Pernambuco, é advogado, a procuradora é de Paernambuco!
Vejam aqui
Se trata de franca tentativa de intimidar a juíza e outros possíveis pedidos de prisão que obviamente estão por vir.
Na nota assinado por 60 promotores percebe-se alguns trechos bastante identificados com a determinação da esquerda de enquadrar como golpista qualquer ação para apurar os crimes de Luis Inácio Lula da Silva.
Ressaltamos um trecho em que os ilustríssimos membros do Ministério Público colocam a culpa da POLARIZAÇÃO nas forças insatisfeitas com a condução do país.
Vejam o texto do grupo insignificante de promotores.
”Os/as Promotores de Justiça, Procuradores/as da República e Procuradores/as do Trabalho abaixo nominados/as, integrantes do Ministério Público brasileiro, imbuídos da defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos direitos fundamentais, individuais e coletivos, previstos na Constituição Federal de 1988, vêm a público externar sua profunda preocupação com a dimensão de acontecimentos recentes na quadra política brasileira…
Neste contexto de risco à democracia, deve-se ser intransigente com a preservação das conquistas alcançadas, a fim de buscarmos a construção de uma sociedade livre…
Mostra-se fundamental que as instituições que compõem o sistema de justiça não compactuem com práticas abusivas travestidas de legalidade, próprias de regimes autoritários, especialmente em um momento em que a institucionalidade democrática parece ter suas bases abaladas por uma polarização política agressiva, alimentada por parte das forças insatisfeitas com a condução do país ”
Prezados promotores. As forças insatisfeitas com a condução do país prezam pela união nacional, amam as cores da bandeira e desejam que todos se foquem na reconstrução de um país cada vez mais justo, sem privilégio com base em ideologias políticas. TODOS sabem que foi a esquerda que destruiu a coesão nacional. Dividiu a sociedade em diversos nichos, onde infiltrou seus ativistas assalariados para que cada grupelho fosse devidamente transformado em um pelotão de fanáticos do exército esquerdista.

Não senhores sessenta promotores. As bases institucionais desse país ainda não estão abaladas. Uma das provas disso é o simples fato de coerente ou não existir ainda a oportunidade de enquadrar na lei um ex-presidente da república. Ele tem todo o direito ao contraditório e ampla defesa. Como tem qualquer cidadão.
Estranha-nos e decepciona bastante o fato de um grupo, pequeno que seja, de promotores, indo contra sua atividade fim, posar de advogados de Luiz Inácio Lula da Silva.

2 comentários:

  1. Agora, quando o sangue começar a rolar pelas nossas cidades, elementos como esses estarão onde?! Debaixo da saia de quem?! O Estado brasileiro está sendo corroído, gradativamente e,urge que pulhas, destarte, mostrem mesmo a cara para separarmos o joio do trigo.

    ResponderExcluir