sexta-feira, 18 de março de 2016

Articulam contra Moro, estamos numa ditadura.

A “nata” PTista se articula enquanto o governo cai, sinal que vão resistir. Idiotas mortadeleiros junto aos “letrados” e iletrados que somam no máximo 5% da sociedade tentam, num ultimo suspiro, reverter a situação, pedindo a prisão do Juiz Sergio Moro.
Isso enquanto a Associação de Juízes Federais do Brasil (AJuFe) manifesta total apoio a Moro, veja a nota da AJuFe.


Ah, vá!

É ridiculamente tragicômico: 5% de vagabundos que apoiam ladrões, querendo que botem na cadeia o Juiz que se tornou um herói nacional para 95% da população!


Estamos numa derradeira caminhada, que parece não ser pacifica, eles parecem querer sangue e guerra.

Assim. nos relata, O Antagonista
“Moro constrói caminho contra Estado de Direito, dizem juristas na USP”.
O título é da Folha de S. Paulo, em mais um ataque à Lava Jato. Um dos juristas citados pelo jornal, Sergio Salomão Schecaira, pediu a prisão de Sergio Moro, repetindo o bordão: “Moro na cadeia”. Sergio Salomão Schecaira é um jurista para lá de suspeito.
Ele sempre apoiou o mandante da ORCRIM, Lula, e sua principal comparsa, Dilma Rousseff. Outros juristas mencionados na reportagem são Marcelo Semer, colaborador dos blogs da ORCRIM, e Fabio Konder Comparato, velho advogado do MST. A imprensa massacrou o juiz que concedeu liminar impedindo Lula de assumir a Casa Civil porque ele participou de um ato pelo impeachment.

Vão realmente querer Guerra e derramamento de sangue?

Dilma disse que irá tomar as providencias cabíveis:
"Em muitos lugares do mundo, quem grampear um presidente vai preso se não tiver autorização da Suprema Corte. Vou tomar as providências cabíveis". (Com informações de O Antagonista)

Aldo Rebelo se reúne com militares

Aldo Rebelo, o ministro comunista, se reuniu com o alto comando das forças armadas, não se sabendo o que foi tratado. Se sugerem que as Forças Armadas lhes darão apoio neste momento delicado, se enganam, além dos comandantes existem as Instituições, estas sim merecedoras de confiança.

Cada país tem sua legislação e, se o Juiz Sergio Moro fez os grampos, o fez dentro de sua autoridade e embasamento legal. Então, o que pretendem?
Serão meras ameaças para “instigar” sua militância idiotizada e desesperada?
Irão mesmo tentar prender Moro?
O que foi tratado nesta reunião do ministro comunista com os militares?
Será que propôs contensão de uma revolta popular após a prisão do Juiz?
Qual Corporação fará este serviço sujo e qual juiz vai assinar isso?





Nenhum comentário:

Postar um comentário