terça-feira, 1 de março de 2016

Como o mito governaria o país? Como ditador ou corruptor?


Para deixar bem claro, informo que não tenho nada contra o senhor Bolsonaro como pessoa, entretanto ,como político eu o acho incoerente!
Quando ele deixar o sentimento patriótico superar a sede pelo poder, eu certamente voltaria a apoia-lo.
Governar o Brasil com 35 partidos políticos, com uma diversidade de ideias, diferente totalmente dos Estados Unidos (democrata e republicano)
Obs: 
Apesar do panorama com fartas opções de candidatos, "99% dos americanos eleitos, em todos os níveis, são democratas ou republicanos", segundo Sandy Maisel, titular da cadeira William R. Kenan Jr. do Departamento de Governo de Colby College e especialista em partidos políticos e eleições nos EUA. "Há muito poucos independentes e virtualmente nenhum de partido menor."



                               Seria esta sua "base aliada"?
Uma pergunta que os bolsonaristas não conseguem responder!
Como o mito governaria o país?
Vamos lá:
Por decreto (seria um ditador)
Não tendo a base aliada teria que acordar, usando das mesmas práticas corriqueiras do toma lá da cá! (Seria também um corruptor?)

Pedindo uma intervenção militar! (A sede pelo poder não o deixa coadunar com a ideia), logo se pedisse em seu governo, seria um contraditório, pois hoje deixa claro que não apoia, já se manifestou que é a favor da democracia. Que democracia? A que ele mesmo enfatiza que estamos vivendo em uma ditadura comunista (analisar os seus vídeos)
Bolsonaro faz questão de citar aos 2 min e 20 seg do vídeo: "Nós das Forças Armadas somos o ultimo obstáculo para o socialismo, que é o nome "fantasia" do comunismo".

Assim é o Brasil, endossado por parte de uma sociedade incauta, inculta e alienada, que prefere a prática do político menos pior, a lutar por uma ação contundente que trará resultados .

Então, qual a doce palavra que os defensores gostariam que eu utiliza-se?
Ele mais do que ninguém sabe que, o sistema presidencialista e a constituição precisam ser mudados!
Caso ganhe, que eu acho pouco provável, com as urnas de primeira geração e que não aceitam ser auditadas, sofreria um impeachment relâmpago !
Se todos os bolsonaristas, aceitam as urnas que possuímos como base de apuração fidedigna, tenho que admitir, porque não serve para a Dilma e servirá para o mito?
Então há um jogo muito grande de alienação ideológica. Resumindo, o que não serve para eleger a Dilma, também não pode servir de base para eleger o mito, ou esqueceram que a presidente vetou a lei do mito?
Quando os que se dizem intervencionistas, tomarem vergonha na cara, e não apoiarem a sede de poder do camarada, aí talvez os seus súditos irão começar a questiona-lo, o porque de não apoiar os intervencionistas!
O “mito” se diz representante dos militares, mas ao invés de se unir ao povo e aos militares na luta por intervenção se uniu ao Marcelo, pedinte dos revoltados online, e ao Lobão, "ex maconheiro", que esta pedindo impeachment!
Aí você me pergunta, então quem eu apoiaria?
Enfatizo, UMA INTERVENÇÃO MILITAR URGENTE, até que a casa seja arrumada!

E depois eu certamente votaria no mito dos bolsonaristas!
Hoje a minha consciência, a minha formação familiar, a minha instrução e a minha cultura, não permite que eu seja um coparticipante de mais um aventureiro, que será jogado aos lobos para ser devorado!
Acho que fui claro o suficiente, se não entendeu, por favor, releia quantas vezes for necessário!
O BRASIL PRECISA DE MUITO MAIS DO QUE UM AVENTUREIRO!
PRECISA DE UMA INTERVENÇÃO MILITAR URGENTE!
Por Sentinelas Patriotas



Nenhum comentário:

Postar um comentário