sexta-feira, 4 de março de 2016

Amigos patriotas, tirem as suas conclusões!


O pastor EVERALDO, presidente do Partido Social Cristão (PSC) endossou nessa quarta-feira, 2 de março, a filiação de Jair Bolsonaro ao seu partido. No mesmo evento confirmou-se a  pré-candidatura de BOLSONARO à Presidência da República nas próximas eleições presidenciais.
O acordo do PSC com BOLSONARO é simples. Segundo o jornal EXTRA, se nas pesquisas de intenção o capitão alcançar 10% de intenções de voto, será o candidato do PSC. O Pastor Everaldo nesse caso parece ser mais duro com BOLSONARO do que foi consigo mesmo.
Nas pesquisas para as eleições de 2014 Everaldo chegou a alcançar 4%, mas, nas eleições obteve apenas 0.75% dos votos válidos, números muito menores do que os que exige atualmente para que Jair Bolsonaro represente sua legenda. Atribui-se o fracasso de EVERALDO a um fraco poder de argumentação.

Nas últimas pesquisas o deputado Jair Bolsonaro alcançou mais de 5% das intenções, o que equivale a mais de 7 milhões de votos. Levando-se em consideração que o político ainda não possuía uma candidatura oficializada isso é um grande feito. Quem, como a Revista Sociedade Militar, acompanha o candidato ha algum tempo, acredita que nos debates o deputado, que não tem “rabo preso” com empresários ou movimentos sociais, deve ser capaz de desconstruir completamente o discurso politicamente correto da maior parte dos candidatos da esquerda, crescendo então significativamente, a ponto de encostar rapidamente nos candidatos dos “grandes” partidos.
Bolsonaro pode ser considerado como o candidato da “nova direita” que cresce no país na medida em que a sociedade “desperta” do sono esquerdista, que atirou o país no caos econômico, social e MORAL. Nas redes sociais o candidato já é mais mencionado que nomes conhecidos da política, como MARINA SILVA e CIRO GOMES. Alguns articulistas já o chamam de Donald Trump brasileiro, por causa de seus discursos sem “papas na língua”. 

O deputado-militar, embora hoje seja visto como conservador, já teve seus tempos de progressista, quando nos primórdios de sua carreira política, em busca de melhores condições salariais para os militares, enfrentou os generais que governavam o Brasil. Contudo, Jair Bolsonaro cada vez mais ganha status de candidato conservador, liberal, direitista e todos os adjetivos que contenham em si a ideia de “anti-esquerdista”. Bolsonaro é porta voz de propostas conservadoras tidas como já pacificadas para a maior parte da sociedade brasileira, como meritocracia, redução da maioridade penal e porte de arma para cidadãos com conduta ilibada.
Marcos Feliciano – Eu me lembro de quando entrei no partido e perguntei ao presidente Everaldo que tipo de partido nós éramos. Ele falou: de centro. Com a vinda do Bolsonaro, fico feliz pois passamos, definitivamente, para a direita. Somos agora um partido de direita. Disse o Deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP).
Bolsonaro também se posiciona contra a política externa do governo atual, feita com base em ideologias fracassadas, que faz com que o governo brasileiro seja visto internacionalmente como incoerente ao apoiar ditadores como Nicolas Maduro e Raul Castro.
Se depender da militância, que o chama de “mito”, o capitão-deputado poderá contar com milhares de cabos eleitorais empolgados e convencidos de que ele poderá vencer as próximas eleições presidenciais.  
Um paradoxo interessante é o fato de grande parte dos apoiadores de Jair Bolsonaro ser ao mesmo tempo adeptos da “intervenção militar, ação que obviamente não é apoiada pelo político, já que é um deputado com mandato, têm vários filhos cumprindo mandato e pretende se candidatar para a presidência do país.



Está aí o vídeo para quem quiser ver e ouvir a contradição do camarada, nós estamos engolindo a seco o ministro do PCdoB!
Com certeza ele tem seus méritos!
Mas ele não fez apologia ao ministro?
Nota em 2012 vejam!
da Folha de S.Paulo, em Brasília
Defensor da pena de morte, o deputado federal e capitão da reserva do Exército Jair Bolsonaro (PPB-RJ) apareceu de surpresa ontem na Granja do Torto para fazer lobby pela indicação do deputado comunista Aldo Rebelo (SP) para a Defesa.
"Vim tentar um espacinho na agenda do Lula para desmentir essa história de que o Aldo tem restrições nas Forças Armadas. Pelo contrário, é uma pessoa que entende do assunto e tem grande respeito", disse ele, que votou em Ciro Gomes (PPS) no primeiro turno e em Lula, no segundo.
Segundo Bolsonaro, não é estranho um representante histórico da direita trabalhar em favor de um esquerdista. "As coisas mudaram. Hoje, comunista toma uísque, mora bem e vai na piscina."
Sem horário marcado, o deputado esperou por 45 minutos por uma chance de falar com Lula, mas ele não apareceu. No meio da tarde, com o início de uma forte chuva, ele foi embora.
Link: folha UOL
Amigos patriotas, tirem as suas conclusões!
Primeiro Intervenção, depois Bolsonaro Presidente!


Estou tentando alertar, que somente uma intervenção militar hoje pode salvar o Brasil , retirando todos e fazendo uma limpeza na casa .
O que houve, em 2012 apoiou Aldo Rebelo para o Ministério da Defesa e agora em frente as pessoas fala que não está engolindo?
Contraditório não?
Sentinelas Patriotas (Adilson Braz)

video

Vídeo na íntegra: Bolsonaro
Alguns grupos organizados de militares das Forças Armadas devem se empolgar com a informação de que Bolsonaro será candidato a PRESIDENTE. O motivo principal é que com sua “não candidatura” para DEPUTADO, mesmo que Bolsonaro indique um de seus filhos, haverá possibilidade do Rio de Janeiro eleger até CINCO militares ligados às Forças Armadas e auxiliares para o cargo de DEPUTADO FEDERAL, montando então a tão sonhada BANCADA MILITAR.
Membros do PARTIDO militar tem se posicionado nas redes sociais como apoiadores de BOLSONARO em sua candidatura para presidente do BRASIL. Bolsonaro compareceu a encontros da legenda – ainda em formação – realizados no Rio de Janeiro.

Sociedade Militar


Nenhum comentário:

Postar um comentário