quinta-feira, 7 de abril de 2016

Começou a guerra? MST tocaia policiais e se dá mal.

MST faz tocaia e atira contra policiais. PM revida, mata 02 e fere vários outros no Paraná



 Esses MST são aqueles que invadiram um empresa, causaram vários danos e prejuízos a empregos e a pesquisas em duas cidades, além de desfilarem armados. A PM foi emboscada, revidou e matou. A situação é tensa.





PRO COLO DO CAPETA
Dois sem-terra foram mortos e vários ficaram feridos em um confronto com a Polícia Militar, nas imediações do acampamento Dom Tomás Balduino, em Quedas do Iguaçu, no Oeste do Estado, na região de disputa territorial entre o MST e a empresa Araupel.

A CONVERSINHA MOLE DOS INVASORES LULO-PETISTAS
“Nossos companheiros saíram em grupo para fazer uma vigília, como sempre é feito aqui no acampamento, quando um grupo de seguranças da Araupel, jagunços e policiais saíram do meio do mato já atirando”, acusou um dos integrantes do movimento, Rudimar Moisés.
“O pior é que, neste momento, os policiais cercam nossos companheiros deste grupo e não deixam a gente se aproximar a eles, nem para atender aos feridos ou retirar os corpos dos mortos”, disse.

A VERDADE: MST FAZ EMBOSCADA E LEVA A PIOR
Já a Secretaria Estadual de Segurança Pública enviou nota dizendo que policiais da ROTAM (Ronda Ostensiva Tático Móvel) e uma brigada de incêndio da empresa Araupel foram até o local para combater as chamas. Mas antes de chegar até, foram alvo de uma emboscada. Ainda segundo a Sesp, mais de 20 pessoas do Movimento Sem Terra (MST) estavam no local e começaram a disparar contra as equipes da PM, que reagiu ao ataque.
Durante o confronto, dois sem terra morreram e seis ficaram feridos. Com eles, a polícia apreendeu uma pistola 9 milímetros e uma espingarda calibre 12.
O restante do grupo se embrenhou na mata. “A PM enviou equipes para o local para resgatar as vítimas — inclusive um helicóptero para remover os feridos. Além disso, foram destacados policiais militares e civis para a região com o objetivo de reforçar a segurança – uma vez que há uma briga judicial envolvendo o MST e a empresa Araupel”, diz a nota, informando, ainda, que a Polícia Civil já abriu um inquérito para apurar os fatos.
(Com informações de Paraná Portal via TV Tarobá) (Com foto de arquivo da Gazeta do Povo e internet)

5 comentários:

  1. Tem que matar três com uma bala só para não dar prejuízo ao estado,pois cada munição gasta é ônus para nós trabalhadores pagarmos,é fogo neste bando de bandidos e vagabundos.

    ResponderExcluir
  2. LUCIA HELENA FIRMINO7 de abril de 2016 16:12

    SEMPRE SÃO ELES AS VITIMAS.. GENTE QUE NUNCA ASSUMI SEUS FEITOS

    ResponderExcluir
  3. A situação no interior do Brasil.Está numa desordem pública.Enquanto os cidadãos dos municípios trabalham pagam seus impostos.Essa corja de bandidos do mst comandado pelo pt .Ameaçam os cidadãos estão aterrorizando os municípios.

    ResponderExcluir
  4. Esses caras do MST, são uns coitados, servem de massa de manobra. Ontem saiu que o INCRA já distribui terra e dinheiro para mais de trinta mil mortos, para milhares de empresários, políticos, apadrinhados etc...e eles continuam acreditando e apoiando esse governo. Hoje se sabe são Perto de 500 mil sem terra, com esse dinheiro todo e terra que foi distribuída nesses últimos anos, daria para assentar todos os sem terra.

    ResponderExcluir
  5. ja eta paando da hora do povo tomar uma iniciativa ,a de nao aceitar que essa corja passem por suas cidades nao vender nada pra essa corja e quando acontecer a policia tem que acompanhar esa escoria pra evitar que invadam terras nos municipiosb por onde passam

    ResponderExcluir