quarta-feira, 27 de abril de 2016

PMERJ com fins políticos nunca deu certo

Uma síntese dos últimos governos e suas políticas de segurança utilizando a PMERJ.


1989- Moreira Franco prometeu como meta acabar com a violência em seis meses, utilizou a PMERJ. Moreira não cumpriu o que prometeu;

1993 -Brizola inaugura a era dos direitos humanos, proíbe a incursão em comunidades e obriga a nominar meliantes como cidadão, oferece moradia a policiais militares nos CIEPS, usou a PMERJ. A política de governo do Brizola foi um fracasso.

1997- Marcelo Alencar contra a vontade dos oficiais PM, instituiu a promoção por bravura pecúnia, promoção por tempo de serviço para praças, pôs a frente de SESEG o General Cerqueira, acordou com as forjas TAURUS e disponibilizou a tropa pistolas 380mm descontadas no contra cheque em 10 vezes sem juros, SEGUNDO OS OFICIAIS PM ESSES ATOS AFUNDARAM A INSTITUIÇÃO e nenhum governo deu continuidade a estas políticas PRÓ-TROPA;

2002- GAROTINHO cria o ISP- Instituto de segurança pública visando unificar as polícias Civil e militar, chegou a declarar "o último apaga a luz" pôs o CEL UBIRATAN para dirigir, hoje o ISP é um Instituto de estatísticas e cabide de emprego, criou também os polígonos de segurança que se constituíam em por uma viatura da PM sucateada com giroscópio ligado embaixo de um toldo branco onde o PM não tinha lugar para comer e fazer necessidades básicas. Tudo isso usando a PMERJ, todas essas ideias não deram certo.
A maquiagem aplicada com a adesivação de “Nova Polícia” nas sucatas de viaturas procurou esconder que tudo ainda era velho.

2006- Benedita da Silva assume e revoga o RDPMERJ, editando uma versão mais humana do regulamento. Inaugurou a era do zepellin que patrulhava a cidade de acordo com a direção que o vento o levasse, os condutores eram oficiais da PM. Seu governo durou seis meses e no governo ROSINHA GAROTINHA foi tornado sem efeito o RDPMERJ de Benedita e ressucitado o falecido e COVARDE RDPMERJ. Jogou-se no lixo o zepellin, ou seja, usou a PMERJ, tendo ao final de 2 governos NADA dado certo.

2007 a 2016 Sérgio Cabral e Pezão usam a PMERJ que além de militarizada é internamente tirana com as praças e uma instituição policial militar que não se entende com a PCERJ, usam-na para ocupar sem confronto áreas dominadas pelo tráfico. No governo Cabral o CEL PM Mário Sérgio positiva a pena disciplinar do RDPMERJ e os praças sabiam quanto tempo de prisão equivalia cada tipo de transgressão. Houve lobby dos oficiais e o RDPMERJ foi represtinado e voltou a ser covarde como sempre foi, as UPPS faliram transformando-se em fábricas de matar PRAÇAS PMS bem como todos os territórios ocupados voltaram a ter bandidos armados e vendendo entorpecentes.... OS PMS APOSENTADOS NÃO RECEBEM APOSENTADORIAS.... POR QUE TODOS ESSES GOVERNOS USARAM A PMERJ E SEUS PLANOS DE GOVERNO NÃO DERAM CERTO? Amigos, a PMERJ está agonizando.... 
Resultado: Uma sucessão de fracassos!
NÃO VOTEM EM NINGUÉM QUE NÃO SE PROPOR POR ESCRITO A:
EXTINGUIR O HCPM E INSTITUIR UM PLANO DE SAÚDE PARA O PM;
EXTINGUIR O RANCHO;
EQUIPARAR EM DIREITOS E OBRIGAÇÕES OFICIAIS E PRAÇAS;

EXTINGUIR A PENA DISCIPLINAR PRIVATIVA DE LIBERDADE.
A conclusão é: 
SE ALGUM GOVERNANTE QUER SER BEM SUCEDIDO EM SUAS POLÍTICAS DE SEGURANÇA PRIMEIRO PRECISA APLICAR REFORMAS PROFUNDAS NA INSTITUIÇÃO PMERJ.
Alexis Giestal da Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário