terça-feira, 19 de abril de 2016

Pra pensar...


Tortura é um ato abominável. Concordo.
Porém vamos a uma situação hipotética, mas que já ocorreu diversas vezes pelo mundo e, INCLUSIVE durante o regime militar no Brasil.
Terroristas explodem uma bomba num aeroporto, ou numa estação do metrô (por exemplo) e matam dezenas de pessoas... prometem agir dessa forma covarde, outras vezes, em diversos locais diferentes e, ameaçam diretamente a sua família.
Você consegue pegar um. Esse verme - porque terrorista é pior que verme - diz na sua cara: - "Nós vamos continuar explodindo essa raça de merda que vocês chamam de inocentes..." No dia seguinte, os comparsas desse VAGABUNDO PRESO explodem outra bomba que mutila mulheres e crianças que voltavam para casa, só pra atingir um alvo que consideram inimigo, exigindo libertação do vagabundo preso e garantindo que não vão parar...
Como você vai impedir a morte de outros inocentes?
Como vai proteger a população?
Vai fazer carinho e alimentar com amor esse DESGRAÇADO DOENTE para saber onde se escondem e quem são seus "cumpanheiros"?
Vai deixar o tempo passar e assistir, dia após dia, outros atos terroristas?
Vai esperar o preso ter consciência e resolver entregar seus iguais?
Ou vai dar-lhe umas porradas até que entregue o grupo todo de forma a SALVAR MILHARES DE VIDAS ?
Se você, por algum momento, pensou nessa última hipótese, conseguiu entender o porquê ocorrem atitudes execráveis num momento de exceção.
PAREM DE SER HIPÓCRITAS e PUROS.



Se você tivesse trabalhado a vida toda e, quando se aposenta - velho e doente - sofre a covardia de ver sua família passando fome, tudo porque o Estado OPTA por não pagar os salários dos INATIVOS, devido a um ROMBO criado por políticos ladrões que, há anos se aboletaram no poder e arruinaram o Estado. Daí você se encontra sentado na calçada, contando moedas para tentar comprar um pão e assiste na tv da padaria, os mesmos políticos que te colocaram naquela situação, curtindo o DINHEIRO ROUBADO, com salários gordos pagos regiamente em dia, sorrindo sordidamente e negando qualquer culpa dizendo: " - Eu não sei de nada. Vamos pagar quando pudermos. Estamos tentando resolver..." Daí vc encontra com um desses, bem na sua frente, naquele momento, ao vivo, estacionando sua Mercedes zero, bem ao lado de onde você está. Saindo do carro sacando, na sua frente o CARTÃO CORPORATIVO para adentrar no mercado e comprar queijos e vinhos, aos risos no celular de última geração. Bradando que vai pegar um jatinho para encontrar seus companheiros em Angra, ou em Mangaratiba (por exemplo)... O que você faz?
Baixa a cabeça?
Chora pela sua falta de sorte?
Ou, usa o resto das forças que tem para arrebentar o canalha e exigir o que lhe é de direito por ter trabalhado a vida toda?
Parem de ser HIPÓCRITAS.
Vocês acabaram de justificar a violência e até a abominável tortura.
ESTAS SITUAÇÕES NÃO SÃO TÃO HIPOTÉTICAS. A primeira ocorreu - diversas vezes - provocada por grupos terroristas, iguais ao da Dilma, que queriam implantar o Comunismo e a barbárie.
A segunda, ocorre hoje, no Estado do Rio de Janeiro, em alguma esquina, todos os dias.
É fácil julgar os outros quando se está com o rabo na cadeira, tomando cerveja e se divertindo, sem olhar para o lado... Sem enxergar as desgraças que essa corja de ratos e bandidos fizeram ontem, estão repetindo hoje e, com certeza farão com você, ou algum membro de sua família amanhã.
PRA PENSAR ...


Enquanto pensamos de outra forma, vamos ouvindo o hino dos palhaços, que fizemos por merecer.
video

Nenhum comentário:

Postar um comentário