terça-feira, 19 de abril de 2016

Secretaria de Direitos Humanos cobra punição a Jair Bolsonaro?


A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência divulgou uma nota de repúdio a Jair Bolsonaro (foto), por ter homenageado o torturador Carlos Alberto Brilhante Ustra em seu voto a favor do impeachment.
Diz o texto:

"A impunidade a figuras como o torturador Brilhante Ustra reflete na liberdade com a qual certas figuras públicas continuam pregando ódio, morte, tortura e violência, e que o façam reiteradamente, sem que sejam devidamente responsabilizadas por isso"

O que eles consideram pregação de ódio, morte, tortura e violência foram palavras, que se verídico, não foi tão impactante como a demonstração em gesto de Jean Wyllys, que esta mesma secretaria se omite em nota. A cusparada sobre seus pares deputados foi nociva, já que não se sabe o que infecta aquela boca de imundices e sandices.

2 comentários:

  1. Jair Bolsonaro é o melhor Deputado do país!

    ResponderExcluir
  2. Esses caluniadores têm o apoio da mídia podre. Por que eles não conseguem ver ódio nos discursos dos integrantes da Cut, MST, Lula muitos outros petistas e apoiadores. Alguém tem que colocar esses bandidos no lugar deles.

    ResponderExcluir