sábado, 28 de maio de 2016

A "atuação" da ministra da agricultura Katia Abreu (PMDB-TO)


Isso é grilagem de terra e da maneira mais sórdida que podia ser perpetrada, que é travestindo essa violência contra pessoas humildes e hipossuficientes,  como ato legal via força coercitiva do poder constituído. Crime, desonra,  infâmia e bandidagem.


Fazendo do cargo público um “negócio” milionário, usando a máquina pública contra pessoas humildes. Para eles/elas, não bastam as benesses e “malesses” do cargo, querem é enriquecer mesmo que isso custe a desgraça de pessoas e famílias que dependiam do que lhes foi tomado (roubado) de forma ilegal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário