domingo, 15 de maio de 2016

Comunistas comem criancinhas? Comem sim, de diversas maneiras!


O ex-assessor da Casa Civil da Presidência da República Eduardo Gaievski foi condenado a 18 anos e um mês de prisão pelos crimes de estupro de vulnerável, estupro presumido e estupro qualificado. A sentença foi dada no Fórum de Realeza, no Paraná. Gaievski trabalhava diretamente com a então ministra Gleisi Hoffmann, que deixou o posto para disputar o governo do Paraná. Ele foi demitido em agosto do ano passado, quando VEJA revelou as acusações de abuso sexual de menores.

Outras variedades de se "comer" criancinhas são especialidade de comunistas que, visando sempre lucrar com as mazelas da sociedade, diversificam cardápios e outras artimanhas.

Ainda no Brasil tivemos conhecimento da especialidade de uma véinha que posou ao lado de Dilma, ela é especialista em abortos sem ajuda profissional. Aprendeu a “arte” na Colômbia e voltou para disseminar o aprendizado aqui.


Ela integrava uma ONG para ensinar às mulheres o, atenção!, “autoaborto”. E dizia para as mulheres: “faça você mesma o seu aborto”, ou seja, promovia abertamente um crime contra a vida num país cuja esmagadora maioria da população é contrária ao aborto.
Eleonora pediu a substituição de médicos que, por objeção de consciência (DIREITO DOS MÉDICOS), se negassem a praticar o aborto. Vejam a reportagem do Estadão.

Com qual propósito estariam incentivando abortos no Brasil? Qual o propósito de ensinar o aborto sem ajuda de um profissional da área médica? Seria o comercio? Em se tratando da escória esquerdista do Brasil é de se questionar.


Sopa de feto, iguaria da culinária chinesa
O feto escolhido quase sempre é de menina, pois as meninas na China, sobretudo nos lugarejos mais pobres não são bem recebidas pela família. Isso explica o numero gigantesco de crianças do sexo feminino que são abandonadas em todo o país. 

Não tardou para que compradores especializados em “carnes nobres” descobrissem no comércio dos fetos abortados um filão. Os chineses começaram a acreditar que como o feto humano contém um grande numero de células tronco, o consumo dessa carne humana traria grandes benefícios para a saúde. 

Substancia negra fetal e a Drª  Hilda Molina

São muitos os que suspeitam de que a tirania castrista não trafica só drogas, prostitutas e escravos, mas também os embriões humanos que obtém, graças aos cem mil abortos que se praticam em Cuba todos os anos”.


“Cientistas cubanos do CIREN - Centro Internacional de Restauração Neurológica - descobriram, empiricamente, o que chamam “substância negra fetal”, constituídas por células raquidianas e pelo tecido neuronal de um ser humano nonato (vulgarmente, “embrião”). Os cientistas cubanos descobriram também que a substância negra fetal, transplantada a um indivíduo adulto, ajuda notavelmente à regeneração do tecido nervoso. ‘Graças à substância negra fetal - um de seus descobrimentos - o CIREN ganhou fama no mundo inteiro, por conseguir a reabilitação cerebral de muitos pacientes. Claro que para que a substância negra fetal possa ser transplantada, o embrião - o ser humano nonato - deve estar inteiro e latente, quer dizer, vivo”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário