sábado, 28 de maio de 2016

Especialistas de várias partes do mundo pedem o cancelamento das olimpíadas no Brasil


Custo das 'olimpíadas de 2016' já passa de R$ 38 bilhões de reais. As obras para os jogos, superfaturadas descaradamente, também estão na mira da Lava Jato.


Especialistas de diversas áereas e cientistas dizem que as Olimpíadas do Rio 2016 tem alto potencial de dar algum tipo de 'treta' da pesadas.
Um dos motivos é o Vírus Zika, que a imprensa em geral deixou de falar achando que está tudo as mil maravilhas, H1N1, e, também a real possibilidade de atentado terrorista em face da participação de delegações de países inimigos declarados do Estado Islâmico.


A verdade é que essas Olimpíadas não deviam ter sido trazidas ao Brasil, e assim como a Copa só servem para bandidos políticos enriquecerem ilicitamente junto do Cartel das Empresas corruptas pegas na Lava Jato.
Pura bucha.
Mas tem idiota que acha que é uma 'boa oportunidade de mostrar o Brasil ao mundo'.
Baléla.
O mundo todo já está vendo que zona é o Brasil, sobretudo, em face da politicagem, criminosa, cretina e enojante.




CIENTISTAS ENVIAM CARTA A OMS PEDINDO O CANCELAMENTO DOS JOGOS
Em carta aberta enviada à OMS (Organização Mundial da Saúde), um grupo formado por mais de 100 cientistas internacionais afirma que os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro deveriam ser transferidos ou adiados em decorrência do surto de vírus Zika. Os especialistas dizem que descobertas recentes sobre o zika tornam "antiética" a manutenção dos Jogos no Rio.
Na carta, os cientistas também pedem que a OMS reveja com urgência suas recomendações sobre o Zika, um vírus relacionado a uma série de problemas no nascimento, incluindo microcefalia.
A carta ainda diz que o adiamento ou a transferência dos Jogos também "diminui outros riscos trazidos por uma turbulência história na economia, governança e na sociedade do Brasil - que não são problemas isolados, mas que fazem parte de um contexto que tornam o problema do Zika impossível de resolver com a aproximação dos Jogos". Em maio, o Comitê Olímpico Internacional disse que não vê razões para atrasar ou transferir os Jogos por causa da doença. No Brasil, a explosão da enfermidade transmitida pelo mosquito Aedes aegypti aconteceu há um ano - hoje mais de 60 países e territórios são afetados pela doença. A carta afirma que o Zika está relacionado à microcefalia (crescimento do crânio abaixo da média) em recém-nascidos e que pode trazer síndromes neurológicas raras e às vezes fatais a adultos.
O documento é assinado por 125 cientistas, médicos e especialistas em ética médica de instituições como as universidades de Oxford, no Reino Unido, Harvard e Yale, ambas nos Estados Unidos. ***(Com BBC via G1)

A FARSA DAS OLIMPÍADAS -  ARQUIVO




Nenhum comentário:

Postar um comentário