sábado, 14 de maio de 2016

General que criticou Comissão da Verdade e disse que ESPADA está vigilante é escolhido por TEMER para chefe do GSI, que também comanda a ABIN

“A espada, senhores generais, tem estado vigilante, sempre ao lado do nosso povo, na defesa da democracia e das instituições, oferecendo-lhes proteção contra aventuras, aventureiros ou radicalizações descabidas  que tentem conduzir-nos a rupturas sociais…”


As palavras acima, proferidas por Etchegoyen e entendidas por muitos como uma advertência contra os chamados “exércitos da esquerda”, foram divulgadas pela Revista Sociedade Militar no final de 2015, por ocasião da promoção de oficiais generais do Exército Brasileiro.

Militares desassombrados e que não trocam sua dignidade pela carreira existem muitos, na ativa e na reserva. O General  Sérgio Westhpalen Etchegoyen é um deles.

Poucos não militares, e muito menos a mídia nacional perceberam, mas desde o acirramento da polarização dentro do país incrementada pela esquerda, as Forças Armadas têm se preparado para um enfrentamento interno com potencial de ocorrer a qualquer momento.
Alguns sinais foram bastante perceptíveis, a frase acima citada foi um deles, as declarações de Mourão e principalmente a sua permanência dentro dos quadros da ativa, também.

O Exército Brasileiro implantou em sua homepage um recado sutil, mas ao mesmo tempo gigantesco, informando a instituição está sim atenta ao que ocorre no país. “Exército Brasileiro, O Exército” significa que só existe um EXÉRCITO e que a força repudia, não admitirá e está pronta para eliminar qualquer outro grupo que se autodenomine como “exército” em nosso país.

Em episódio bastante recente, quando a Comissão da Verdade divulgou relatório citando seu pai, Léo Etchegoyen, o General Sergio Etchegoyen, ainda na ativa, disse em alto e bom som que o relatório da comissão queridinha de Lula e Dilma era LEVIANO.
Há algumas décadas, quando ainda era capitão, o militar foi punido pelo todo poderoso Newton Cruz por motivos similares, Cruz havia mencionado de forma pejorativa o então General Léo Etchegoyen.
Poucas semanas antes da troca do governo de Dilma pelo interino de Michel Temer, cogitava-se se o General Sérgio Westhpalen Etchegoyen assumiria o comando do Exército Brasileiro.
Ao longo dos últimos anos muitos militares das Forças Armadas e políticos têm criticado o uso político da agência brasileira de inteligência e até os critérios com que são escolhidos os diretores do órgão, oficiais de inteligência e analistas.
Michel Temer decidiu que a partir de agora a ABIN não será mais subordinada a secretaria de governo, chefiada por autoridade detentora de cargo político, voltará a ser administrada pelos militares das Forças Armadas, subordinada ao Gabinete de Segurança Institucional, se tornando novamente um órgão de estado.





10 comentários:

  1. Sempre acreditei que nosso exército é único e jamais deixaria se criar um outro,
    Os outros Quiseram se auto denominar mas foram bem derrotados e deve ser extinto para sempre este mal
    Nosso povo passivamente soube fazer valer nossos direitos
    Nossos juízes fizeram e faram o melhor dentro da lei.
    Poeta cidinho

    ResponderExcluir
  2. Estou feliz com a notícia, precisamos estar protegidos contra essa gentalha petista, inculta e agressiva, comandada por Lula e, também, Dilma, que não querem perder os cofres públicos, porque o que interessa a eles é uma ditadura de esquerda, ao estilo Maduro, para se etenizarem no Poder. Queremos uma DEMOCRACIA de Ordem e Progresso. De PAZ para nossas famílias e melhores condições de vida, sem tantos impostos que nos sujeitaram a receber metade do que conseguimos ao longo da vida e trabalho!

    ResponderExcluir
  3. Que seja colocado como ministro da defesa um "MILITAR" patriota!.
    Temer deve investigar seus 8 ministros que segundo Ricardo Boecat;tem fichas sujas! O Brasil precisa ser limpo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DEVERIA MESMO REPENSAR NA ESCOLHA DE UM PARTICIPANTE DO FORO DE SÃO PAULO, COMUNISTA, PARA MINISTRO DA DEFESA. ESSA FOI UMA OPÇÃO NADA DEMOCRÁTICA, MAS SEMELHANTE A DE DILMA.

      Excluir
    2. Participante do Foro de São Paulo? De onde tirou isso?

      O General Etchegoyen é totalmente anti-comunista e nutre um certo descontentamento com a esquerdinha nojenta. O General condenou a tentativa da esquerda de difamar a honra de seu pai. Em 2014, após a divulgação do relatório das conclusões da Comissão Nacional da Verdade, que investigou fatos ocorridos durante o regime militar, o general foi o primeiro oficial de alta patente a se manifestar sobre a questão, ao ter o nome do pai, general Leo Guedes Etchegoyen, morto em 2003, incluído na lista de 377 agentes do Estado considerados responsáveis por crimes na época da ditadura. O General emitiu uma nota de repúdio ao governo ideológico de esquerda e disse que iria processar o governo por difamação e perseguição.

      Excluir
    3. Raul Jugmman, PPS, Ministro da Defesa no governo Temer. O PPS foi um dos fundadores do Foro de SP, mas já se afastou dele há alguns anos.Esse General vai comandar a GSI e não o Ministério da Defesa.

      Excluir
  4. Os petralhas sempre se apoderaram dos orgâos do Estado como se fossem do governo em exercicio, para fins espúrios.

    ResponderExcluir
  5. Vagabundos do MST tem que ser tratados como merecem. Muito Gás de Pimenta...E outra "coisas"...

    ResponderExcluir
  6. ÓTIMO, E QUANTO A MOURÃO? O PRESIDENTE INTERINO VAI REAVALIAR A DECISÃO DE DILMA? ASSIM ESTARÁ SINALIZANDO QUE NÃO PERTENCE AO PACTO COMUNISTA DE PODER DO PT. QUE CUMPRIU AGENDA DO PLANALTO QUANDO DISCURSOU NA UNASUL.

    ResponderExcluir
  7. FELIZMENTE NOVOS VENTOS SOPRANDO SOBRE O BRASIL. O EXÉRCITO QUE OSTENTEI ORGULHOSAMENTE A FARDA VERDE OLIVA, ESTA DE VOLTA. QUE MARAVILHA,QUE BELEZA,QUE FELICIDADE. "HIERARQUIA,ORDEM,DISCIPLINA" BADERNEIROS,DESOCUPADOS,VAGABUNDOS,DEPENDENTES,CORRUPTOS TEM QUE TRATAR NA "PORRADA" PROTEÇÃO É PARA TRABALHADORES (AS) DO BRASIL. ALIAS,TEM QUE ACABAR COM ESTA MORDOMIA DA DILMA. NADA JUSTIFICA ESTE ABSURDO.

    ResponderExcluir