quarta-feira, 18 de maio de 2016

Um olhar desolado para o futuro?


Enquanto Raul Jungmann – do Partido Popular Socialista – assina o termo de posse, o Comandante do Exército, General Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, permanece com o olhar distante, como se estivesse meio anestesiado. 
O general permaneceu assim durante toda a cerimônia que instituiu o novo Ministro da Defesa, mais um político.
Em meio a tantas cobranças de dentro e de fora, que passam pelo sucateamento da força, evasão de oficiais, queixas sobre salário e até pedidos de intervenção militar, do alto de seus 65 anos o general de quatro estrelas testemunha seu amigo Aldo Rabelo (PCdoB) ser praticamente enxotado por conta do afastamento de Dilma Roussef do governo.


O que vem pela frente, qual o futuro reservado para as Forças Armadas Brasileiras e família militar?

Sociedade Militar


Nenhum comentário:

Postar um comentário