quinta-feira, 9 de junho de 2016

Dilma fala à Al Jazeera, rede de TV acusada de ligação com o TERRORISMO internacional.

A presidente admite que a sociedade realmente não confia mais nela.
Dilma alardeia nas redes sociais que recebeu a AL JAZEERA para uma entrevista.
A rede de TV que ficou famosa por publicar em primeira mão falas de terroristas internacionais como Osama Bin Laden, e foi recentemente colocada sob suspeição pelos EUA e EGITO, iniciou seu artigo sobre o encontro com DILMA lembrando que a presidente afastada foi uma guerrilheira de esquerda.


No encontro DILMA aproveitou para dizer que seu afastamento seria uma estratégia para interromper a lava-jato e deixa escapar uma confissão, ela admite que acredita que os brasileiros realmente não confiam mais nela:



De fato não é uma situação fácil, você tem a força de lutar contra as adversidades… Como eu tenho absoluta certeza e os fatos demonstram que esse processo é um processo sem base legal que tem por objetivo impedir uma parte, essa mesma parte se confessa, foi o ex-ministro do planejamento do governo provisório que confessou que tenha que me afastar porque ao fazê-lo estaria garantindo que o processo que hoje investiga a corrupção no Brasil não ia atingir a ele e seus companheiros. Eu acredito que, ao defender a democracia vou reconquistar a confiança do povo brasileiro. Os brasileiros só terão confiança em mim se eu estiver comprometida com a democracia no Brasil.

A presidente afastada disse ainda que a sociedade brasileira não teria mais interesse no IMPEACHMENT e que é por isso que as redes de TV não publicam mais pesquisas sobre o assunto. Disse à rede de TV que ha rejeição contra o impeachment e que os líderes de manifestações por esse motivo não tem mais condições de manipular as massas e colocar gente na rua para apoiar o processo contra ela. 
Dilma disse ainda que não se toca no verdadeiro teor da acusação contra ela. E mais de uma vez lembrou das gravações de SERGIO MACHADO, que para ela seriam a prova de que foi tudo uma armação.

A presidente afastada, que em vários momentos declarou que não respeita delatores, diante da AL Jazeera se gabou de a LEI de DELAÇÃO premiada ter sido aprovada no seu governo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário