quarta-feira, 29 de junho de 2016

Manifestação de policiais em aeroporto do Rio repercute na mídia internacional


O protesto realizado por policiais civis e delegados do Rio de Janeiro, no Aeroporto Internacional Tom Jobim, na última segunda-feira (27), repercutiu em jornais do exterior. A cena mais comentada mundo afora foi a imagem de policiais segurando uma faixa com os dizeres “Welcome to hell” (Bem vindo ao inferno).
A repercussão da manifestação pela imprensa estrangeira era justamente o objetivo dos organizadores do protesto. De acordo com um dos líderes do movimento, a ideia da manifestação surgiu após a declaração do governador, Francisco Dornelles, dizendo que o Rio de Janeiro estava em estado de calamidade.

Publicações da Austrália, Índia, Rússia, Estados Unidos noticiaram o protesto dos servidores. O britânico ‘The Independente’ ressalta a fala do governador, admitindo o temor de fracasso dos Jogos Olímpicos devido à falta de segurança. A BBC foi outra que repercutiu a manifestação e lembrou a crise financeira enfrentada pelo Rio de Janeiro, dizendo que policiais e bombeiros estão sem receber seus pagamentos e ameaçam parar os serviços.



O site do canal de TV norte americano, Fox News, destacou a manifestação dos policiais e citou a morte do tenente da Polícia Militar, Denilson Theodoro de Souza, de 48 anos, que fazia a segurança particular do prefeito Eduardo Paes. Denilson foi morto após ser baleado durante uma tentativa de assalto.


Além da preocupação com segurança, o jornal ’Nine News Australia’ citou a saúde como um outro ponto crítico durante os jogos. A preocupação explicita na publicação refere-se a um grafite feito em uma ponte próximo à entrada do Aeroporto do Galeão com os dizeres: “Bem-vindos, não temos hospitais”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário