quinta-feira, 23 de junho de 2016

Pedido de punição para o Coronel Salema? Só podia ser PSOL!


Os cinco deputados estaduais do PSOL na Assembleia do Rio enviaram uma representação contra o coronel à Secretaria de Segurança, à Ouvidoria da Polícia Militar e ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). A bancada pede que os fatos sejam apurados e que o comandante sofra as "medidas disciplinares cabíveis".
Os parlamentares ressaltam que o comandante infringiu o Estatuto dos Policiais Militares do Rio, que proíbe o uso de uniforme em reuniões ou manifestações de caráter político-partidário.
Pela participação dos Bolsonaro no mesmo evento, o coordenador estadual da fiscalização de propaganda, juiz Marcello Rubioli, pediu que o Ministério Público Eleitoral abra processo por propaganda eleitoral antecipada.

Procurada, a Polícia Militar ainda não se manifestou sobre a representação contra o coronel Salema.

Claro que os deputados do PSOL não poderiam deixar passar esta oportunidade, mas vendo sob o prisma de suas intenções, vemos o quanto são contraditórios.
Querem o fim das PMs no Brasil, mas se aproveitam de seus regulamentos para pedir punição para quem da Corporação os desagrade. Claro que a sociedade não está desatenta e, este fato, como o de Bolsonaro réu no STF aumenta significativamente a popularidade do Deputado e candidato à disputa presidencial de 2018.
Coronel Salema goza de grande prestigio na Corporação e dentro da Sociedade ordeira que defende, por certo, já que está em final de carreira, poderia vir a reforçar a fileira da Segurança Pública na ALERJ, garanto que seria bem vindo.
Enquanto isso, PSOL e seus podres parlamentares, vão caído em suas falsidades. Pena que Paulo Ramos, oriundo dos quadros da PMERJ esteja junto a esse engodo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário